Escute a rádio Planeta Velocidade!

AUTOMOBILISMO EM TV ABERTA: CORRIDAS PARA TODOS OS GOSTOS

22 de fevereiro de 2021

j

Marcio de Luca

Bastou a movimentação de uma emissora de TV paulista acontecer, para se desencadear uma reação atípica nas transmissões de corridas na TV aberta brasileira. 

Falo da TV Bandeirantes, que na segunda metade de 2020 anunciou que iria ser a emissora em TV aberta da Stock Car, o maior campeonato de carros de turismo da América Latina e de repente, uma grande movimentação nos bastidores começou acontecer e tomou proporções de tamanho ainda não visto no Brasil. 

Foto Duda Bairros

Quase que junto ao anúncio da Stock Car, a Bandeirantes anunciou também que traria para a TV aberta a Copa Truck, outro campeonato em franca evolução no Brasil e que já possui um alto volume de fãs no país e para aqueles de que não possuem TV por assinatura, era um campeonato distante. 

O mercado então começou a se movimentar em todos os sentidos, onde por alguns foi sendo percebido que a emissora carioca Rede Globo estava deixando de dar relevância ao automobilismo, porém deixou outros céticos, já que corridas de carros sempre foi uma grande marca deste canal de TV. 

Logo em seguida a Band, como também é conhecido o canal paulista, anunciou que pela primeira vez em 15 anos de história traria para a TV aberta a Porsche Cup, o maior campeonato monomarca do mundo, que passaria a ser apresentado para um novo público, pois diferente da Stock Car que em outrora era visto em rede nacional, os esportivos alemães nunca tiveram suas corridas transmitidas em TV aberta. 

Com este anúncio foi se percebendo que ao invés do automobilismo estar perdendo espaço na TV tradicional, os movimentos recentes mostravam que na verdade era uma revolução que estava sendo iniciada, com a transferência de diversos nomes de peso da área de comunicação se transferindo para o canal paulista, caso de Reginaldo Leme, que era presença marcante nas transmissões de automobilismo da Globo e que acabara de anunciar um novo ciclo profissional na TV brasileira. 

Foto Fórmula1

Na sequência mais uma grande peça do tabuleiro foi mexida: a Globo anunciou que deixaria de transmitir a Fórmula 1, algo que fez nos últimos 40 anos, porém o anúncio melhor viria depois, quando a Band informou que seria o canal da categoria na TV aberta brasileira pelos próximos dois anos, algo que tranquilizou os fãs da F1 brasileira, já que poderiam continuar acompanhando o campeonato pela TV. 

É bem verdade que a TV paga continua forte no que diz respeito ao automobilismo, com diversos canais transmitindo campeonatos mundo afora, porém o que se nota é que a TV aberta percebeu que há um vácuo entre os dois tipos de transmissões de televisão no Brasil e que poderia ser explorado.

Nomes como Mariana Becker, Luc Monteiro, Sérgio Maurício e Glenda Kozlowski trocaram de canais e com isso foi ficando claro para os telespectadores brasileiros que o automobilismo estava se tornando relevante novamente na TV aberta, numa clara inversão do papel das emissoras brasileiras, sobretudo entre Globo e Band. 

Foto Fórmula-E

Na última sexta-feira um novo anúncio agitou o mercado das corridas no Brasil, onde a TV Cultura será o canal da Fórmula E no nosso país, algo definitivamente inédito por aqui e que nos faz perceber que o chamado país do futebol, está trocando a bola por rodas, já que um vasto portfólio de campeonatos de carros está assumindo o protagonismo na TV aberta brasileira. 

Não é possível afirmar ainda se no futuro todos estes campeonatos permanecerão na grade destas emissoras, porém o presente momento nos apresenta um bom prognóstico, uma vez que ao longo dos anos, sobretudo pelo uso massivo de smart TVs, os pacotes de TV fechada tem perdido adeptos, o que torna até natural a chegada de mais campeonatos e programas do gênero na TV aberta.

Desta forma vemos o Brasil passar por um momento completamente novo nas transmissões de esportes na TV aberta, sobretudo o automobilismo, que mesmo com o grande número de fãs que possui no país, sempre ficava à margem do futebol, que reinou quase que absoluto por um bom tempo na TV brasileira.

Resta agora o público marcar presença nas arquibancadas, quando isso for possível, claro, pois neste quesito, o futebol ainda mostra que o seu potencial é enorme, porém nada que também não possa ser equiparado, sobretudo porque muitos campeonatos regionais não cobram nem entrada para que seja possível assistir às corridas.

Se o lado corporativo deu uma clara mostra de mudança de mentalidade nos últimos meses, cabe agora aos fãs mostrar que também prestigiam o automobilismo, o que será benéfico em todos os sentidos.

Marcio de Luca

Marcio de Luca

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais