Turismo

AIC: Finais da Copa Truck e Mercedes Benz Challenge agitaram Curitiba neste domingo.

O Público que lotou o AIC foi contemplado com grandes disputas nas duas Categorias e conheceu os Campeões da Temporada 2018.

navigate_before
navigate_next

Na Mercedes Benz Challenge o piloto (Paranaense/Catarinense/Mato-grossense) Raijan Mascarello confirmou o favoritismo e foi o Campeão na CLA 45 AMG, Raijan precisava apenas de um 5º lugar, mas acelerou como se precisasse da vitória e só ficou atrás do companheiro de equipe na Mottin Racing, Roger Sandoval, com o segundo lugar o piloto de Sapezal levantou o caneco.

navigate_before
navigate_next

André Moraes JR da equipe Hot Car Bardhal Racing ficou com o Título da C250 Cup, Flavio Andrade também piloto da Hot Car Bardhal foi o campeão da C250 Master e Fernando Amorim, adivinha de qual equipe? Sim da Hot Car Bardhal levou o troféu da CLA 45 AMG Master.

O Mercedes Benz Challenge em 2019 segue dividindo pista com a Copa Truck e promete novidades.

O público só aumentou para a grande final da Copa Truck e quem esteve presente pode assistir duas das melhores corridas da temporada e arrisco a dizer que a corrida dois foi uma das melhores da história das corridas de caminhões.

navigate_before
navigate_next

Sempre eles, Felipe Giaffone e Roberval Andrade protagonizaram uma disputa dura porem limpa nas duas corridas.

Na primeira, disputando o título também estavam Renato Martins, André Marques, Welington Cirino, Danilo Dirani que fez a pole e Giuliano Lossaco. Já na largada Felipe pulou para a ponta e abriu uma boa vantagem, Roberval vinha ganhando posições até ficar em segundo a uma boa distância,  nos minutos finais da prova Giaffone teve um problema no coletor de admissão de ar e seu Volkswagen começou a perder potencia até perder a posição para Roberval que acabou levando, Felipe mesmo com problema conseguiu chegar em segundo com Leandro Totti fechando o pódio da primeira corrida.

navigate_before
navigate_next

Felipe Giaffone foi para o box para resolver o problema e teve de largar da ultima colocação, dai pra frente o que se viu foi uma aula de pilotagem, já na largada o piloto da RM ganhou cinco posições e seguiu ultrapassando todo mundo até que chegou no líder da corrida, ele mesmo, Roberval Andrade que também vinha largando de traz pela inversão do grid, nas voltas finais o piloto da Equipe Corinthians não conseguiu resistir os ataques de Giaffone que ultrapassou e levou, segundo ele, uma de suas vitorias mais amargas;

“Na primeira corrida o caminhão vinha perfeito até que desacoplou um tubo do coletor e a gente acabou perdendo potência e então eu tive que vir pro box e largar lá de traz. E a segunda corrida foi muito legal, mas eu acho que foi a vitória mais amarga da minha vida porque não foi o suficiente pro campeonato. Mas é isso aí, o que me deixa animado pra continuar correndo é estar sempre competindo e foi isso que aconteceu e por mais que o campeonato tenha ficado com o Roberval, é merecido também e eu volto animado para o ano que vem”. Comentou Felipe Giaffone.

navigate_before
navigate_next

Ao final de mais uma temporada também tivemos o Evento de Premiação do Campeão, Vice e Terceiro colocado que foi Welington Cirino que ao receber seu troféu fez um discurso emocionado levando as lagrimas não só ele, mas algumas pessoas presentes.

navigate_before
navigate_next

Vale ressaltar que na cerimônia de premiação, durante os discursos, todos os que falaram, Carlos Col (CEO) da Categoria, Cirino, Roberval e Giaffone lembraram do saudoso “Aurélio Batista Felix” e ao contrario do que muitos pensam deram e sempre dão todo o credito também da Copa Truck a ele que realmente começou tudo.

A família Copa Truck, como todos se referem, volta em 2019 para sua terceira temporada, o crescimento do primeiro para o segundo ano foi nítido, e promete ser ainda maior.

navigate_before
navigate_next
Fotos Regii Silva – Planeta Velocidade

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *