Moto

Felipe Macan: Venceu o coração pela paixão por motovelocidade

Motovelocidade: Com apenas 15 anos de idade, já passou por cirurgia complicada e mantém o foco para o futuro em competições no exterior

Felipe Cortado Macan, com 15 anos, nasceu em Campinas, mas mora atualmente em Vinhedo, com os pais e um irmão. Gosta de motos desde pequeno, quando via o pai, o ex-piloto Rodrigo Macan, nas pistas.

Em 2016 fez sua estreia no SuperBike Brasil, na categoria Honda Junior Cup. Já no ano de estreia garantiu o terceiro lugar na geral.

Ano passado se preparou para subir de categoria, saindo da 125cc para 300cc. O começo do ano parecia promissor, já na terceira etapa do ano garantiu um terceiro lugar na competitiva categoria Pro, da Yamalube R3 Cup. Porém, após uma consulta médica de rotina, Felipe foi diagnosticado com problemas no coração. Ele foi ao cardiologista e foi detectado que a parede de seu coração estava aberta e indo muito sangue para o pulmão. Não tendo medicação para isso, a única solução era a cirurgia.

Mesmo com as adversidades enormes para um adolescente de 14 anos, Felipe nunca pensou em desistir.

“Fiquei bem triste e preocupado com o diagnostico. Minha família ficou bem apreensiva. Passei pela cirurgia e foi um sucesso. Minha vontade de retornar as pistas foi sempre um gás para passar por tudo isso.”, comenta Macan.
Após a liberação médica, Felipe retornou aos treinos físicos e preparação para a temporada 2018, onde foi selecionado para integrar o time de dez pilotos da Yamalube R3 Cup, categoria Stock. Felipe tem subsídio da Yamaha e apoio de grandes nomes, como o MultiCampeão de motovelocidade Alan Douglas dos Santos.

Hoje ele treina com o personal trainer Dave Elias Godinho, cinco vezes por semana, cuida da alimentação com a orientação da mãe Alessandra Macan, que é nutricionista e todo o final de semana treina de moto na Fazenda Capuava, no interior de São Paulo.

Seu ídolo é o multi campeão mundial Valentino Rossi, pois ele é um piloto humilde, pilota muito e é focado em seus objetivos. Porém, quem sempre incentivou Felipe a ir para as pistas foi seu pai, o comerciante Rodrigo Macan.
“Meu conselho é ter foco em tudo, e por mais difícil que seja nunca desista, e se você tem um sonho vá atrás.”, finaliza Felipe.

O objetivo de Felipe é figurar entre as feras que pilotam fora do país, 2018 será um ano forte de treinamento para que Felipe alce voos mais altos em competições internacionais. 2019 promete ser cheio de novidades para a carreira deste jovem piloto sonhador e determinado.

Por NS Comunicação / Fotos Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *