Fórmulas

Gianluca Petecof encara penúltimo desafio pelo Campeonato Italiano de Fórmula 4

Fórmula 4: Em Vallelunga, brasileiro da Academia Shell Racing segue na disputa pelo título de melhor estreante da temporada 2018

O brasileiro Gianluca Petecof volta ao Campeonato Italiano de Fórmula 4 neste fim de semana para a penúltima rodada tripla da temporada 2018, no circuito de Vallelunga, nas proximidades da capital Roma.

O piloto da Academia Shell Racing, apesar de não ter participado de uma etapa, é o sexto colocado na classificação geral e o segundo melhor estreante, ainda com chances de título.

O traçado de Vallelunga tem 4.085 metros e é considerado de média velocidade, com trechos bem rápidos intercalados com curvas de baixa, incluindo um miolo com dois cotovelos.

A programação terá dois treinamentos livres na sexta-feira, enquanto para o sábado estão programadas as sessões classificatórias e a corrida 1. No domingo, Gianluca disputará mais duas provas.

Pelo regulamento, a parte inicial do treino classificatório define os grid da primeira prova, e a parte final, o da segunda corrida, enquanto as posições de largada da terceira corrida serão decididas pela segunda melhor volta de cada piloto.

O site oficial da categoria (www.f4championship.com) transmite as três corridas ao vivo.

O que disse Gianluca Petecof:

“Os treinos foram ótimos, muito bons mesmo. Pude liderar o primeiro dia, inclusive. No segundo dia, focamos em simulações de corrida, o que também foi excelente. Deu para preparar muito bem para o fim de semana de corrida, tanto em acerto como em comportamento do carro com pneus de condições diferentes, usado e novo. Agora temos uma ótima base para essa etapa em Vallelunga. Será a primeira vez que vou correr nesta pista, que é bem interessante. O traçado não é tão curto, mas tem a característica de ter os pilotos muito próximos nos tempos. Semana passada os quatro primeiros ficaram separados por menos de um décimo. Será importante qualquer detalhe na classificação, mas estamos com boas expectativas”

Classificação geral do campeonato:

1º L.Lorandi – 239 pontos
2º E.Fittipaldi – 223
3º O.Caldwell – 153
4º F.Malvestiti – 136
5º P.Ptacek – 129
6º G.Petecof – 90

Campeonato de estreantes:

1º P.Ptacek – 150 pontos
2º G.Petecof – 135
3º U.Laganella – 98
4º M.Moretti – 81
5º N.Krutten – 78

Programação da etapa* (horários de Brasília):

Sexta-feira, 13 de setembro
9h – Primeiro treino livre
11h50 – Segundo treino livre

Sábado, 14 de setembro
5h40 – Treino classificatório parte 1
6h05 – Treino classificatório parte 2
11h05 – Corrida 1

Domingo, 15 de setembro
4h45 – Corrida 2
9h50 – Corrida 3

*sujeita a alterações

 

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Por Luis Ferrari / Fotos Divulgação/Prema Powerteam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *