F-Indy Últimas Notícias

Indy: Se o Rossi da MotoGP perdeu, o Rossi da Indy venceu “de braçada” em Long Beach.

  •  
  •  
  •  
  •  

Por: Francisco Brasil

A 4° etapa da Indy marcou um belo domínio de Alexander Rossi que liderou 80 das 85 voltas da pista, saindo da ponta apenas no mom de paradas.

A prova começou até bem, com Dixon tentando tomar a ponta de Rossi, porém sem sucesso. Já no fim do pelotão, Ericsson causou um salseiro ao tocar em Jack Harvey que parou no jardim da curva do chafariz. Isso trouxe a primeira bandeira amarela, trazendo prejuízo para Harvey, Pitot, Veach que perderam uma volta, além de Ericsson que ainda levou um drive trough.

De volta a bandeira verde na volta 5, Dixon tenta novamente ultrapassar na relargada, mas Rossi estava inspirado e se manteve na ponta, e forçando abrir uma grande vantagem.

Enquanto isso, Colton Herta faz uma bela ultrapassagem em Pato O’Ward, que perdeu rendimento e caiu mais duas posições.

A janela de paradas inicia pela volta 25, sendo que dos ponteiros Hunter-ray e o primeiro na volta 26. Power e Newgarden pararam na volta 28, uma depois do líder Rossi, quando Santino Ferrucci aparece atravessado na área de escape. Só que a amarela não foi acionada como em outros tempos, pois a Indy está tentando evitar golpes de sorte ou azar causados por várias interrupções como antigamente.

No fechamento da janela, o grande beneficiado foi Newgarden, que na parada pulou de quarto para segundo, seguido de Power que passou Dixon na pista. Mas não demorou muito, já que o neozelandês forçou pra cima do piloto da Penske que errou, passou reto no final da reta e caiu para oitavo. Temporada atribulada de Will Power.

INDYCAR Acura GP of Long Beach

Nesse meio tempo, Colton Herta que vinha bem teve um trabalho horroroso nos boxes, perdendo várias posições até errar e bater na mureta de proteção, tendo que abandonar a prova pela quebra da suspensão.

Segunda rodada de paradas, e a sorte de Dixon só piora. A mangueira de abastecimento emperrou, o que jogou o piloto para a sexta posição no terço final da prova.

Já no final, com Rossi em uma corrida perfeita, a 20 segundos de Newgarden, houve a polêmica manobra pelo último degrau do pódio. Dixon que vinha se recuperando e já estava em quarto, trava uma disputa com Graham Rahal, onde este faz um movimento de bloqueio, não deixando espaço para Dixon. O movimento gerou punição e o filho de Bobby Rahal perdeu o terceiro posto após a bandeirada.

Já os brasileiros tentam, mas a Foyt não colabora. Kanaan arriscou 3 paradas, mas acabou em 19° a duas voltas do líder. Matheus Leist foi até bem devido às circunstâncias, terminou em uma razoável 15° lugar, a “apenas” uma volta.

Agora teremos uma pausa até o mês que vem, que será totalmente dedicado a jóia da coroa: Indianápolis. Um mês de preparação para as duas corridas no icônico circuito, sendo dia 11 o GP no circuito misto, e dia 26 a 103° edição das 500 milhas, e nos estaremos aqui no Planeta Velocidade trazendo todas as informações.

Até lá!

Fotos indycar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *