NASCAR Cup Series – Kevin Harvick domina final de semana para vencer também a etapa 2 de Michigan.

10 de agosto de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Os motores V8 dos carros da Cup Series ainda nem haviam esfriado por completo, após a prova disputada no dia anterior, e já voltaram a roncar para mais uma etapa válida para a fase regular do campeonato da categoria, no dia 09/08, dia dos pais no Brasil.

Tal qual a anterior, esta corrida também se realizou no oval de 2 milhas de Michigan, no estado norte americano que lhe empresta o nome.

Com o grid invertido com relação ao resultado da prova anterior, Chris Buescher herdou a pole position nesta etapa, enquanto Kevin Harvick, que havia vencido pela quinta vez na temporada no dia anterior, partia da vigésima posição.

Contudo, por ter largado com o carro reserva, Buescher foi obrigado a partir do final do pelotão, deixando a posição de honra do grid de largada para Clint Bowyer.

Estágio 1 – 40 voltas

Depois de todos os preparativos, a bandeira verde foi finalmente agitada dando início a uma louca e bela disputa pelas mais diversas posições.

Com os pilotos adotando um tom bem mais comportado que o esperado, o trecho inicial de prova não guardou incidentes, deixando que Clint Bowyer recebesse na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória no primeiro segmento da competição, na volta 40.

Estágio 2 – 45 voltas

Depois da rodada de pit stops, quem relarga na ponta é Kyle Busch, na volta 48.

Já no princípio da ação, Harvick faz um excelente reinício de prova e assume a liderança.

Com muita velocidade, mas pouca ação, Kevin Harvick não encontra dificuldade para cruzar na frente a linha de chegada e conquistar a vitória do segundo estágio da competição, na volta 85.

Estágio Final – 71 voltas

A ação é retomada na volta 92, com Ryan Blaney na primeira colocação.

Mas a alegria da Penske durou pouco, pois na volta 96, enquanto tentava a ultrapassagem sobre Blaney, Brad Keselowski perde o controle do carro, levando ambos para o muro e provocando a primeira bandeira amarela da corrida.

O pano verde tremulou novamente na volta 102 e Kevin Harvick reassume a ponta logo de início.

Bowyer busca os Boxes com problemas na roda traseira esquerda, sem trazer qualquer intervenção.

Mas Christopher Bell roda na pista na volta 105 e a direção de prova é obrigada a acionar novamente a bandeira amarela.

Os ponteiros aproveitam a oportunidade para buscar os boxes para reabastecimento e troca de pneus. Almirola fica na pista e relarga na frente, na volta 110 e inicia uma disputa intensa com Harvick que, na volta 116, leva a melhor e se torna líder outra vez.

Com um pneu furado, Alex Bowman vai para os pits na volta 138, mas deixa parte de seu pneu traseiro direito na pista, trazendo consigo nova bandeira amarela.

Os ponteiros ficam na pista e Harvick relarga na ponta na volta 141.

Nestas voltas finais Denny Hamlin se aproximou bastante e iniciou manobras de tentativas de ultrapassagem.

Contudo, o final de semana era mesmo do piloto do Ford Mustang número 4 da equipe SHR que, ao fim, recebeu na frente a bandeira quadriculada que lhe dava também a vitória da etapa 2 de Michigan e o sexto triunfo da temporada.

Na segunda colocação atingiu a linha de meta Denny Hamlin e, em terceiro, completando o top 3, concluiu a prova o campeão Martin Truex Jr.

Opinião Alex Leonello

Impossível não dizer que esta segunda etapa de Michigan foi bem menos agitada e disputada do que se poderia esperar.

Poucos ataques, poucas ultrapassagens e quase nenhum acidente que, neste aspecto ficou apenas por conta do entrave interno da equipe Penske, entre o campeão Brad Keselowski e Ryan Blaney, fazendo com que ambos saíssem prematuramente da corrida.

Harvick tinha definitivamente o melhor carro e literalmente dominou as duas etapas do final de semana, na qual deixou de vencer apenas um único segmento, o primeiro desta etapa que, aliás, foi conquistado por seu companheiro de equipe Clint Bowyer.

Creio que hoje os nomes a serem batidos nesta temporada sejam Harvick e Hamlin, com desempenhos impecáveis e muitas vitórias.

Para se ter ideia, estes 2 pilotos são donos de 50% de todas as vitórias do ano. Fantástico.

Por outro lado, as coisas começam a se apertar para os que ainda sonham com uma vaga nos playoffs, visto que restam apenas 4 etapas a serem disputadas pela fase regular e, para alguns, seguir firme na disputa pelo título represente a necessidade de vencer imediatamente.

Isso nos dá plena noção do que teremos pela frente nesta categoria que nos encanta surpreende cada vez mais.

Como se tudo não bastasse, no próximo final de semana estaremos em um circuito misto completamente novo para categoria (Daytona) e onde os ajustes dos carros serão uma grande incógnita.

Quem vai ganhar? Nós, o público!

Opinião Francisco Brasil

Mais uma ótima prova de recuperação de Truex, que novamente chega em terceiro após problemas no início da prova. Mas ainda não foi suficiente para desbancar Harvick e Hamlin.

Kyle Busch voltou a ter desempenho consistente, está confortável em pontos na tabela, mas ainda é uma campanha “pobre” para um piloto do seu nível.

Por falar em tabela, arrisco dizer que temos apenas uma vaga em aberto, disputada por William Byron (no momento último classificado), Erik Jones e Jimmie Johnson, com os dois últimos empatados. Um resultado ruim para um dos três nessas 4 provas restantes pode ser a “pá de cal” em suas pretensões.

A próxima etapa da NASCAR Cup Series acontecerá no dia 16/08, na estreia do traçado misto existente no tradicionalíssimo circuito de Daytona, situado no estado norte americano da Flórida.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais