Nas- Últimas Notícias

NASCAR – Watkins Glen é palco da primeira vitória de Chase Elliott na Monster Energy Cup Series

A mais importante categoria da NASCAR, a Monster Energy Cup Series, realizou mais uma de suas etapas, a Go Bowling at the Glen, no circuito misto de Watkins Glen.

Pode-se dizer que a tradição de Glen e o automobilismo puro da NASCAR não poderia resultar em outra coisa que não um verdadeiro show de competição, para a felicidade dos verdadeiros amantes de esportes a motor.

Traçado, zebra, grama e área de escape são considerados pista, assim como os toques e disputas intensas. Tudo para garantir o bom e velho automobilismo raiz, que nos encanta cada vez mais e que só a NASCAR é capaz de fazer com tamanho brilhantismo e paixão.

Famílias inteiras se reuniram e lotaram o circuito localizado em Nova Iorque, onde Denny Hamlin, no Toyota Camry nº 11 da Gibbs largou na primeira posição da prova, seguido de seu companheiro de equipe Kyle Busch, com seu carro nº 18.

Dada a largada da prova, Hamlin perde a liderança da prova para Kyle Busch.

Logo depois Joey Logano, vencedor da prova da Xfinity Series neste final de semana, perde o controle de seu Penske nº 22, recolhendo-se aos boxes e deixando a competição em seguida.

No final da volta de número 4, Aric Almirola (10) perde o controle do Carro e bate de traseira no muro, na entrada da reta principal.

Se iniciaram aí as diferenças de estratégia de combustível, onde vários pilotos buscaram os boxes, efetuando contas reversas das voltas que faltavam para completar a prova, dentre eles, o líder Kyle Busch.

Com o caminho aberto, Martin Truex Jr., com o seu Toyota Camry nº 78 da equipe Forniture Row, cruza na frente a linha de chegada e vence o primeiro estágio da prova.

Após a rodada de pit stops, Kyle Busch assume novamente a liderança da prova, até ser ultrapassado por Chase Elliott, no final da volta nº 27.

Ainda pensando em suas estratégias de corrida, os companheiros de equipe Clint Bowyer (14) e Kurt Busch (41), anteciparam suas paradas nos boxes antes do final do segundo segmento.

Elliott seguiu sem maiores problemas para faturar a vitória no segundo estágio da corrida.

Durante a bandeira amarela, os ponteiros permaneceram na pista, enquanto vários outros do pelotão intermediário foram para os Boxes.

Na relargada, Chase Elliot destracionou um pouco o seu Chevrolet Camaro e foi imediatamente ultrapassado pelo Toyota Camry nº 18 de Kyle Busch.

Na volta de número 47, Ryan Newman (31) rodou na pista, mas sem provocar amarela.

Matt Dibenedetto (32) teve problemas de motor, que levaram seu carro a parar na pisca, causando uma nova bandeira amarela.

Vários pilotos vieram para os Boxes e, Danny Hamlin (11) e Chase Elliot (9) tiveram problemas em seus pit stops, inclusive com atropelamento de seus mecânicos.

Hamlin restou punido pelo ocorrido, assim como Ty Dillon (13), Bubba Wallace (43) e Aric Almirola (10). Elliott não foi penalizado.

Devido a problemas no sistema de combustível de sua equipe, Kyle Busch (18) teve que retornar aos Boxes para completar o tanque, caindo para o final do pelotão e eliminando suas chances de vitória

Após a rodada de pit stops, Chase Elliott relarga na primeira posição, com, Austin Dillon (3) em segundo lugar.

Truex Jr. veio escalando o pelotão muito rápido, conquistando a segunda posição e diminuindo a distância para o líder a cada volta que se passava.

Da mesma forma, Kyle Busch vinha superando vários de seus adversários e se aproximava cada vez mais dos ponteiros.

Matt Kensett (6) rodou na chicane bus stop, mas felizmente não causou bandeira amarela na pista.

Enquanto ainda restavam 13 voltas para o final da prova o iniciou-se um verdadeiro duelo pela liderança, disputado entre Chase Elliott e o atual campeão da categoria, Martin Truex Jr.

A apenas 10 voltas para o final da prova, o heptacampeão Jimmie Johnson (48) vai para o muro na entrada da reta principal, após um duelo por posição com A. J. Allmendinger, mas, ante a proximidade com a entrada dos boxes, não houve bandeira amarela na pista.

Na penúltima volta da prova, Truex Comete um pequeno erro na chicane bus stop, permitindo a Chase Elliot abrir uma pequena distância na liderança.

Contudo, o respiro durou muito pouco, pois Elliott também cometeu um erro na curva 1 da última volta da prova, fazendo com que Truex se reaproximasse perigosamente do ponteiro.

Segurando muito bem a pressão do atual campeão da categoria, Chase Elliott vence pela primeira vez em sua carreira na Monster Cup Series e eleva o número 9 de seu carro, que também pertenceu a seu pai, Bill Elliott, ao lugar mais alto do victory lane.

Martin Truex Jr. (78) cruzou a linha de chegada na segunda colocação e Kyle Busch (18), recuperando-se muito bem, chegou em terceiro lugar.

Os demais pilotos de todas as equipes fizeram questão de cumprimentar e parabenizar o jovem vencedor ainda na pista, durante a volta de retorno para os boxes.

Como se toda a emoção não bastasse, o combustível de Elliott terminou pouco depois da bandeirada e nada menos do que o gigante Jimmie Johnson, heptacampeão da NASCAR Cup Series e seu companheiro na equipe Hendrick Motorsports, deu marcha-à-ré e simplesmente empurrou o jovem piloto até a reta principal, a fim de que o mesmo pudesse comemorar o seu primeiro triunfo.

Embora vida e arte se imitem constantemente, como se vê, a presente situação não se tratava de um novato empurrando um campeão para que este pudesse cruzar pela última vez a linha de chegada, mas sim um heptacampeão que levava uma nova geração à sua primeira glória.

Esta imagem singela, porém extraordinária, consegue reunir um misto de amizade, companheirismo, simplicidade e honra que consegue conviver plena e intimamente com a competição pura e que só uma categoria como a NASCAR conseguiu brilhantemente preservar até os dias atuais.

Parabéns, Chase Elliott, pelo primeiro de muitos triunfos!

Parabéns, NASCAR, por ensinar o mundo como se faz automobilismo de verdade.

A próxima etapa da Monster Energy NASCAR Cup Series ocorrerá no dia 12/08, no super circuito oval de Michigan.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira
Twitter: @alexleonello
Fonte: Divulgação/Internet

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *