F-1 Últimas Notícias

Formula 1: Hamilton cada vez mais perto de um título que a Ferrari parece não querer.

Formula 1: Lewis Hamilton e Mercedes merecem vencer a Temporada de 2018, pois parecem ser os que realmente desejam isso.

Opinião Regii Silva:

Com o resultado do GP de Singapura, o Inglês Lewis Hamilton abre 40 pontos de vantagem para Sebastian Vettel no Mundial de Pilotos e a Mercedes por sua vez abre 37 pontos no Mundial de Construtores, entre as Equipes ainda não há nada definido, já entre os pilotos, parece já estar consumado, mesmo faltando ainda seis corridas para o final e 150 pontos em jogo, aparentemente é uma questão de cumprir tabela, visto a falta total de comprometimento de todo o time Ferrari.

Alguns acharão que estou sendo duro demais com a Ferrari, porem me baseio em fatos para chegar a esta conclusão. A Ferrari vem errando de forma recorrentemente nos últimos GPs e justamente quando passou a ter o melhor carro do grid, quando não é Vettel que comete erros infantis, como na Alemanha, é a equipe, como em Monza quando caiu no blefe da rival.

Hoje quando Vettel fez uma largada agressiva porem cuidadosa, se é que isso é possível, foi novamente a Equipe Ferrari que mais uma vez errou na estratégia, erro digno de uma equipe de fundo de grid, não da mais tradicional equipe do automobilismo mundial. Chamar o carro de Vettel na 15ª e optar por um jogo de pneu supermacio, com 46 voltas restantes, foi uma das coisas mais bizarras que o time chefiado por Maurizio Arrivabenne fez nesta temporada, e olha que os erros são constantes.

Excesso de otimismo? Achar que o carro de Vettel poderia fazer um pit stop a mais que todos os outros e ainda brigar pela vitoria? Talvez desespero por notar que a Mercedes de Hamilton vinha mantendo um bom ritmo com os pneus hipermacios e a aposta da Ferrari era que a rival faria o pit stop antes. O fato é que a parada desastrosa e a opção de pneu mais desastrosa ainda acabaram devolvendo Vettel logo atrás de Sergio Perez, e o Alemão não teve competência suficiente para se livrar da Racing Point do Mexicano e acabou perdendo a segunda posição para Verstappen após sua parada.

A tônica das ultimas corridas tem sido esta, excesso de erros da Ferrari e de Vettel, e uma competência que beira a perfeição, mais por conta de Lewis do que propriamente da Equipe Mercedes.

Hamilton mesmo tendo um final de semana apagado durantes os treinos livres, conseguiu uma volta, como seu próprio engenheiro nominou, Épica, algo que a muito não víamos na Formula 1, se existe perfeição na união entre Homem, Maquina e Pista, Hamilton alcançou esta perfeição na única volta que realmente importava, a do Q3.

Com o campeonato praticamente definido, nem tanto pela fase excepcional de Hamilton, e sim mais pela sequencia de erros de Vettel e da Ferrari, que tendem a se agravar à medida que a pressão imposta pela, cada vez maior, diferença de pontos entre ambos, Hamilton só precisa se manter próximo do rival e pontuar, mais nada.

Destaques Positivos:

A Mercedes e Hamilton: Até mesmo nos momentos desfavoráveis, o Inglês por si só tem feito a diferença e a Equipe, ao contrario da Ferrari, não inventa e sobre tudo não erra, mesmo com um carro momentaneamente inferior a Mercedes tem um time mais completo que a rival e (nunca pensei que escreveria isso) um Chefe de Equipe melhor e mais inteligente.

Max Verstappen: Teve calma (nunca pensei que escreveria isso) e mesmo perdendo a posição para Vettel na largada, teve frieza e esperou a hora certa de dar o troco na saída do seu pit stop, aí sim jogando duro e garantindo a segunda posição.

Fernando Alonso: O Espanhol foi primeiro do grupo B da Formula 1, grupo formado pelas demais Equipes que não Mercedes, Ferrari e RBR, Fernando ainda em um determinado momento da corrida chegou a marcar a melhor volta e reforçou ainda mais o fato de que a Formula 1 perde mais com sua saída do que ele.

Destaques Negativos:

Sergio Perez: Já na largada o Mexicano protagonizou um incidente que poderia ter sido evitado por ele mesmo, Perez deu um “chega pra lá” no companheiro de Equipe Esteban Ocon fazendo com que este se Chocasse com o muro e com isso ficasse fora da corrida. Mas o pior ainda estava por vir, Sergio ficou por varias voltas preso atrás do carro de Sirotkin da fraca Williams, com um carro bem superior Perez não conseguia passar por seus próprios meios e passou a reclamar no radio uma atitude da direção de prova. Até que quando finalmente conseguiu emparelhar seu carro ao do Russo, Perez simplesmente jogou o carro contra a Williams e ainda assim levou a pior tendo um pneu furado. A atitude deliberada de Perez, a meu ver foi punida muito levemente com apenas um “drive thru”. Em minha opinião esta punição deveria ser revista e agravada.

Equipe Ferrari: A impressão que tenho é que a Equipe Italiana tem um corpo de engenheiros altamente competentes e focados, a ponto de evoluir bem mais que a rival Mercedes durante as férias, porem a equipe de pista e a sua chefia não estão conseguindo reproduzir esta superioridade nas corridas e acabam jogando fora esta vantagem a cada prova, seja pelo momentaneamente fraco Vettel ou por erros coletivos e de estratégia.

Assim estamos vendo corrida após corrida, aquele que tinha tudo para ser o campeonato mais disputado dos últimos tempos ser entregue de bandeja nas mãos da Mercedes e de Hamilton.

Resultado da prova:
Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Lewis Hamilton Mercedes 61 1h51m11.611s
2 Max Verstappen Red Bull/Renault 61 8.961s
3 Sebastian Vettel Ferrari 61 39.945s
4 Valtteri Bottas Mercedes 61 51.930s
5 Kimi Raikkonen Ferrari 61 53.001s
6 Daniel Ricciardo Red Bull/Renault 61 53.982s
7 Fernando Alonso McLaren/Renault 61 1m43.011s
8 Carlos Sainz Renault 60 1 volta
9 Charles Leclerc Sauber/Ferrari 60 1 volta
10 Nico Hulkenberg Renault 60 1 volta
11 Marcus Ericsson Sauber/Ferrari 60 1 volta
12 Stoffel Vandoorne McLaren/Renault 60 1 volta
13 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 60 1 volta
14 Lance Stroll Williams/Mercedes 60 1 volta
15 Romain Grosjean Haas/Ferrari 60 1 volta
16 Sergio Perez Force India/Mercedes 60 1 volta
17 Brendon Hartley Toro Rosso/Honda 60 1 volta
18 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 59 2 voltas
19 Sergey Sirotkin Williams/Mercedes 59 2 voltas
20 Esteban Ocon Force India/Mercedes 0 Bateu
 Fotos F1/Twitter

         

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *