Rally

SFI CHIPS Rally Team faz bonito em Lages e esquenta os motores para o Sertões

Equipe participou do 1º Rally Caminhos da Neve no último final de semana, entre os dias 29 de junho e 1º de julho

A cidade de Lages, localizada na Serra Catarinense, recebeu entre os dias 29 de junho e 1º de julho a primeira edição do Rally Caminhos da Neve. A competição foi válida pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e envolveu carros, motos, quadriciclos e UTVs. A equipe SFI CHIPS Rally Team participou da prova já se preparando para o 26º Rally dos Sertões e conquistou ótimos resultados nas categorias Production T2 e Super Production.

O destaque da equipe ficou por conta da estreia no campeonato do piloto Otávio Enz, o Marreco, e do navegador Allan Enz. A dupla formada por pai e filho de Apucarana-PR foi campeã pela categoria Production T2. Já o piloto Paulo Roberto Goes, de Joinville-SC, e o navegador Gustavo Schmidt, o Guga, de São José-SC, conquistaram o terceiro lugar na categoria Super Production. Com o resultado, a dupla mantêm a liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

A SFI CHIPS também comemorou o resultado de outras duas duplas que contam com apoio da marca. O piloto Fernando Luis Possetti e a navegadora Cristina Starling levaram sua Mitsubishi Triton ER para o quinto lugar da categoria Super Production. Já o piloto Glauber Fontoura e a navegadora Minae Miyauti conquistaram o primeiro lugar na Protótipos T1 guiando uma Mitsubishi Triton SR.

No total, 54 equipes de todas as regiões do Brasil participaram do Rally Caminhos da Neve. Os competidores percorreram 520 quilômetros entre especiais cronometradas e deslocamentos. Durante o sábado e o domingo o percurso foi escorregadio e com alguns trechos com lama devido aos vários dias de chuva na região. Os carros ainda enfrentaram trechos de erosões, pedregulhos, curvas sinuosas, subidas e descidas e travessia de rios e riachos, além de atravessar a Coxilha Rica e desbravar o interior das cidades de Lages, Capão Alto, São Joaquim, Urupema, Urubici e Painel.

Vitória na Production T2

Além do primeiro pódio conquistado na Production T2, a dupla da SFI CHIPS Rally Team, Otávio e Allan, também aproveitou para acertar detalhes de equipamento, equipe e estrutura. “No segundo dia conseguimos andar mais rápido que na primeira etapa, o carro chegou inteiro e não tivemos nenhum problema. Enfrentamos trechos com muitas pedras e um traçado com inúmeras curvas, subidas e descidas. O Allan esteve perfeito na navegação e considero como uma missão cumprida pela SFI CHIPS. A equipe está de parabéns, pois deixou o carro confiável”, analisou Otávio.

Segundo Allan, a prova exigiu muita concentração a bordo da Mitsubishi Pajero Full 4×4 da dupla. “Para nós foi tudo novo, carro novo, equipe nova e prova nova”, diz. “Por se tratar do percurso em serra, a tensão é ainda maior. Alguns pilotos ficam mais confiantes no segundo dia, mas eu não relaxo nunca, a atenção nesse tipo de percurso precisa ser redobrada”, explica.

Liderança no Brasileiro de Cross Country

Com o terceiro lugar na Super Production, Goes e Guga conseguiram manter a liderança do brasileiro guiando uma Mitsubishi Triton ER preparada este ano pela SFI CHIPS. “Fizemos a prova pensando no campeonato e no Rally dos Sertões. Chegar, pontuar e continuar na liderança do Campeonato Brasileiro”, afirma Guga.

Goes conta que a prova estava extremamente técnica, com muita variação de terreno, oscilando entre trechos lisos e de pedra. “Na véspera da primeira etapa choveu muito na região, então a interpretação do terreno foi fundamental. O que valia era observar a alteração na cor do terreno, quando mudava de cor sabíamos que iria mudar o tipo de piso. No segundo dia o terreno era mais homogêneo, o que permitiu andar um pouco mais rápido”, explica.

Para o piloto da Super Production o nível dos competidores está muito alto, o que valoriza ainda mais o resultado da dupla. “Só tem fera andando. Se olharmos o resultado geral podemos perceber o quanto o campeonato está acirrado, todos rodando muito rápido e quase na mesma média de velocidade”, afirma Goes.

O Rally Caminhos da Neve tem supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), da Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina (Fauesc) e da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM).

Texto: Aline Ben da Costa/Comunicação 4×4 – com informações de Sig Comunicação
Fotos: DFOTOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *