NASCAR Cup Series – Brad Keselowski quebra favoritismos para vencer em New Hampshire.

3 de agosto de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Depois de imprimir um ritmo acelerado de provas para recuperar o tempo perdido que a Pandemia do COVID-19 causou, a NASCAR chega ao oval de pouco mais de 1 milha de New Hampshire apenas com sua categoria principal, a Cup Series, para a realização de apenas uma etapa.

Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Jared C. Tilton/Getty Images

Realizada no dia 02/08, a Foxwoods Resort Casino 301, como sugere o próprio nome, contava com 318,46 milhas em 301 voltas, divididas em segmentos de 75, 110 e 116 giros, respectivamente.

Na verdade, esta prova acontece uma semana após o falecimento de Bob Bahre, fundador do circuito de New Hempshire, aos 93 anos de idade.

Maddie Meyer | Getty Images

Como tem sido de costume, não houveram treinos classificatórios e, sendo assim, por sorteio, a pole position desta etapa ficou por conta de Aric Almirola e seu Ford Mustang número 10 da equipe Stewart Haas Racing.

https://twitter.com/NASCAR/status/1290001249320894464?s=20

Logo após as cerimônias tradicionais, o pano verde finalmente tremulou, dando início vigésima etapa da fase regular do campeonato.

Estágio 1 – 75 voltas – Cup Series

Depois de uma disputa intensa, Brad Keselowski ultrapassa Almirola para se tornar líder, na volta 4.

A primeira bandeira amarela aconteceu na volta 16, quando o bicampeão Kyle Busch vai forte contra o muro depois de um furo de pneu. Vários pilotos aproveitaram a oportunidade para buscarem os boxes (dentre eles Denny Hamlin e Kevin Harvick) e a relargada aconteceu na volta 22.

Bandeira Amarela de Competição – NASCAR Cup Series

A bandeira amarela de competição, que se tornou tradicional nestes tempos de Pandemia, devido a falta de treinos, aconteceu na volta 30 onde diversos pilotos entraram nos boxes para ajustes, reabastecimento e troca de pneus, mas Keselowski permaneceu na pista, relargando na frente na volta 35.

Pouco depois da retomada de prova iniciou-se uma bela disputa pela liderança, travada entre Keselowski, Blaney e Hamlin, tendo este último levado a melhor na volta 61.

Contudo, na volta 63, quem vai para o muro é o heptacampeão Jimmie Johnson, depois de um toque com Clint Bowyer, causando nova neutralização da prova e mais uma rodada de pit stops.

A ação é retomada na volta 68, com Blaney como ponteiro. Mas Hamlin escala rapidamente o pelotão para ultrapassar Blaney na volta 70 e se tornar líder novamente, seguido de perto por seu companheiro de equipe, Martin Truex Jr.

Sem ser superado, Denny Hamlin recebe na frente a bandeira quadriculada verde e branca para que tivesse a vitória do primeiro segmento da prova, no final da volta 75.

Estágio 2 – 110 voltas – Cup Series

A prova é retomada na volta 83 e Hamlin se segura na ponta.

Acontece que, na volta 93, a velha inimiga dos amantes da NASCAR, a chuva, começou a cair, obrigando a direção de prova a acionar a bandeira amarela, fazendo com que diversos pilotos retornassem aos boxes e que Martin Truex Jr. fosse punido por pneu descontrolado durante a parada.

Com isso, Kevin Harvick relargada na frente na volta 101. Contudo, Hamlin relarga bem, escala o pelotão, pressiona Harvick e retoma a ponta na volta 104.

Ataque do #2 – NASCAR Cup Series

Depois de liderar com segurança a prova, Hamlin vê a aproximação de Keselowski que, depois de uma intensa disputa e se aproveitando de uma raspada de muro que deu o piloto do carro 11, conclui a ultrapassagem e assume a ponta na volta 147.

Harvick abre a rodada de pit stops sob bandeira verde na volta 166, mas a bandeira amarela aparece na volta 172 depois que Christopher Bell roda na pista em decorrência do furo do pneu traseiro direito de seu Toyota Camry.

Com isso, os ponteiros voltam aos pits e quem sai na frente é Austin Dillon. A bandeira verde ressurge na volta 177 e Keselowski logo assume a ponta.

Contudo, a disputa não dura muito, pois Matt Kenseth roda na pista na 179 e obriga a direção de prova a neutralizar a prova novamente. A disputa é retomada na volta 184 e Hamlin pula na frente e inicia-se uma disputa de tirar o fôlego entre ele e Keselowski.

Em duas voltas de briga intensa, Keselowski leva a melhor e cruza na frente a linha de meta para faturar o segundo estágio da competição, no final da volta 185.

Estágio Final – 116 voltas – Cup Series

Na volta 192 a corrida é retomada e Denny Hamlin assume novamente a ponta, mas Matt Kenseth chama novamente a amarela na volta 197 depois de um furo de pneu e uma raspada no muro.

Alterando suas estratégias, Logano e Blaney aproveitam a oportunidade e voltam aos boxes. A volta 201 marca o retorno da ação, mas desta vez, Keselowski assume a liderança.

Já estava virando vício, pois Matt Kenseth causa outra bandeira amarela após ir para o muro na volta 204 e finalmente abandonar a prova.

Diversos pilotos aproveitaram a oportunidade para retornar aos pits. Com isso, Chase Elliott relarga na frente na volta 209, mas a neutralização é novamente acionada depois que John Hunter Nemechek atinge fortemente o muro.

https://twitter.com/NASCARonNBC/status/1290039175429754880?s=20

Últimas voltas

Com mais pilotos indo aos boxes, inclusive Elliott, a ponta desta corrida que se tornou amarrada volta para as mãos de Hamlin. A bandeira verde ressurge no giro 219 e, pouco depois, Keselowski consegue a ultrapassagem e retoma a liderança.

Christopher Bell sofre novo furo de pneu na volta 250 e é obrigado a retornar aos pits, mas sem causar intervenção da direção de prova.

Depois de longo período sob bandeira verde, Keselowski já abria grande vantagem para os demais e, sem ser superado, recebe na frente a bandeira quadriculada em preto e branco que lhe dava a vitória da etapa de New Hempshire e a terceira conquista da temporada.

https://twitter.com/NASCAR/status/1290052369670053888?s=20

Na segunda colocação concluiu a prova Denny Hamlin e, em terceiro, fechando o top 3, atingiu a meta Martin Truex Jr.

Em entrevista dada após o final da prova, Keselowski afirmou que:

“Tivemos muitas corridas excelentes este ano, mas simplesmente não saímos e dominamos uma corrida. Eu estava conversando com o (chefe de equipe) Jeremy Bullins e é isso que precisamos para chegar ao próximo nível.  Estamos bem, precisamos sair e apenas dominar uma corrida e é isso que fizemos hoje.  … É tão bom estar correndo na frente dos fãs novamente.  Parece uma eternidade, então sejam bem-vindos de volta, pessoal”.

Opinião Alex Leonello

Era um final de semana de pouca movimentação na NASCAR, onde apenas as feras da Cup Series entraram na pista, diferentemente do que tínhamos nos habituados nos últimos 11 finais de semana, onde nada menos que 17 etapas haviam sido disputadas.

É fato que New Hempshire tinha dois claros candidatos para a vitória, quais sejam, Denny Hamlin e Kelvin Harvick, de acordo com o retrospecto de ambos nesta pista.

Hamlin até tentou. Andou na frente, venceu o primeiro segmento, disputou bravamente o segundo e fez várias ultrapassagens e relargada que o recolocava novamente na ponta.

Contudo, ninguém contava com o foguete que a Ford entregou para o Mustang número 2 de Brad Keselowski, da equipe Penske.

O campeão de 2012 se manteve o tempo todo entre os líderes e, ao reconquistar a ponta abria rapidamente vantagem sobre os demais.

Por falar em campeão, Kyle Busch deixou a prova ainda no seu início, quando acertou fortemente o muro, por conta de um furo de pneu, e se mantém sem vitórias nesta temporada.

Matt Kenseth rodou mais que o peão da casa própria, mas também por conta dos pneus, provocando diversas bandeiras amarelas.

Aliás, talvez em função das equipes estarem abusando das calibragens, os pneus apresentaram diversas situações de furos, com a consequência de rodadas ou toques no muro.

Mas o dia era mesmo de Keselowski que, quebrando qualquer favoritismo e mostrando que a NASCAR jamais será previsível, chegou na frente e conquistou sua terceira vitória na temporada.

Opinião Francisco Brasil

New Hampshire não é uma das pistas mais emocionantes, mas tivemos uma prova interessante. Destaque para mais uma ótima atuação de Matt DiBenedetto, que sempre esteve no pelotão da frente e só perdeu a quinta posição na última volta para Harvick, que tinha pneus mais novos.

Cole Custer parece estar mais habituado a Cup e conquistou um top 10 interessante, a frente de Jimmie Johnson que – apesar da rodada – ainda segurou um 11° lugar.

Mas por outro lado, Kyle Busch e Erik Jones tiveram um domingo para esquecer. Buschinho logo abandonou após uma forte batida, enquanto Jones quase não esteve no top 20 da prova, tendo enorme dificuldade. Ele que se cuide, pois os problemas financeiros da equipe de Bell – que fazia uma ótima corrida até o furo de pneu – e seu fraco desempenho podem fazer a montadora, que quer manter os dois, acabar optando pelo jovem Christopher.

Opinião Marcos Amaral

Mais uma vez a sorte não está do lado de Kyle Busch. Um pneu furado e o muro acabaram com sua corrida, será que não vamos ver uma vitória do #18 nessa temporada?

E por falar em Joe Gibbs, Erik Jones fez uma péssima corrida. Se ele quer continuar na equipe, trate de começar a mostrar resultados melhores, para não perder o acento. Se liga Jones!!

E mais uma vez, a equipe Penske se atrapalhou na parada de Joey Logano, mas com sua competência na pista, conseguiu chegar na quarta posição.

Falando em Penske, foi um final de semana ótimo para a equipe, vencendo na NASCAR com Brad Keselowski e na IMSA com o brasileiro Hélio Castroneves.

Olhando para a tabela de classificação dos PlayOffs, a briga está intensa, restando apenas 6 provas para o fim das etapas regulares, ainda poderemos ter muitas surpresas, pois temos duas provas em Daytona, um no misto e outra no oval, que pode trazer a vitória de um piloto que podemos chamar de azarão, no ditado popular, e tirar um que esteja classificado por pontos.

Essa é a NASCAR!!

A próxima etapa da NASCAR Cup Series acontecerá no dia 08/08, no circuito oval de 2 milhas de Michigan, que situa no estado norte americano que lhe empresta o nome.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais