Copa Truck: Beto Monteiro é campeão da temporada 2019

9 de dezembro de 2019

j

Marcos Amaral

Enfim chegamos na última etapa da Copa Truck realizada em Interlagos. Os brutos protagonizaram o espetáculo rasgando retas e curvas acima dos 200 Km/h.

As emoções da corrida 1 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Revisão Francisco Brasil

Beto Monteiro foi o campeão da temporada 2019, um campeonato merecido para o Pernambucano, que teve seu último título conquistado em 2013, ainda na extinta Fórmula Truck, com caminhão Iveco. Foi uma temporada sensacional de Beto, agora pilotando um VW pela RM Motors, onde das 18 corridas – sendo duas por cada etapa – Beto subiu ao lugar mais alto do pódio por 8 vezes, sendo 6 na primeira corrida, onde a pontuação do vencedor é de 22 pontos, e da segunda corrida 18. 

Beto Monteiro campeão em 2013
Foto Divulgação/Intenet

Agora vamos falar da decisão!!

Na corrida 1, Beto que largou na pole, fez uma boa largada e se manteve à frente, Roberval Andrade tentou o ataque mas não consegui e se manteve na segunda posição. Paulo Salustiano não fez boa largada e acabou perdendo a posição para Felipe Giaffone e Leandro Totti, caindo para o quinto lugar, mas como tinha um caminhão bem acertado, Salu conseguiu se recuperar e foi para cima, reconquistando as posições e voltando para terceiro a caça de Roberval.

As emoções da corrida 1 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Na frente, Beto seguia soberano na ponta, pouco atacado pelo Mercedes #1, mas quem vinha tirando a diferença era Salu, que a cada volta se aproximava de Roberval. Restando 7 minutos para o fim, já que as provas da Copa Truck são por tempo e não por voltas, Salu consegui assumir a segunda posição e tinha caminhão sobrando para ir em busca da vitória. 

As emoções da corrida 1 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Um pouco mais atrás no pelotão as brigas eram intensas por posições: Régis Boessio e José Augusto Dias acabaram se tocando, e quem levou a pior foi o piloto do VW, que teve a lateral de seu caminhão destruída.

E na última volta Beto Monteiro já tinha Salu no seu retrovisor, quando na entrada da junção o piloto do VW #88 “errou” e o #55 passou, vencendo a corrida.

As emoções da corrida 1 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Durante o intervalo entre as corridas, Beto Monteiro esclareceu que deixou Salustiano – seu companheiro de equipe – passar num jogo de equipe

Para Salu a vitória o mantinha vivo em busca do vice campeonato e para Beto Monteiro o segundo lugar garantiu o campeonato, já que a diferença para André Marques era de 20 pontos e na corrida 2, o máximo que o piloto do Mercedes # 77 poderia marcar seria 18 pontos, se ganhasse a corrida.

Emoções da corrida 1 da 9ª etapa da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Duda Bairros/+Brasil

Já na corrida 2, com o grid invertido, Pedro Paulo largou na primeira posição seguido de Renato Martins, em boa largada o piloto do Mercedes se manteve na liderança.

Emoções da corrida 2 da 9ª etapa da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Duda Bairros/+Brasil

Mais atrás, a briga pelo terceiro lugar foi intensa entre Giaffone, Roberval e Salu. O piloto do Mercedes #1 conseguiu ultrapassar o Iveco #4, que também perdeu mais posições, caindo para quinto.

Pedro Paulo que vinha liderando com boa vantagem sobre Martins, acabou estourando a turbina de seu caminhão e protagonizou uma das cenas mais bonitas de se ver em corrida de caminhões, porém nem tanto para o piloto, que viu a fumaça branca tomar conta da reta dos boxes.

As emoções da corrida 2 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Algo que foi interessante na prova, no mesmo momento em que o Mercedes explodia a turbina, na reta oposta os caminhões de Giaffone, Cirino, Zapelini, Totti, André Marques e Clodoaldo Monteiro rodaram. Ficou a dúvida de quem era o óleo na pista, já que o estouro da turbina de Pedro Paulo foi na reta dos boxes, e os 5 rodaram na reta oposta. Com a rodada ficaram de fora da prova Giaffone e Cirino. Clodoaldo ainda foi retirado da caixa de brita com ajuda do resgate, mas logo abandonou. Pouco depois veio a informação de que o óleo foi causado pelo caminhão do Giaffone que teve provavelmente uma mangueira estourada, que chamou o safety truck.

As emoções da corrida 2 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

A prova teve reinício com Roberval na ponta, seguido de Salustiano, no mesmo tempo que Débora Rodrigues abandonou com problemas em seu Mercedes. A piloto chorou muito com a perda da chance de obter um bom resultado.

As emoções da corrida 1 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

E a bandeira quadriculada foi vista primeiro por Roberval Andrade, seguido de Salustiano (que terminou o campeonato em terceiro) e Renato Martins. Com o quinto lugar, André Marques garantiu o vice campeonato da categoria.

As emoções da corrida 2 da decisão da Copa Truck 2019 em Interlagos – Foto: Vanderley Soares/+Brasil

Assim termina mais uma categoria do automobilismo, mas o Planeta Velocidade estará de olho em todas as mudanças e informações para deixar nossos leitores preparados para a temporada 2020.

Festa de premiação dos melhores do ano da Copa Truck 2019 – Foto: Duda Bairros/+Brasil

“Atualização: após minuciosa inspeção dos caminhões de Beto Monteiro, Roberval Andrade, Paulo Salustiano, André Marques e Renato Martins, a Copa Truck anunciou no fim da tarde de hoje, 09/11, que o caminhão de Roberval apresentou irregularidades técnicas e foi desclassificado, ficando a vitória da etapa nas mãos de Salustiano. Mesmo assim, André Marques que subiu para quarto no resultado da corrida 2, manteve o vice campeonato.”

Até lá!

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais