Entre Pits #10 Especial de Natal – Pietro Rimbano

23 de dezembro de 2019

j

Francisco Brasil

Comemorando nossa décima edição do Entre Pits às vésperas do Natal, convidamos um jovem piloto para falar de toda a superação envolvida na construção de uma carreira vencedora. Apresentamos uma entrevista exclusiva com Pietro Rimbano, um dos pilotos mais talentosos do grid da Stock Light.

Colaboração Anselmo Branco – ABS Assessora

Stock Light 2019 – 6ª etapa – Cascavel

Planeta Velocidade – Para começarmos, quem é o Pietro? Como surgiu a paixão pelo automobilismo?

Pietro Rimbano – O Pietro Rimbano é um homem de 21 anos, muito ambicioso e perseverante, apaixonado pelo automobilismo. Essa paixão começou com meu pai, Fábio, que me mostrou esse mundo muito cedo; Desde então, me identifiquei muito com mundo do automobilismo, comecei muito cedo no Kart, com apenas 6 anos. Acredito que essa paixão é de família, todos nós amamos e sonhamos com o automobilismo. Hoje, posso dizer com propriedade que minha carreira profissional é um reflexo da minha família, perseverança, valores, responsabilidade, talento e ambição são algumas das características que aprendi com eles e que levo para o automobilismo.

PV – Você foi campeão da seletiva de kart Petrobras em 2014. Por quais categorias você passou até chegar a Stock Light?

Pietro – Como já foi dito, comecei muito cedo no Kart, em 2005, e passei por todas as categorias do mesmo (Mirim, Cadete, Jr Menor, Jr e Graduados), e fiquei até 2014. Em 2015 ingressei na Sprint Race e fui campeão. No ano seguinte, em 2016, comecei no Brasileiro de Turismo e fiquei até 2017. Ano passado, comecei na categoria que me encontro até agora, na Stock Light e que continuarei em 2020.

Stock Light 2019 – 6ª etapa – Cascavel

PV – Experiência com monopostos. Qual o seu contato com esse tipo de carro e qual a diferença para carros de turismo?

Pietro – Já tive um contato significante com monopostos, uma vez em Jerez de la Frontera, em 2014 com a Fórmula Renault 2.0 e com o prêmio da seletiva de Kart Petrobras em 2014 também. Não tenho total propriedade sobre o assunto mas acredito que a fórmula exige mais agilidade e reflexo, pois qualquer toque pode ser decisivo e crucial. Em relação aos carros de turismo, as reações são mais lentas, permitindo o contato com outros carros.

PV – Sabemos que a principal dificuldade para um piloto é o apoio financeiro, e a gestão da carreira é de extrema importância para contornar isso. Como a sua carreira é gerida?

Pietro – Com certeza o maior desafio de um piloto é o apoio financeiro e a gestão de carreira. Já passei por dificuldades em relação ao apoio financeiro, como a maioria. Hoje, agradeço muito por todos os meus patrocinadores, carrego cada marca com muito carinho e cautela; Mas nada disso seria possível sem a ABS Sports, uma agência extremamente competente que é responsável pela gestão da minha carreira.

Stock Light 2019 – 6ª etapa – Cascavel

PV – Você terminou esse ano no top 10 da Stock Light. Qual o balanço da temporada 2019?

Pietro – Esse ano foi um ano muito difícil, com dificuldades e obstáculos enormes. Eu estava em uma equipe não estruturada financeiramente; Começamos muito bem, com uma pole em POA, na primeira etapa mas não conseguimos qualidade no carro durante o ano. Apesar de 2019 não ter batido as minhas expectativas, me proporcionou uma grande experiência e maturidade para poder continuar e ir em busca das minhas expectativas e ambições para 2020.

PV – E para 2020? Soubemos que vem novidades por aí que vão lhe dar a oportunidade de disputar o campeonato. Onde você vai correr e qual a expectativa?

Pietro – Estou muito feliz em anunciar que no ano que vem vou estar disputando o campeonato na equipe de um amigo, Enzo Bortoleto, a KTF. Acredito que essa equipe é a mais competente e forte do grid. Essa parceria, com certeza, vai me permitir alcançar minhas expectativas; Não espero somente ser campeão, espero poder me aprimorar cada vez mais e também ser campeão por competência, técnica e merecimento.

Stock Light 2019 – 6ª etapa – Cascavel

PV – Nessa parada entre as temporadas você pretende fazer algum teste? E como manter a preparação para chegar com força total em 2020?

Pietro – Estou em um programa específico de pilotos, alternado com algumas modalidades de luta marcial, como o kickboxing, e além disso uma dieta específica para perder peso, quero disputar o mundial de kart no Brasil e esse projeto foi dado start há 40 dias. Temos também dois treinos pré temporada já agendados.

PV – Para finalizar, qual a mensagem que você deixa para seus fãs e para outros pilotos que estão buscando seu espaço?

Pietro – Acredito que apesar do automobilismo ser competitivo e difícil, existe lugar para todos os verdadeiro amantes do automobilismo. Seja competente, responsável, empático e principalmente humilde; Mantenha os seus valores dentro da pista, isso pode te fazer desde um campeão até o último colocado do grid. Então, não desistam dos seus sonhos, se aproximem de pessoas com a mesma paixão, não se deixem iludir, o caminho é muito árduo mas ele é válido, é gratificante demais conseguir estar num grid tão competitivo e disputado quanto a Stock light, então sigam seus sonhos e procurem profissionais capacitado, e o resultado vem!

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais

Notícias Relacionadas

Entre Pits – Vovô Jorge

Entre Pits – Vovô Jorge

Entrevista com o piloto virtual Vovô Jorge que atualmente é o piloto mais velho do grid da Warmup, com 70 anos de idade e vem fazendo bonito na categoria.