F-1 Últimas Notícias

Formula 1: Vitória de Kimi Raikkonen e título adiado em Austin.

Formula 1: Com uma largada perfeita e tendo visto mais um erro de Vettel, Kimi Raikkonen manteve o foco mesmo quando Hamilton liderava e conquistou a 21ª vitoria se tornando o Finlandês mais vencedor na categoria.

 

Opinião Regii Silva:

A vitoria em boas mãos, para quem ainda gostaria de ver a disputa pelo título, ainda que já ganho por Hamilton, se arrastar por mais uma corrida, a vitoria de Kimi Raikkonen veio na melhor hora. O piloto Finlandês que agora supera Mika Hakkinen em numero de vitorias, foi perfeito em Austin, cirúrgico na largada, na estratégia junto com o time optaram por não seguir a Mercedes de Lewis Hamilton numa parada antecipada em regime de SCV ainda na décima primeira volta. Manteve-se na pista e mesmo perdendo a posição para o Inglês na sua parada, manteve o ritmo, daí pra frente foi administrar a diferença para Verstappen que vinha em segundo.

  

O “homem de gelo” manteve a fama após a corrida e quando perguntado por Martin Brundle a sensação de vencer após cinco anos ele respondeu; “É melhor que chegar em segundo”.

Mas pelo visto nem todos os Finlandeses são frios como Kimi, após ter cruzado a linha de chegada os jornalistas conterrâneos de Raikkonen foram aos prantos e comemoraram muito a vitoria do piloto que foi preterido pela escuderia Italiana mesmo contra a vontade de alguns membros da equipe.

Raikkonen, com a vitoria, sai da Ferrari de cabeça erguida e ouvindo de parte da imprensa Italiana que o piloto que deveria ser “rebaixado” para Sauber deveria ser Sebastian Vettel.

 

Vettel este sim precisa imediatamente de ajuda, psicológica, e técnica, não é admissível que um piloto tetracampeão mundial de Formula 1 cometa tantos erros “imbecis” como os que vem cometendo, o choque desnecessários com Ricciardo, a rodada estabanada lembrando o GP de Monza, não é uma questão de perder simplesmente o campeonato lutando, é uma questão de entregar nas mãos de Hamilton o título, não que o Inglês precise, Lewis é atualmente o melhor piloto do grid, mas é possível batê-lo, Raikkonen e Verstappen provaram isso, mas o Alemão parece não apenas ter desistido de lutar, mais do que isso, ele não está no momento em condições de ao menos sair para um treino com chuva, o trauma do GP da Alemanha parece realmente ter o abalado psicologicamente.

Max Verstappen como o próprio Christian Horner comentou, fez uma corrida “madura” arriscou na hora certa ao segurar Hamilton de forma competente e limpa, não desgastou os pneus buscando atacar Raikkonen pois sabia das limitações da RBR principalmente depois de ver o companheiro Ricciardo mais uma vez ficar na mão com o carro apagando sem explicação.

 

Lewis Hamilton, ao contrario de Vettel, é a tranquilidade em pessoa, mesmo sabendo que o penta é uma questão de tempo, não se acomodou e numa estratégia arriscada da Mercedes tentaram dar um bote e até conseguiu assumir a ponta por um tempo, mas a parada ainda nas primeiras voltas para por os pneus macios, mesmo este sendo o composto mais duro dificilmente duraria até o final da corrida. Isso mostra que o time e Lewis não estão simplesmente esperando a vitoria do campeonato, estão fazendo por onde. Hamilton nas ultimas voltas atacou de forma firme a RBR de Verstappen e a ultrapassagem poderia lhe valer o título, mas arriscou até onde deu e ao contrario de Vettel, soube a hora de tirar o pé e evitar um toque.

  

Nos EUA voltamos a assistir uma corrida de Formula 1 de verdade, e a exemplo de Baku, Spa e Silverstone, está marcada como uma das, senão a melhor do ano, um final eletrizante com Ferrari, Red Bull e Mercedes na mesma tomada de câmera e a menos de um segundo entre eles, algo que realmente não me recordo de ter visto este ano.

Antes mesmo de baixar os batimentos já estaremos no México no próximo final de semana, não vejo a hora.

Fotos Twitter/F1 e Twitter/Mercedes-AMG F1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *