Nas- Últimas Notícias

NASCAR Monster Cup – Kyle Busch supera todo o grid para vencer em Richmond.

Na noite do último sábado, dia 22/09, a Monster Energy NASCAR Cup Series, disputou sua segunda prova da fase dos playoffs e a 28ª desta temporada, no circuito oval de ¾ de milha de Richmond, no estado da Virgínia.

Como em qualquer outra prova disputada nesta fase do campeonato, os pilotos que ainda se encontram elegíveis para o título da temporada acirram as disputas para conquistar vitórias e garantirem suas permanências nos próximos rounds, o que garante ao público e aos espectadores uma forte pitada a mais de emoção.

A corrida foi marcada pela presença do piloto regular da Xfinity Series, Cole Custer, a bordo do carro 00 e cujas especulações já dão conta de que estará disputando a categoria principal já na temporada de 2019.

Chame-se a atenção, ainda, pela presença do piloto israelense Alon Day, no volante do Toyota nº 23 que, em conjunto com o “ligeirinho” mexicano Daniel Suarez (19) eram os dois únicos pilotos estrangeiros do grid.

A posição de honra no grid de largada ficou por conta do campeão e piloto do Ford Fusion nº 4 da equipe Stewart Haas Racing, Kevin Harvick.

Em virtude de mudanças feitas em seu carro, Kyle Busch (18), que originalmente havia se classificado na 11ª colocação, teve que largar na última fila do grid.

Após a largada, Harvick manteve a liderança e ainda suportou por um bom tempo uma forte pressão exercida por Martin Truex Jr. (78), contudo, antes da metade do segmento.

As brigas por posições aconteceram em todos os pelotões e, sem bandeiras amarelas ou maiores complicações, Martin Truex Jr. (78) vence o primeiro estágio da competição, com Kevin Harvick (4) cruzando a linha de chegada na segunda colocação.

Mesmo após a relargada, Truex Jr. se manteve firme na liderança da prova, sem maiores contratempos, enquanto Kyle Busch (18) vinha escalando o pelotão e se aproximando dos líderes.

Embora alguns pilotos tenham tentado efetuar algumas mudanças de estratégia, mediante paradas nos pits em momentos táticos, nenhum deles foi páreo para a dupla Truex Jr. e Harvick que, nesta mesma ordem cruzaram a linha de chegada do segmento número 2.

Com as paradas nos pits, o garoto Chase Elliott (9) volta à pista na frente e assume a liderança da prova.

A vida de Martin Truex Jr. (78) se complica após ser punido em decorrência de um pneu descontrolado no momento de sua parada nos Boxes.

A partir daí a liderança da prova passa a ser muito disputada entre Brad Keselowski (2) e Chase Elliott (9), até que ambos foram finalmente superados por Kyle Busch (18), que passou a liderar a prova.

A primeira (e única) bandeira amarela da competição aconteceu apenas na volta 326, quando Jeffrey Earnhardt (96) vai para o muro após um toque com Matt Kenseth (6).

Martin Truex Jr. (78) se recupera bem da punição que havia sofrido e passa a ocupar a terceira posição na prova, iniciando uma disputa final eletrizante, em conjunto com kevin Harvick (4), Kyle Busch (18) e Brad Keselowski (2).

Keselowski assume a liderança a 57 voltas para o final e Kyle Busch a recupera a 37 giros do fim.

Após a perda de rendimento do carro nº 2 de Keselowski, Harvick ameaça perigosamente a posição de Kyle Busch, mas o piloto do carro 18 da equipe de Joe Gibbs estava e imbatível e conseguiu se manter firme até o final da prova, cruzando na frente a linha de chegada, faturando sua sétima vitória na temporada e carimbando o seu passaporte para a segunda fase dos playoffs, o Round 12.

Em segundo lugar cruzou Kevin Harvick (4) e, em terceiro, depois de uma excelente recuperação, chegou Martin Truex Jr. (78).

Se pudéssemos resumir o desempenho e a apresentação de Kyle Busch neste final de semana em uma única palavra, me arriscaria a dizer “sublime”, visto que o mesmo, como grande piloto e campeão que é, superou a tudo e a todos para sair do final do grid e vencer a prova, enquanto o desempenho de seus companheiros de equipe (Denny Hamlin, Daniel Suarez e Erik Jones) não foram nada animadores.

Assim como Brad Keselowski (2), Kyle Busch (18) está garantido na próxima fase dos playoffs (Round 12), em função de ter obtido esta vitória e, por enquanto, os pilotos que se encontram na zona de eliminação para a fase que se segue são Clint Bowyer (14), Jimmie Johnson (48), Erik Jones (20) e Denny Hamlin (11).

Assim, a próxima e atípica etapa, a ser disputada no “Roval” de Charlotte, no próximo dia 30/09, será essencial e decisiva para aqueles que ainda querem se manter vivos no campeonato.

Traremos novidades e curiosidades sobre este evento no decorrer da semana, bastando ficar ligado no PLANETA VELOCIDADE.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira
Twitter: @alexleonello
Fonte: Divulgação/Internet

 

4 Responses

  1. Belíssima matéria amigo Alex. Gosto disso: uma pessoa que adora Nascar e com uma análise muito bem redigida sobre a corrida. Aliás, desde que assumiu esse posto todas as matérias são ótimas, sem apelativas ou tendenciosas.
    Parabéns! E o próximo a vencer será seu piloto, #4 Harvick.

    Grande abraço

    1. Valeu grande amigo. Vc é fora de série.
      Abraço

    1. Obrigado pelo carinho.
      É ele que nos move a cada dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *