Kart

Kart: Academia Shell Racing vence a primeira de 2018, com Felipe Baptista

imagem_release_1187057.jpg

Por Luis Ferrari / Imagens Jackson Souza

Agora acelerando na categoria Graduados, campeão da Copa SP Light de 2017 abre a temporada com pole e duas vitórias categóricas

Felipe Baptista iniciou 2018 do mesmo jeito que terminou 2017: no alto do pódio da Copa SP Light. Campeão da classe Júnior no ano passado, o representante da Academia Shell Racing voltou ao Kartódromo da Aldeia da Serra neste sábado e, em sua jornada de estreia pela categoria Graduados, repetiu a performance do ano passado com as cores da Shell.

Foram duas corridas e duas vitórias, com direito a pole e melhor volta.

Na primeira bateria, largando da pole, Felipe segurou a pressão dos concorrentes mais experientes nas voltas iniciais, sustentando a liderança. Depois de quatro voltas conseguiu uma folga e administrou até a bandeirada para ganhar sua primeira corrida em 2018 –também a primeira vitória da Academia Shell Racing, logo em sua primeira corrida no ano.

A segunda corrida foi mais desafiadora, em virtude da regra da inversão do grid. Felipe largou em quinto e não teve moleza contra os adversários mais experientes –alguns espalharam suas trajetórias, dificultando a linha do representante da Shell Racing, que perdeu posições na primeira volta.

Mas o ritmo do kart #121 estava lá e Felipe veio escalando o pelotão até chegar no então líder. Mais lento, o concorrente forçou o piloto da Academia Shell Racing para o gramado, mesmo assim foi incapaz de defender a posição (acabaria inclusive advertido pela manobra).

Em primeiro, ele novamente foi abrindo vantagem e recebeu a bandeirada em grande estilo, cravando a melhor volta no final com margem de 0s5 sobre o segundo giro mais veloz da prova.

No próximo fim de semana, Felipe Baptista volta a competir, desta vez no Kartódromo da Granja Viana, que será o palco do Brasileiro de Kart em 2018.

imagem_release_1187056

O que disse Felipe Baptista:

“A primeira corrida foi um pouco mais tranquila. Só tive uma pressão no começo, o que eu já esperava na Graduados, onde normalmente as primeiras voltas são muito disputadas. Depois de três ou quatro voltas sendo pressionado consegui abrir alguma vantagem e ganhei com quase 5s de margem. A segunda corrida foi mais turbulenta e levei um toque bem no meio do kart. Mesmo assim consegui recuperar e fui passando os concorrentes. Aí cheguei no primeiro, ele me jogou na grama, então voltei e passei ele limpo. Aí em três voltas abri 2s5, estava muito, muito rápido mesmo, tanto que na última volta fui meio segundo mais rápido que todos os demais. Então estava muito bom o equipamento hoje. Começamos muito bem e vamos tentar manter assim o ano todo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *