F-1 Últimas Notícias

Fórmula 1000: Hamilton venceu, mas mereceu?

  •  
  •  
  •  
  •  

Enfim tivemos a corrida 1000 da Fórmula 1, uma corrida dentro do normal, Mercedes dominando, Ferrari fazendo as trapalhadas de sempre, e a RBR mostrando que está se encontrando. 

Para não falar que não tivemos emoções fortes, logo na volta de apresentação Max Verstappen, protagonizou o primeiro momento digamos inusitado, acabou rodando sozinho na frente de seu companheiro de equipe, algo que anos atrás já vimos alguns pilotos fazerem, mas convenhamos, não é algo muito comum, sobre isso falamos em seguida.

Desde a largada a Mercedes dominou a corrida, Valtteri Bottas que era o pole, largou mal e Lewis Hamilton pulou na frente. Será que Bottas realmente fez uma péssima largada ou foi solicitado que o mesmo deixasse o Inglês assumir a ponta?

A resposta foi vista ao final da corrida, na famosa salinha antes do pódio, Bottas visivelmente incomodado com o resultado. Desde a primeira corrida é visível que Bottas tem um carro mais rápido que Hamilton, e não foi diferente na China, a Mercedes #77 tinha condições de ganhar a corrida, pudemos constatar isso na última parada no pit, onde as duas Mercedes pararam ao mesmo tempo, mas primeiro Hamilton e depois Bottas. Mas enfim…

Hamilton chegou a sua vitória de número 77, ficando apenas a 16 vitórias de Michael Schumacher com 91. Com a vitória o Inglês entrou para a história vencendo o milésimo GP, mas para ele talvez tenha sido apenas mais uma vitória, diferente, por exemplo, se fosse ganhada por outro piloto que não, Hamilton ou Vettel, o próprio Bottas, Leclerc ou Verstappen, sem dúvida dariam maior importância à esta corrida histórica. A própria Liberty não deu a importância devida ao milésimo GP.

O que falar da Ferrari? Além da estratégia equivocada, vimos um Vettel apático, e Leclerc querendo mostrar à que veio. Veremos o que acontecerá nos próximos GPs e até onde irá essa preferência que a equipe demonstra pelo Alemão. Na corrida era visível que a Ferrari de reta tinha um carro melhor, mas como o circuito da China tem seu maior trecho com curvas, as Mercedes conseguiram abrir uma boa vantagem.  

A RBR parece ter achado o acerto ideal dos carros, Max Verstappen fez uma boa corrida e protagonizou um dos momentos mais fantásticos da prova. Vamos voltar no tempo, em 2018, GP da China, fim da reta mais longa do circuito, Vettel (Ferrari) à frente e o piloto Holandês (RBR) vindo buscar a posição, ambos entraram lado a lado e na disputa ambos acabaram rodando, a RBR #33 conseguiu ganhar a posição. Voltamos para 2019, mesma situação, mesmo ponto e ambos entraram novamente junto, não houve a rodada, mas Vettel deu um “X” espetacular em Verstappen, a manobra levantou o público.

E para fechar Pierre Gasly restando 4 voltas para o fim da corrida fim da corrida foi para o pit e colocou pneus macios (vermelho) para tentar tirar o ponto extra de melhor volta que era da Ferrari e conseguiu. 

Quem fez uma boa corrida foi Daniel Ricciardo (Renault) chegou na sétima posição, já que nas duas corridas anteriores não conseguiu pontuar, na Austrália destruiu a frente do seu carro logo na largada e acabou abandonando e no Bahrain simplesmente o carro apagou. Seu companheiro Hulkenberg abandonou a corrida. A Renault precisa ver o que está ocorrendo com seus carros, está sendo o oposto do que vimos na pré-temporada.

As McLarens estão meio sem sorte, é segunda corrida consecutiva que ao menos um de seus carros é atingido por outro. E na China não foi diferente, seus dois carros foram tocados logo na largada pela SRT de Kvyat, a imagem mais forte ficou com a McLaren de Norris que ao sofrer o toque seu carro por pouco não capotou. 

A Racing Point fez uma boa corrida, vale ressaltar a boa largada de Sergio Perez onde fez várias ultrapassagens e terminou a corrida na oitava posição colocando a equipe no Top 10, seu companheiro Lance Stroll terminou na décima segunda posição.

A STR com Alexander Albon piloto Tailandês, fez uma boa corrida e terminou entre os 10 primeiros, já seu companheiro abandonou a corrida após o toque logo na largada.

A Haas que vem em franco crescimento, nesta corrida ficou bem apagada, Grosjean ficou com a décima primeira posição e Magnussen em décimo terceiro.

A Alfa Romeo que dentre os 1000 Gps foi a primeira equipe a vencer em 1950, e na pintura de seu carro estava o desenho do carro de Giuseppe Farina. Kimi Raikkonen ficou entre os 10 primeiros, terminando na nona posição. Seu companheiro Antônio Giovinazzi, enfrentou muitos problemas nos treinos terminou na décima quinta posição. 

A Williams, ah William infelizmente o que falar desta equipe que nesses 1000 GPs trouxeram muitas alegrias com Nelson Piquet, Nigel Mansell, entre outros pilotos que por lá passaram, hoje amarga sempre os dois últimos lugares. 

E assim foi a corrida de número 1000 da Fórmula 1, na minha opinião a organização poderia ter modificado o calendário para que essa corrida fosse em outros autódromos como Silverstone, onde se iniciou a F1, Interlagos, Monza, entre outros autódromos lendários, mas o povo Chinês representou bem o público mundial com sua empolgação nas arquibancadas. 

O próximo GP será na rua de Baku no Azerbaijão, só para lembrar nossos amigos, no ano passado tivemos momentos que valem a pena relembrar, a batida entre Ricciardo e Verstappen no fim da reta dos boxes, a batida de Grosjean em bandeira amarela e o azar de Bottas, que liderava a corrida e teve seu pneu traseiro furado devido a detritos na pista e a corrida caiu no colo de seu companheiro de equipe Lewis Hamilton. E outro fato que não podemos deixar de lembrar foi a imagem de Fernando Alonso com os dois pneus do lado direito furado se arrastando até o pit e terminou a corrida na sétima posição.

Até lá!!

Fotos Twitter/F1 / Twitter/Equipes

One Response

  1. Lembrando que a estrategia da Mercedes de parar os dois pilotos na mesma volta para pit stop, lacrou qualquer chance de Bottas ganhar a posição numa eventual volta rápida.
    Garantindo assim a Equipe Mercedes a manutenção de Hamilton em primeiro lugsr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *