INDY – Ainda na ressaca de Indianápolis, Dixon dá o troco em Sato na primeira prova de Gateway

30 de agosto de 2020

j

Francisco Brasil

Nem bem superamos as emoções das 500 Milhas de Indianápolis vencida por Takuma Sato e já temos rodada dupla.

O palco da vez é o oval de 1,2 milhas de Gateway, que recebe a categoria neste sábado e domingo, em conjunto com a NASCAR Truck Series.

Com fim de semana curto, o grid das duas provas foi definido ainda no sábado, onde Will Power fez a pole para ambas as provas. Tony Kanaan em seu provável último final de semana na INDY larga de 21°

Bandeira verde, ou amarela?

Com um tempo carrancudo, a corrida é iniciada para suas 200 voltas e, antes mesmo do pole position cruzar a linha, temos bandeira amarela. Isso porque Alex Palou sai da fila e acelera de forma precipitada seguido de Simon Pagenaud, e freia logo em seguida causando um acidente com o próprio Pagenaud que acerta Alexander Rossi, Marco Andretti, Oliver Askew Ed Carpenter e Zack Veach que acertou todos os outros.

Tony Kanaan se salvou brilhantemente do ocorrido enquanto Rossi, Veach e Andretti abandonam de imediato. Pagenaud, Carpenter e Askew procuram os pits para reparos. E Palou que causou tudo isso saiu totalmente ileso.

Os demais pilotos aproveitam a interrupção para completar seus tanques ainda sob a liderança de Power.

Agora sim, bandeira verde

Após a confusão inicial, finalmente temos uma largada válida já na volta 14, com Power puxando o ritmo a frente de Pato O’Ward. Kanaan se aproveita e figura e pula de 16° para 13°.

Crédito: Joe Skibinski

Com o pelotão mais calmo Pagenaud tenta voltar, mas sem ritmo logo começa a levar voltas do líder Will Power, que já abre 1 segundo na volta 33.

Enquanto Pagenaud luta, Graham Rahal também tem problemas e faz uma parada longa na volta 49, acompanhado de Rinus Veekay que vai para o Pit tentar uma estratégia diferente.

Mas o ciclo “normal” é iniciado no giro 61 com Joseph Newgarden, seguido de O’Ward, Jack Harvey e Connor Daly. O líder Power faz seu reabastecimento na volta 63 e volta atrás de Pato. Na volta 66 é a vez de Dixon parar e passar Power, Colton Herta, Sato e Kanaan.

Após o ciclo, Pato O’Ward é o novo líder, seguido de Dixon e Power. Kanaan mantém o 13° posto no momento que, finalmente, Pagenaud desiste e abandona.

O’Ward impõe um forte ritmo e abre quase 2 segundos de Dixon na volta 81. Logo depois, Rahal – que perdeu mais de 30 voltas – abandona de vez, ao passo que Veekay retorna ao pit para abastecer seguindo sua estratégia.

Crédito: Joe Skibinski

Novamente a janela normal é aberta por Newgarden na volta 101, com Power fazendo o mesmo a seguir.

Tempo fecha e cria novos cenários

No meio da janela de paradas surge nova bandeira amarela, dessa vez por conta de uma leve garoa que paira sobre a pista no giro 109. Com a interrupção, apenas 10 carros estão na volta do líder O’Ward, com Tony Kanaan em sétimo.

Crédito: Joe Skibinski

Os líderes aproveitam para reabastecer na volta 111, com o jovem piloto da Mclaren mantendo a ponta, com Dixon em seu encalço. Os demais pilotos conseguem recuperar a volta perdida e também fazem suas paradas, liderados por Newgarden.

Como a chuva não veio, a verde foi agitada na volta 122 com O’Ward sendo pressionado pelos três carros da Ganassi. Só que Colton Herta, numa bela manobra por fora, ultrapassa Felix Rosenqvist pela quarta posição, fazendo o sueco balançar e cair para nono. Quem aproveitou tudo isso foi Santino Ferrucci, que subiu de nono para quinto.

Will Power já não tem o mesmo rendimento e volta aos boxes no giro 135. Mas a janela é realmente aberta apenas na volta 150, com as paradas de Veekay e Askew.

Rosenqvist também vai para seu trabalho de Pit no giro 155, mas perde tempo com a roda dianteira esquerda, pouco antes de seu companheiro Marcus Ericsson também entrar no box.

Crédito: Chris Owens

As paradas vão acontecendo e os problemas também, já que Ferrucci foi outro vítima de um atraso na troca de pneus. Ao contrário dele, Herta teve uma ótima parada que o colocou numa bela disputa com Ericsson, culminando numa linda ultrapassagem sobre o sueco.

Na volta 163 os líderes O’Ward e Dixon param, e dessa vez o pentacampeão tem um serviço mais ágil para assumir a liderança virtual da prova. Virtual pois Sato e Newgarden são os últimos a realizar suas paradas no giro 176.

Dixon x Sato novamente

Quando tudo parecia favorável ao japonês, um problema ao tirar o pneu traseiro direito joga um balde de água fria. Bem, na verdade esse atraso acabou criando um cenário perfeito para uma recuperação emocionante.

Takuma Sato retorna na terceira posição no momento que Dixon tem 1,5 segundos de vantagem. Mas restando 20 voltas pro fim, o japa ultrapassa O’Ward por fora numa linda e arriscada manobra.

Agora Sato vai a caça de Dixon, reduzindo volta a volta a vantagem do líder. O ritmo é tão forte que logo eles abrem mais de 5 segundos para Pato O’Ward.

Vocês lembram do pole position? Pois é, faltando apenas 11 voltas para a bandeirada, Power para novamente e perde duas voltas, no momento em que a diferença entre Dixon e Sato cai para meio segundo.

Mesmo assim, Scott Dixon mostra novamente porquê tem 5 títulos na INDY ao segurar Sato – que teve o melhor carro do dia – para vencer a primeira rodada de Gateway.

Crédito: Chris Owens

Sato teve que se contentar com a segunda posição, seguido por Pato O’Ward, Colton Herta e um ótimo Marcus Ericsson. Tony Kanaan mais uma vez levou o fraco carro da Foyt nas costas para terminar numa boa nona colocação.

E as emoções não param, pois já neste domingo os pilotos retornam ao oval de Gateway para fechar a rodada dupla. E você acompanha o que de melhor aconteceu aqui, no Planeta Velocidade!

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais