Nas- Últimas Notícias

Retrospectiva NASCAR 2018 – Parte 11 (Finais dos playoffs).

  •  
  •  
  •  
  •  

Depois de 35 etapas disputadas na categoria principal da NASCAR, a Monster Energy NASCAR Cup Series, chegava finalmente no tradicional circuito oval de 1,5 milhas de Homestead – Miami, no estado da Flórida para a disputa final do título da temporada, como narramos anteriormente no texto que pode ser revisto através do link RETROSPECTIVA NASCAR 2018 – PARTE 10 (ROUND OF 8 – PLAYOFFS).

Junto com ela, e no mesmo final de semana, também vinham para pista para a decisão de títulos, os pilotos da Camping World Truck Series e da Xfinity Series, transformando o evento, mais uma vez, em uma grande festa para os amantes da velocidade e do automobilismo puro.

A primeira prova do final de semana foi na sexta-feira, dia 16/11, válida pela decisão do título da Truck Series, do qual participaram, em igualdade de condições, os pilotos Noah Gragson (18), Justin Haley (24), Brett Moffit (16) e Johnny Sauter (21).

A posição de honra no grid de largada desta etapa ficou por conta do piloto da picape Ford F-150 nº 98, Grant Enfinger.

Com o pano verde estendido, as disputas intensas se iniciaram e as condições de título se alteravam a cada instante.

Enquanto isso, o equipamento do veterano Johnny Sauter (21) apresentou claros e graves problemas durante toda a prova, eliminando suas chances de título.

Soberano, Enfinger se manteve na ponta e recebeu na frente a quadriculada verde e branca, vencendo o primeiro estágio da competição.

Após a assumir a liderança, Brett Moffit (16), fatura o segundo segmento da prova, mas seguido sempre de perto por Noah Gragson (18).

Com o final da prova cada vez mais perto, a disputa entre Moffitt e Gragson aumenta e acontece durante várias voltas seguidas.

Ocorre que, sem poder errar, Noah Gragson (18) perde a entrada dos Boxes, é obrigado a dar mais uma volta lenta e, por fim, ainda amargou uma parada desastrosa jogando fora suas chances de título.

Com caminho livre e em uma prova sem bandeiras amarelas por acidentes, Brett Moffitt (16), da equipe Hattori Racing, cruza na frente a linha de chegada, vence a corrida e se sagra como o 17° piloto na história a ser campeão da NASCAR Camping World Truck Series.

Com este resultado, os quatro primeiros colocados na Truck Series foram os seguintes:

 

Campeão – Brett Moffitt (16);

Vice-campeão – Noah Gragson (18);

3° lugar – Justin Haley (24); e

4° lugar – Johnny Sauter (21).

 

Vale relembrar que a Camping World Truck Series mudará de nome neste ano de 2019, passando a se chamar NASCAR Gander Outdoors Truck Series.

Na sequência, a prova decisiva da Xfinity Series ocorreu no sábado, dia 17/11, tendo como finalistas os pilotos Cole Custer (00), Christopher Bell (20), Tyler Reddick (9) e Daniel Henric (21).

Em grande clima de despedida e agradecimento o Dodge Challenger nº 40 de Carl Long que ainda participava desta categoria alinhou-se pela  última vez no grid de largada, para a tristeza de todos.

Cole Custer (00) dá um passo a frente e conquista a pole position para o grid de largada e dividindo o favoritismo ao título com Christopher Bell (20).

Custer estava rápido e, sem maiores dificuldades, vence tanto o primeiro como o segundo segmento da competição.

Contudo, o terceiro segmento da prova trouxe ao público um piloto diferente, arrojado e muito, muito rápido, o também finalista Tyler Reddick (9).

Com um carro muito bem acertado, Reddick se utilizava parte superior da pista em um ritmo de prova realmente alucinante.

A demora de Cole Custer (00) para realizar o seu reabastecimento e trocas de pneus, em verdadeiro erro da equipe, deu a vantagem a Tyler Reddick (9) que, com a mesma estratégia de utilizar a parte de cima da pista, ainda ultrapassou Christopher Bell (20) e assumiu a liderança.

Pilotando como nunca, em uma apresentação de impressionar qualquer piloto, Tyler Reddick (9) recebe na frente a quadriculada preta e branca e vence a etapa final de Miami e, em conjunto com sua equipe JR Motorsports, conquistam o campeonato de 2018 da Xfinity Series.

Assim sendo, o campeonato da NASCAR Xfinity Series terminou assim:

Campeão – Tyler Reddick (9);

Vice-campeão – Cole Custer (00);

3° lugar – Daniel Hemric (21); e

4° lugar – Christopher Bell (20).

Com os campeonatos de duas de suas principais categorias (3ª e 2ª) , a NASCAR estava prestes a colocar na pista a cereja do bolo do final de semana, qual seja, as feras da Monster Energy NASCAR Cup Series, onde os candidatos ao título eram os pilotos Kevin Harvick (4), Kyle Busch (18), Joey Logano (22) e Martin Truex Jr. (78).

Danny Hamlin, com seu Toyota Camry nº 11 da equipe de Joe Gibbs crava a pole position e parte da posição de honra no grid de largada.

Após a bandeira verde, Kevin Harvick (4) se aproximasse dos ponteiros, supera Danny Hamlin (11) e vence o primeiro segmento da prova.

Uma nova figura que ameaça atrapalhar os planos dos candidatos ao título aparece, quando Kyle Larson (42) domina e vence o segundo estágio da competição.

Contudo, a festa era mesmo dos eleitos e a disputa direta entre eles chegou a ser tão intensa que, com o final da prova se aproximando, os mesmos ocupavam as 4 primeiras posições na pista.

Depois da maioria dos pilotos terem parado nos Boxes, Kyle Busch (18) permaneceu na pista a espera de uma possível bandeira amarela que, mesmo após uma perigosa aproximação de Kevin Harvick (4), acabou por acontecer, após um toque entre Brad Keselowski (2) e Daniel Suarez (19).

A relargada foi dada a apenas 15 voltas do fim, e o que se viu foi um show de garra, determinação em uma verdadeira demonstração de automobilismo puro, em sua essência.

Após realizar uma prova sem erros, Joey Logano, com o carro nº 22 da equipe Penske, cruza na frente a linha de chegada e conquista o seu primeiro título na Monster Energy NASCAR Cup Series e se torna o 33º piloto da historia a conquistar tal feito.

Assim, chegava ao fim a temporada da NASCAR e o campeonato da Monster Cup restou finalizado da seguinte forma:

Campeão – Joey Logano (22);

Vice-campeão – Martin Truex Jr. (78);

3° Lugar – Kevin Harvick (4); e

4° Lugar – Kyle Busch (18).

Com esta matéria, encerra-se a retrospectiva da temporada de 2018 da NASCAR, mas deixamos claro que um novo campeonato está prestes a se iniciar, cheinho de disputas, ultrapassagens e emoções que, por sua vez, continuarão sendo acompanhadas de perto pelo PLANETA VELOCIDADE.

Voltamos em breve.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira
Twitter: @alexleonello
Fonte: Divulgação/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *