F-1 Últimas Notícias

Formula 1: Na Áustria, Mercedes erra, quebra e Hamilton perde a liderança por um ponto.

Formula 1: A infalível Mercedes falha na estratégia, o equipamento falha e com os dois carros fora a vitória cai no colo da “dona da casa” RBR.

Um GP, que como os outros, parecia já estar definido na primeira volta, após uma largada agressiva de Hamilton e Raikkonen, ambos engolindo Bottas, no caso de Hamilton, este assumiu a liderança, já o Finlandês da Ferrari ao tentar, por fora, uma ultrapassagem super otimista sobre o Inglês, viu sua posição perdida por Verstappen e Bottas. O quarto lugar ainda parecia lucro perante o companheiro Vettel que vinha em sexto logo atrás de Ricciardo. Assim completaram a primeira volta e com ela a sensação de que este seria só mais um GP monótono.

O inimaginável começou a acontecer a partir de um Safety Car Virtual para retirada de detritos da pista, imediatamente todos os carros entraram para a troca de pneus, todos, menos o líder Hamilton cuja equipe estava em pânico com a súbita perda de potência do carro de Bottas, e acabou perdendo o timing de chamar o Inglês para o pit. Claro que com todos os carros parando em regime de SCV e Hamilton permanecendo em velocidade limitada na pista o prejuízo viria mais tarde quando Lewis tivesse de parar.

Com Bottas fora, Verstappen em segundo e Ricciardo logo atrás era uma questão de tempo para que as RBR assumissem a ponta, pior para Hamilton que via sua posição ameaçada até mesmo pelo rival Vettel que neste momento era o quinto, parou e voltou logo a frente de Vettel.

O que todos esperávamos desde o inicio do Campeonato, uma briga na pista entre os protagonistas acabou acontecendo, com Vettel ultrapassando Hamilton, isto aconteceu algumas voltas antes da Mercedes de Hamilton também sofrer uma repentina perda de potência, o Inglês que a exemplo dos carros da RBR e Haas já vinha sofrendo com desgaste excessivo dos pneus, algo que alias só não aconteceu com as Ferraris, viu a liderança do campeonato se perder e novamente por apenas um ponto, como já havia acontecido no GP do Canadá. Indignado Hamilton nada pode fazer, a não ser lamentar o dia terrível, algo que nem os mais otimistas Ferraristas jamais imaginariam.

Max Verstappen que não tem nada a ver com isso, esteve perfeito novamente, a exemplo do GP da França fez uma corrida discreta e é justamente isso que se espera dele, uma corrida consistente e sem chamar muita a atenção, pois toda vez que os holofotes se voltam para ele é por se envolver em acidentes, quando não aparece é porque fez o que dele se espera que é acelerar. Isso ele fez com perfeição e soube dosar o ritmo e poupar os pneus que vinham se desmanchando.

Ricciardo com uma quebra de motor acabou com as chances da RBR fazer uma dobradinha histórica em casa, e teve de ver as Ferraris de Kimi e Vettel completar o pódio.

Opinião Regii Silva:

Foi um dos melhores GPs dos últimos tempos, com algo que a muito não se via, uma disputa na pista entre dois pilotos que brigam pelo título, eu realmente não me lembro, acho que isto aconteceu em 2016 também na Áustria, na subida do final da reta entre Rosberg e Hamilton, se pensar em pilotos de equipes diferentes, brigando pelo título, disputando posição na pista eu realmente teria de recorrer aos meus arquivos, mas não hoje, numa manhã de domingo de sol e de Formula 1 como nos velhos tempos, mas prometo no próximo domingo trazer esta informação.

Não posso deixar de destacar a Mercedes vivendo um domingo de Williams, pelo menos na estratégia, ou vivendo um dia de “McLarens/Honda” com os dois carros quebrando, outra estatística que vou tentar descobrir, quando isto aconteceu.

A Haas que andou muito bem, o bom desempenho de Grosjean, quem diria, e claro, sempre ele Fernando Alonso que largou do Box e terminou em oitavo, mais uma vez andando mais que o próprio carro.

Nos encontraremos já no próximo domingo com o GP de Silverstone na Inglaterra, terra de Hamilton e o Inglês com certeza virá com tudo para tentar retomar novamente a liderança, mas a Ferrari embalada pela sorte, e com um Kimi Raikkonen ainda mordido com a historia da contratação de Leclerc, deve vir com a faca nos dentes também.

Fotos F1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *