Escute a rádio Planeta Velocidade!

24 HORAS DE DAYTONA: TERCEIRO TREINO LIVRE, O ÚLTIMO ANTES DA PROVA

29 de janeiro de 2021

j

Marcio de Luca

Ontem a noite foi realizada a última sessão de pista para as 24 Horas de Daytona, cuja largada será amanhã às 17h40 no horário de Brasília – hoje não teremos atividade no traçado do circuito, deixando o dia livre para os preparativos finais dos times e para o descanso dos pilotos.

Abaixo, dividimos por classe os três melhores resultados do dia – vamos a eles!

DPI

O trio formado por Renger van der Zande, Kevin Magnussen e Scott Dixon da Chip Ganassi no Cadillac DPi #1  foi novamente mais rápido na terceira sessão de treinos. O carro da Ganassi fez seu melhor registro em 1m34s146, sendo meio segundo mais rápido que o seu registro no primeiro treino livre, que também foi o mais rápido.

O quarteto da Acura no qual corre o brasileiro Hélio Castroneves veio logo atrás a 0s313, com o Cadillac dos brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani em terceiro a 0s507 da ponta.

LMP2 e LMP3

Na classe LMP2 estamos vendo um domínio avassalador da PR1 Mathiasen Motorsports, onde o quarteto composto por Scott Huffaker, Nicolas Lapierre, Ben Keating e Mikkel Jensen no carro #52 não deu chances para ninguém, arrebatando a ponta da tabela nas três sessões de treinos livres para a prova de amanhã.

Nesta terceira sessão fizeram o tempo de 1m36s033, ficando 0s257 a frente do carro #8 da Tower Motorsport e 0s663 do carro #20 da High Class Racing.

Aqui vale lembrar que todos os carros desta classe são modelos da francesa Oreca, equipados com os motores britânicos na Gibson, formando a famosa dupla Oreca 07-Gibson.

Na LMP3 estamos presenciando também o domínio da Riley Motorsports, que tal como ocorreu na LMP2, o time fez o melhor tempo nas três sessões livres.

O Ligier JS P320 #91 fez sua melhor passagem em 1m42s492, ficando 0s171 a frente do carro #6, um Duqueine D08 da Muehlner Motorsports America, com o Ligier JS P320 #33 da Sean Creech Motorsport 0s797 da ponta.

GTLM e GTD

Este terceiro treino livre mostrou um pouco das grandes disputas que teremos nas duas classes de GTs na prova, uma vez que os tempos além de próximos entre os carros, as trocas de posições da ponta da tabela de tempos foi muito agitada.

Na GTLM o Corvette C8.R fez o melhor tempo na terceira sessão com dobradinha, repetindo o que já havia ocorrido na primeira sessão, porém engana se quem pensa que a equipe teve vida fácil: o carro #4 fez a melhor passagem em 1m42s586, apenas 0s083 mais rápido que o outro carro da equipe, porém o gap para o terceiro colocado, a Ferrari 488 GTE #62 da Risi Competizione, foi de apenas 0s125.

O mesmo “aperto” de tempos foi observado na classe GTD, onde o Lamborghini Huracán GT3 #111 da GRT Grasser Racing Team levou a melhor do dia com o tempo de 1m45s593, mas somente 0s003 (apenas isso mesmo!) de vantagem para o Lexus RC F GT3 #14 da Vasser Sullivan. Em terceiro ficou o Porsche 911 GT3R #88 da Team Hardpoint EBM com apenas 0s065 de atraso para a ponta.

Desta forma, o que percebesse é que a decisão dessas duas categorias estará diretamente ligada à confiabilidade do equipamento, uma que os tempos de todos os times estão muito próximos, o que nos indica que será uma corrida muito pegada, sem grandes distâncias entre os ponteiros.

Ao todo teremos seis brasileiros na corrida, sendo além dos três citados no início do texto Augusto Farfus (GTLM, #24, BMW Team RLL, BMW M8 GTE), Daniel Serra (GTD, #21, AF Corsi, Ferrari 488 GT3) e Marcos Gomes (GTD, #63, Scuderia Corsa, Ferrari 488 GT3).

Vale lembrar que a pole position já havia sido definida no ROAR, que neste ano além de servir para formar a sequência de boxes, também estabeleceu o grid de largada e por este motivo as sessões de pista deste final de semana foram apenas de treinos livres.

Foto: IMSA

Marcio de Luca

Marcio de Luca

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais