SC- Últimas Notícias

Stock Car: Ricardo Zonta e Max Wilson vencem em Goiânia

Ontem domingo (04/11) foi disputada a penúltima etapa da Stock Car no Autódromo Internacional Ayrton Senna, corrida que poderia ou não definir o campeão da temporada 2018, mas a magia do automobilismo não permitiu e a decisão será no Autódromo de Interlagos templo do automobilismo brasileiro.

Foram duas corridas de tirar o fôlego!

Carros perfilados, as luzes vermelhas se apagam e começou a corrida 1!

Daniel Serra (Eurofarma RC) fez uma boa largada e se manteve na primeira posição seguido de Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) que conseguiu permanecer na segunda posição.

Foi uma largada bem tranquila, tivemos apenas um toque entre Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) e Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing), ambos abandonaram.

Ricardo Zonta (Shell V-Power) vinha na terceira posição atrás dos postulantes ao título Serra e Fraga, com seu carro muito bem acertado vinha forte em busca da primeira posição, ultrapassou Fraga e foi em busca do Serra, foi uma briga intensa entre os dois até que o piloto da Eurofarma foi para sua parada e Zonta permaneceu na pista assumindo a ponta.

O Piloto da Shell abriu boa vantagem para o segundo colocado Diego Nunes (Full Time Bassani), fez sua parada e ainda conseguiu voltar à frente e foi até a bandeirada final. Foi sua segunda vitória na temporada 2018 e quinta na carreira.

E como ficaram os postulantes ao Título?

Foi uma batalha intensa entre os pilotos da Eurofarma quarta posição e Cimed terceira posição.

Faltando quatro voltas para o fim Serra conseguiu superar Fraga assumindo a terceira posição, mas a uma volta do final Fraga usando o push ultrapassou Serra e garantiu o terceiro lugar, com essa posição o piloto da Cimed conseguiu descontar três pontos da vantagem entre os dois.

Ao final das 29 voltas o top 10 ficou da seguinte forma:

  1.   Ricardo Zonta (Shell V-Power)
  2.   Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 3s159
  3.   Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 6s174
  4.   Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 6s308
  5.   Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 11s474
  6.   Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 17s500
  7.   Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 18s529
  8.   Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 21s903
  9.   Átila Abreu (Shell V-Power) – a 23s369
  10. Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 23s783

Tudo pronto, grid invertido e vamos para a corrida 2!

Cesar Ramos (Blau Motorsport) que foi décimo colocado na corrida 1 e na inversão do grid fez boa largada e se manteve na primeira posição, seguido de Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) e Átila Abreu (Shell V-Power).

Os dois postulantes ao título ficaram mais para trás Serra na sexta posição e Fraga na nona posição.

Cesar Ramos perdeu a primeira posição para Júlio Campo na segunda volta, na volta seguinte retoma a primeira posição trazendo com ele Átila Abreu que assume a segunda posição deixando Julio em terceiro. Na volta seguinte foi à vez do piloto da Shell ir para cima do piloto da Blau e assumiu a primeira posição e abriu uma boa vantagem nas voltas seguintes, Ricardo Zonta abandonou a prova logo no início com problemas na direção hidráulica.

Mas infelizmente Átila recebeu um drive-through por queimar a largada.

Revendo as  imagens da TV, Cezar Ramos é o primeiro do grid e determina o ritmo dos outros pilotos, o mesmo acelera com a luz vermelha acesa e Átila também acelera e vai defender sua posição obviamente. Na minha opinião, Punição Injusta!!

Segue a corrida! Daí para frente à luta pelas primeiras posições foram intensas.

Rubens Barrichello (Full Time Sports) vinha fazendo uma ótima corrida e começou a pressionar Júlio Campos para tentar assumir a primeira posição, mas um problema na parte dianteira do seu carro o tirou da disputa e como já estava perto da janela de Pits acabou abandonando.

Um fato curioso na saída do Pit Stop dos pilotos Max Wilson (Eurofarma RC) e Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani), ambos saíram juntos Max bate no carro do Nelsinho ganhando a posição. Será que não caberia uma punição?!

Mas enfim…

Enquanto isso mais atrás Serra e Fraga continuavam brigando por melhores posições.

Serra na terceira posição conseguiu colocar dois carros entre ele e o piloto da Cimed. Fraga que vinha com um carro mais rápido ultrapassou Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) assumindo a quinta colocação, ao mesmo tempo Serra perdia a terceira posição para Nelsinho e ficou na alça de mira de Fraga.

Na volta seguinte o piloto da Cimed conseguiu ultrapassar assumindo a terceira posição, Serra não teve como se defender já que o “push” tinha acabado.

Na minha opinião é um item que deveria ser retirado da Categoria!

Ao final da prova Fraga terminou em terceiro e Serra em sexto, diminuindo mais ainda a diferença entre os dois na luta pelo campeonato. A diferença é de apenas 25 pontos.

O grande vencedor da corrida 2 foi Max Wilson, foi sua segunda vitória na temporada e a décima segunda na sua carreira. Quem fez uma grande corrida foi Nelsinho Piquet que terminou na segunda posição e foi seu primeiro pódio na categoria, e na terceira posição Felipe Fraga conquistando dois pódios na etapa de Goiânia.

A grande final mais uma vez será em Interlagos no dia 09/12.

Nos vemos em Interlagos!

Resultado da Corrida 2:

1. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – 29 voltas em 42min49s628
2. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 0s435
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4s447
4. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) – a 6s227
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 7s030
6. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 8s159
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 9s229
8. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 9s306
9. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 10s112
10. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 11s308
11. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 11s712
12. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 12s525
13. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 12s761
14. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 18s138
15. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 19s605
16. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 21s593
17. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 23s386
18. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 23s990
19. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – a 25s493
20. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 41s973
NÃO COMPLETARAM
21. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 13 voltas
22. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 14 voltas
23. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 17 voltas
24. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 19 voltas
25. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 23 voltas
26. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 23 voltas
27. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) – 24 voltas
28. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 26 voltas
29. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – não largou
MELHOR VOLTA: Felipe Fraga, 1min25s393 (161,6 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra, 297 pontos
2. Felipe Fraga, 272
3. Rubens Barrichello, 209
4. Julio Campos, 198
5. Max Wilson, 197
6. Átila Abreu, 185
7. Marcos Gomes, 175
8. Ricardo Zonta, 174
9. Cacá Bueno, 169
10. Thiago Camilo, 129
11. Lucas di Grassi, 127
12. Gabriel Casagrande, 109
13. Cesar Ramos, 72
14. Nelson Piquet Jr, 61
15. Allam Khodair, 59
16. Rafael Suzuki, 59
17. Diego Nunes, 54
18. Ricardo Maurício, 54
19. Lucas Foresti, 47
20. Felipe Lapenna, 42
21. Vitor Genz, 42
22. Denis Navarro, 23
23. Antonio Pizzonia, 22
24. Bia Figueiredo, 19
25. Guga Lima, 16
26. Esteban Guerrieri, 13
27. Valdeno Brito, 12
28. Sérgio Jimenez, 10
29. Bruno Baptista, 10
30. Tuka Rocha, 7
31. Agustín Canapino, 5
32. Guilherme Salas, 4
33. Galid Osman, 3
34. Ricardo Sperafico, 0

Fotos Duda Bairros / Fernanda Freixosa/Stock Car/Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *