Nas- Últimas Notícias

NASCAR Monster Cup – Martin Truex Jr. conquista a vitória em Richmond.

  •  
  •  
  •  
  •  

A principal categoria do automobilismo norte americano, a Monster Energy NASCAR Cup Series chega ao pequeno oval de Richmond, com apenas ¾ de milha (cerca de 1.200 metros) no estado da Virginia para a disputa de sua 9º etapa, válida pela fase regular de seu campeonato.

Com apenas 4 pilotos vencedores até então nesta temporada (Brad Keselowski, Denny Hamlin, Kyle Busch e Joey Logano), representando apenas 2 equipes (Penske e Joe Gibbs), os fãs tinham a esperança e o desejo de ter um novo piloto vitorioso e pertencente a uma outra equipe no victory lane.

Cabe acrescentar que este domínio de apenas 2 equipes vencendo as 8 primeiras etapas de uma temporada é um fato que jamais foi observado na história da NASCAR, mesmo diante da realidade de que os mesmos já são realizados há mais de 70 anos.

Para apimentar este desejo e aumentar as expectativas dos amantes da NASCAR, Kevin Harvick (4) da Stewart Haas Racing (Ford/Mustang) se dá melhor nos treinos classificatórios e crava a pole position do grid de largada para esta etapa.

Após a classificação aconteceu a vistoria dos carros que, ao fim, acabou por punir 8 pilotos por irregularidades, obrigando-os a partir do final do pelotão, tais como Erik Jones (20), Chase Elliott (9), Daniel Suarez (41), Jimmie Johnson (48), Aric Almirola (10), Denny Hamlin (11), Matt Tiftt (36) e Joey Gase (66).

Com a bandeira verde agitada, dando início a prova, Harvick manteve a liderança, mas o que se via, em verdade, era Kyle Busch (18) ganhando várias posições, escalando o pelotão e, ao final, conquistando com muita garra a vitória no primeiro estágio da competição.

Com um furo de pneu, Kyle Larson (42), na volta 127, acabou indo de encontro ao muro, provocando uma bandeira amarela no circuito.

Com isso, vários pilotos de dirigiram aos boxes e, com uma parada atrapalhada, o líder Kyle Busch excede o limite de velocidade e é punido, sendo obrigado a relargar no final do pelotão (26ª colocação).

Com isso, assumindo a liderança e mantendo-se firme na mesma, Martin Truex Jr. (19) aparece na prova e cruza na frente a linha de chegada, vencendo com seu Toyota Camry o segundo segmento da prova.

Ainda na frente, Truex passou a receber uma grande pressão de Clint Bowyer (14) que, por sua vez e aos poucos, passou a perder terreno, até perder o segundo posto para Joey Logano (22).

Logano ainda veio para cima de Truex e, o que se viu nas voltas finais foi uma intensa disputa pela primeira posição, mesmo diante da realidade de que ambos estavam com seus pneus muito desgastados e a traseira de seus carros incrivelmente instáveis.

Em que pese a pressão do piloto do Ford Mustang nº 22 da equipe Penske, o campeão de 2017, Martin Truex Jr. vence pela primeira vez na equipe de Joe Gibbs e conquista seu primeiro triunfo nesta temporada de 2019, em Richmond.

Em segundo lugar, muito próximo, chegou o atual campeão Joey Logano (22) e, em terceiro, concluiu o top 3 da prova Clint Bowyer (14).

Embora já tenha liderado inúmeras voltas em ovais curtos, vale mencionar que esta vitória e Richmond, em verdade, é a primeira conquista de Truex neste tipo de circuito, dando um significado ainda maior a este triunfo na nova equipe em que estreou ainda este ano, após o encerramento das atividades da Furniture Row, no final do ano de 2018.

OPINIÃO

Com um pouco de paciência, preparação e entrosamento dentro de sua nova equipe Joe Gibbs, não demorou muito para que o campeão do ano de 2017 desse as caras novamente no victory lane, para matar as saudades de seus admiradores e lembrar com carinho de suas conquistas no carro 78 da extinta Furniture Row.

Em verdade, a Furniture Row, que também se utilizava dos motores da Toyota, já era uma equipe satélite da Joe Gibbs e, de certa forma, com idêntico equipamento, a vitória de Truex, embora cobrada por todos, era só uma questão de tempo que acabou por chegar já na nona etapa da fase regular do campeonato, garantindo sua participação no round of 16 dos playoffs.

Contudo, em que pese a vitória de um novo piloto nesta temporada, esta ainda representa mais um triunfo da Gibbs que, por sua vez, já colocou 3 de seus 4 pilotos no victory lane, deixando de fora apenas (e ainda) o jovem Erik Jones (20).

Logo, Penske e Gibbs continuam sendo as únicas equipes a vencerem na temporada de 2019, algo nunca visto na história da NASCAR, como já anunciei acima.

Confesso que este não é um tipo de marco histórico que não fazemos qualquer questão de acompanhar ou de ver, posto que entendo isso de forma bastante negativa para a categoria, pois firma o entendimento de que apenas alguns fortes tem condições de estar ocupando a posição mais alta no victory lane.

Sabemos que equipes como a Stewart Haas Racing, a Hendrick e, ainda, a Ganassi, têm plenas condições de conquistar vitórias ainda este ano, bastando, para tal, lembrar que Chase Elliott tem andado muito, assim como Jimmie Johnson, o veterano campeão Kurt Busch e, nesta última prova, até mesmo Clint Bowyer e Kevin Harvick.

É bom lembrar que, no ano passado, muito embora diversos pilotos tenham vencido no inicio do campeonato, Harvick era o bicho papão das vitórias, tendo conquistado 3 etapas das 4 primeiras disputadas e, depois, muitas outras até o final da temporada que, ao fim, acabou sendo vencida por Joey Logano.

Ou seja, o que quero dizer aqui é que, segundo as regras dos Playoffs da NASCAR, não basta ao piloto ter 2, 7, 10 ou 12 vitórias na fase regular, devendo o mesmo se manter firme na disputa e, ao fim, ainda chegar na frente dos demais na última etapa, deixando clara aquela velha máxima de que uma corrida não se ganha na primeira curva, muito embora se possa perde-la nela.

Ainda creio que a reação virá, não só de outros pilotos como também de equipes diferentes, inclusive daquelas com motores Chevrolet.

Enquanto isso, a festa é mesmo de Martin Truex Jr., vencedor da etapa de Richmond.

Como de costume, a NASCAR dará uma folga para seus pilotos durante o feriado da Páscoa, mas antes que os giros dos motores caiam por completo, já estarão acelerando fundo no super oval de 2,66 milhas de Talladega, a terra do big one, no estado do Alabama, no dia 28/04.

Até lá e feliz Páscoa!

Alex Leonello Teixeira

Twitter: @alexleonello

Fonte: Divulgação/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *