Fórmula 1

Max Verstappen: Gênio?

A carreira de Max Verstappen por si só já chama a atenção pela precocidade, afinal, se analisarmos os recordes alcançados em sua, até aqui, curta carreira na Formula 1, em todos os feitos o ponto em comum é a frase “piloto mais jovem”. O mais jovem a testar um Formula 1, o mais jovem a estrear na Formula 1, o mais jovem a vencer uma corrida na Formula 1 e por aí vai.

O fato é que passados três anos desde sua estreia em 2015 na Austrália pela Toro Rosso substituindo o bom piloto Jean-Éric Vergne, não é difícil notar em Verstappen a mesma inexperiência do garoto que bateu uma RBR durante uma exibição nos Países Baixos em Agosto de 2014.

Com oscilações entre genialidade e imbecilidade que podem ocorrer com intervalos de uma ou duas voltas durante um mesmo GP, Verstappen é capaz de receber os maiores elogios e as mais terríveis criticas com intervalos de minutos.

Em 2017 durante o GP da China, Max protagonizou uma das maiores largadas da Formula 1 atual, pulando de 16º para 7º em apenas uma volta, ali a “genialidade”.

Em 2018 no mesmo GP da China, Verstappen consegue se chocar com os dois postulantes ao título, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, com Hamilton o choque até que foi relativamente leve, mas com Vettel houve consequências, ambos rodaram e o Alemão acabou perdendo pontos preciosos para o futuro do campeonato. Além disso, Max acabou com sua própria corrida que poderia resultar no mínimo em um pódio.

Passados três anos, o jovem talento só é uma unanimidade para seu mentor Helmut Marko, mas isso não o poupa das críticas até mesmo daquele que aposta todas as fichas na garoto, após o GP da China, Marko criticou Verstappen pelo choque com Vettel;

“Ele não deveria exagerar, ele sabe o que perdeu, havia uma vitória esperando por ele, e ele abriu mão. Ele tem 20 anos, é um jovem sanguinário e isso pode acontecer”. Disse Helmut Marko.

Mas convenhamos, a juventude de Max já não combina mais como desculpa para os erros, pois apesar de ainda jovem, o piloto está em seu 4º ano na Formula 1 e isto significa experiência acumulada, quilometragem, que no inicio da carreira era a desculpa para os erros bobos, a falta de quilometragem.

A pouca idade já foi dada demais como desculpa, e já não combina mais, combinou no passado, naquela batida na traseira da Lótus de Romain Grosjean na Saint Devot em 2015 no GP de Mônaco, nada demais, isso para a STR, porem este detalhe mudou aquela corrida, o carro de Verstappen atravessado na pista provocou a entrada do Safety Car, com isto Hamilton que liderava a corrida com mais de 25 segundos de vantagem, foi chamado para uma troca extra de pneus, porem a equipe errou e demorou na troca e a corrida caiu no colo de Niko Rosberg. Verstappen nada teve a ver com isso? Errado, quando se está entre os vinte pilotos do grid da Formula 1, seja jovem ou não, suas atitudes interferem e muito em tudo que acontece ao redor.

Em 2017, já aos 19 anos, durante os treinos do Bahrain, Max se envolveu em uma polemica que ultrapassou os limites da pista, ofendendo via radio o piloto Felipe Massa, e “os brasileiros”, ao receber uma fechada de Felipe durante uma volta lançada, Verstappen se referiu a manobra como sendo “coisa de brasileiro mesmo” a atitude mais uma vez foi creditada a pouca idade do garoto, como se educação e bons modos tivesse idade.

Também no ano passado no GP de Singapura em um dos acidentes mais emblemáticos da temporada, onde os dois pilotos da Ferrari se chocaram, havia um terceiro carro envolvido e era o de Verstappen.

Qualidades, claro, Max Verstappen tem e muitas, mas os erros se apresentam com a mesma frequência dos acertos, porem, erros tendem a se sobrepor aos acertos a ponto de apagá-los da memória da maioria.

Dizer que Verstappen não seja um ótimo piloto é mentira, o jovem Holandês tem sim suas qualidades, mas, o que já passou da hora é de amadurecer, colocar a cabeça no lugar e passar a ter a atitude que se espera dos campeões, agressividade na pista, sim é importante, mas, mais do que isto, é preciso ter em mente um dos ditados mais antigos do automobilismo, o de que “não se vence uma corrida em uma curva, mas se pode perder uma corrida, um campeonato e até mesmo a carreira numa decisão precipitada”.

Se Max Verstappen, foi o mais jovem em tudo até aqui, é bom que se torne também o mais jovem piloto da Formula 1 a tomar juízo.

Uma ultima pergunta, passados três anos da estreia de Verstappen na Formula 1, a imagem abaixo faz algum sentido para você?
Por Regii Silva / Foto F1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *