FORMULA 1 – Mercedes assombra e fatura pole com Lewis Hamilton para o GP da Inglaterra

1 de agosto de 2020

j

Colaboradores Planeta Velocidade

Quem pode parar a Mercedes? Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares a que todos estão buscando respostas. De forma assustadora a Mercedes assombra e fatura pole com Lewis Hamilton na Inglaterra, com direito a dobradinha de seus pilotos e ainda deixou o piloto que mais a ameaça, Max Verstappen da Red Bull, a mais de 1 segundo do tempo atingido por Lewis Hamilton.

Texto Renato Moraes
Facebook: https://www.facebook.com/luizrjm
Instagran: https://www.instagram.com/luizrjm/
Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Twitter Mercedes-AMG F1

Como foi o treino?

Q1

Com condições climáticas indicando possibilidade de chuva para o treino classificatório, os pilotos largaram para a primeira parte do treino. Mas a expectativa estava em torno de Nico Hulkenberg, que a meses estava fora da Fórmula 1, e também no desempenho da Ferrari que vinha sofrendo com Vettel desde os primeiros treinos livres da sexta-feira.

Nico Hulkenberg que foi chamado de última hora para o GP britânico. Reprodução Twitter F1

Com os carros na pista já tinha as Mercedes na ponta, com ambos sendo os únicos até então a atingir a marca de 1 minuto e 25 segundos de volta. Verstappen estava em terceiro com a dupla Stroll e Hulkenberg  completando o TOP-5.

Trafego no Q1. Reprodução Twitter F1

Nicolas Latifi escapou no final da primeira parte do treino causando uma bandeira amarela no local mas acabou gerando uma investigação ao seu companheiro de equipe, George Russell, que conseguiu avançar para o Q2 na 13ª colocação. Mas foi notificado por não respeitar a zona de desaceleração pela bandeira amarela causada pela escapada de Latifi. É interessante a boa forma que George Russell mostra mesmo com um equipamento tão limitado como é o carro da Williams.

Nicolas Latifi roda após escapada. Reprodução Twitter F1

Mais uma vez víamos ambos os carros da Haas sendo eliminados junto aos carros da Alfa Romeo. Um final de carreira melancólico para Kimi Raikkonen que amargou a 18ª colocação ao final do Q3. Esse final é triste para que um piloto que já foi campeão do mundo tenha.

Classificação final Q1. Reprodução Twitter F1

Q2

Bottas partiu para o Q2 e logo no inicio já realiza uma volta fantástica, marcando até aquele momento o recorde extra-oficial da pista com 1.25,015 usando pneus médios! Mas boa forma dos pilotos da Mercedes nesse treino era evidente até que a transmissão mostra Lewis Hamilton cometendo um raro erro, quando escapou na saída de uma curva e acaba rodando. Na volta aos boxes Hamilton vinha lento e acabou atrapalhando Carlos Sainz, que reclamou com sua equipe via rádio que a posição de Hamilton era inaceitável e prejudicou sua volta rápida.

Lewis Hamilton roda após carro escapar em curva. Reprodução Twitter F1

Na retomada após limpeza da pista, Hamilton tratou de ir cedo a pista para se garantir na segunda colocação a 0,332 segundos de Valtteri Bottas. Nico Hulkenberg acabou sendo eliminado junto com Alexander Albon que, pela segunda vez seguida, não conseguiu avançar para o Q3 enquanto seu companheiro estava em terceiro.

Alexander Albon acabou eliminado no Q2. Reprodução Twitter F1

Lance Stroll e Pierre Gasly fizeram o mesmo tempo no final da segunda parte do treino: 1.26,501, mas como o canadense marcou o tempo primeiro, pelas regras ele se classificou para o Q3. Kvyat que foi punido pela troca da caixa de câmbio e irá perder 5 posições  no grid de largada, não marcou tempo e vai largar da ultima posição.

Classificação final Q2. Reprodução Twitter F1

Q3

Logo no inicio da parte derradeira do treino, os pilotos da McLaren já marcaram bons tempos, mas Hamilton já aparecia fazendo uma grande volta com 1.24,616 marcando o novo recorde extra-oficial da pista, tendo Bottas em segundo e nesse ponto. Mas Max Verstappen já estava a mais de um segundo do tempo atingido pelo inglês da Mercedes um abismo assustador de desempenho que a equipe anglo-alemã mostrava. Stroll e um ótimo Charles Leclerc completavam o TOP-5 nesse momento.

Lando Norris em ação no Q3. Grande forma da McLaren em 2020. Reprodução Twitter McLarenF1

Na segunda tentativa de volta rápida a dupla da Mercedes partiu para a disputa da pole sem concorrentes, seria uma disputa interna. E Lewis Hamilton melhorou ainda mais sua marca obtendo a sua 7ª pole position no circuito, com o tempo de 1.24,303. Bottas fechou em segundo com Max Verstappen completando os três primeiros. Mas Charles Leclerc tirou leite de pedra e conquistou a quarta colocação com Lando Norris em quinto, Lance Stroll em sexto, Sainz em sétimo, Riccardo em oitavo, Ocon em nono e Vettel – que muito sofreu neste final de semana – completando o TOP-10.

Lewis Hamilton conquista sua 91ª pole position. Devorador de recordes. Reprodução Twitter Mercedes-AMG F1
Classificação final Q3. Reprodução Twitter F1

Para que vocês fiquem mais informados estaremos trazendo o pós corrida aqui no site e também nas nossas redes sociais, então fiquem ligados no Planeta Velocidade para saber mais sobre a Fórmula 1.

Colaboradores Planeta Velocidade

Colaboradores Planeta Velocidade

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais