Escute a rádio Planeta Velocidade!

AF Corse será responsável pelo programa LMh da Ferrari

8 de junho de 2021

j

Marcos Amaral

Depois de anunciar em fevereiro passado que retornaria ao WEC na nova classe topo da categoria, a LMh, a Ferrari divulgou agora mais detalhes do seu programa.

A marca de Maranello vai deixar a cargo do time de Amato Ferrari, a AF Corse, a administração das operações de pista e efetivamente o “manuseio” do programa LMh da empresa.

“Estamos orgulhosos por este anúncio. É a coroação de um sonho e o reconhecimento do grande esforço feito ao longo dos anos por nosso time”, disse Amato Ferrari, proprietário da AF Corse.

Amato e a marca italiana iniciaram sua parceria em 2006 no extinto Mundial FIA GT, quando através da F430 GT2 o time estreou na competição vencendo os campeonatos de equipe e pilotos. Dai pra frente a AF Corse se tornou a equipe oficial da marca do cavalinho rampante mundo a fora.

Ferrari

Desde de então a equipe mantém programas no WEC, IMSA, ELMS e neste ano entrou inclusive no DTM, onde em todas as competições faz um excelente uso do modelo 488 em sua diversas configurações.

“O anúncio de hoje é um passo importante para a estreia do nosso programa LMh no WEC. Estamos felizes por ter conosco um parceiro de confiança como a AF Corse para este projeto. A Ferrari e a AF Corse gozam de uma relação sólida há muito tempo, como se pode ver no WEC, onde colocamos os nossos 488 GTEs oficiais juntamente com a equipe baseada em Piacenza. Esperamos poder continuar juntos numa viagem tão gratificante como os anos de cooperação nas corridas nos trazem até hoje”, disse Antonello Coletta, responsável pela área de competições GTs da Ferrari.

Ferrari

E aqui devemos lembrar que o brasileiro Daniel Serra, tricampeão da Stock Car é um dos pilotos oficiais da Ferrari no WEC e para o futuro, pode ser um dos ocupantes de um dos cockpits dos novos LMh da marca italiana, já que desde alguns anos o piloto corre pela AF Corse e sendo assim, tem o seu trabalho muito bem conhecido.

Serra a bordo da Ferrari 488 GTE Evo #52 ocupa a terceira posição do mundial de endurance deste ano na classe LMGTE Pro, onde o time não celebra um título na categoria desde 2017, porém juntos, Serra e AF Corse venceram as 24 Horas de Le Mans de 2019 e vencer esta prova é quase como ser campeão, dada sua importância.

Daniel Serra venceu também a emblemática prova francesa de 2017, porém na ocasião corria pelo time de fábrica da Aston Martin, o que reforça suas credenciais para ocupar um novo posto no programa LMh da equipe.

“A nossa parceria com a Ferrari é uma parceria vencedora que começou em 2006 e estou encantado por ser escolhido para o projeto LMh. Começamos imediatamente com grande entusiasmo e com o objetivo de elevar ainda mais o nível do nosso trabalho, onde estamos prontos para este novo desafio”, concluiu o dirigente do time esportivo.

O projeto é ambicioso, mas tanto Ferrari, como AF Corse são duas esquadras altamente competitivas, o que nos faz imaginar que entram na nova classe do WEC para vencer e não apenas para fazer número.

Sendo assim, em 2023 teremos na pista lutas literalmente ao rubro!

Fotos Divulgação/AF Corse

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais