NASCAR Cup Series – Kevin Harvick se aproveita de batalha e vence a Southern 500 em Darlington e avança nos playoffs.

7 de setembro de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Trofeu para o campeão da temporada 2020
Photo by Jared C. Tilton | Getty Images

Fechando o final de semana recheado de velocidade e atrações no tradicionalíssimo circuito oval de 1,366 milha de Darlington, no estado norte americano da Carolina do Sul, era a vez da principal categoria de automobilismo dos Estados Unidos entrar na pista para uma etapa de 500 milhas e 367 voltas (115+115+137), a Southern 500.

Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Jared C. Tilton | Getty Images

Também conhecida como a dama de preto, é nesta etapa festiva – e que antecede ao feriado do dia do trabalho norte americano (labor day) – que carros e pilotos entram na pista com esquemas de pintura retrô que homenageiam os ídolos e outros carros do passado.

Vale lembrar que, neste circuito mais difícil da temporada, se um finalista vencesse esta etapa estaria automaticamente classificado para o round of 12 dos playoffs.

Assim, mais uma vez sem a realização de treinos classificatórios, a pole position para esta etapa ficou por conta de Chase Elliott, piloto do Chevy Camaro número 9 da equipe de Rick Hendrick.

Punidos, Austin Dillon (que fez alterações em seu carro) e Ryan Blaney (que teve problemas na inspeção) foram obrigados a partir do final do pelotão. Blaney ainda perdeu 10 pontos no campeonato, além de ter seu chefe de mecânicos ejetado da prova.

Estágio 1 – 115 voltas

Largada para a etapa de Darlington
Photo by Chris Keane | Getty Images

Depois das tradicionais cerimônias iniciais, o pano verde finalmente foi agitado, dando início a primeira das 10 provas previstas para o playoff.

Elliott manteve a ponta na largada, e nela permaneceu até a bandeira amarela de competição, ocorrida na volta 26. Os pilotos aproveitaram a oportunidade para buscar os boxes para ajustes, reabastecimento e troca de pneus.

A relargada aconteceu na volta 32 e a prova segue tranquila até o início dos Pit stops em bandeira verde, comandada por Kyle Busch, na volta 71.

A bandeira amarela aconteceu na volta 81 depois de Brad Keselowski ter encontrado o muro, em decorrência de um toque com Aric Almirola.

Com vários pilotos buscando os boxes mais uma vez, Kurt Busch, que ficou na pista, relarga como ponteiro na volta 87, mas logo é superado por Martin Truex Jr.

Sem ser mais ameaçado, Truex recebe na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória do primeiro estágio da competição.

Jimmie Johnson
Photo by Jared C. Tilton | Getty Images

O heptacampeão Jimmie Johnson, que ostentava uma belíssima pintura em homenagem aos 3 pilotos da NASCAR que conquistaram 7 títulos na Cup Series (ele mesmo, Richard Petty e Dale Earnhardt), foi o melhor piloto fora do playoff ao conquistar a quinta posição.

Estágio 2 – 115 voltas

A ação volta acontecer na volta 122, enquanto Ryan Blaney, com um furo no pneu traseiro esquerdo de seu Ford Mustang, buscava os boxes.

Kevin Harvick abre o início das paradas nos boxes sob bandeira verde na volta 157. Embora com uma parada bastante precipitada e que, em princípio, não lhe dava autonomia de combustível para completar o segundo trecho de prova, Harvick se torna o novo líder depois de encerrado o ciclo de parada nos boxes por parte dos demais pilotos.

Martin Truex Jr.
Photo by Jared C. Tilton/Getty Images

Mas a bandeira amarela que ele precisava aconteceu na volta 180, quando Bubba Wallace roda na pista. Os ponteiros buscam os boxes e Martin Truex volta na frente para relargar na primeira posição na volta 186.

Com boa vantagem sobre os demais, Martin Truex Jr repete a dose do trecho de prova anterior e cruza na frente a linha de meta para vencer o segundo segmento da corrida, na volta 230.

Estágio Final – 157 voltas

Hamlin se dá melhor no trabalho de box e sai na frente para relargar como líder no giro 236, até que John Hunter Nemechek bate forte no muro e provoca a necessidade de uma nova intervenção na corrida durante a volta 245.

Truex volta na frente após as paradas nos pits e a relargada, no giro 251, tem 3 carros da Gibbs (Truex, Busch e Hamlin) na liderança.

Johnson abre o ciclo de paradas sob bandeira verde na volta 284, mas os 3 ponteiros da Gibbs retardam suas paradas para que pudessem efetuar somente mais uma até o final da prova. Com isso, Harvick se torna o líder após a parada dos mesmos, com cerca de 60 voltas para o final.

Kevin Harvick comemorando na pista sua vitória
Photo by Jared C. Tilton | Getty Images

Mas Chase Elliott chega e ultrapassa Harvick na volta 321. No giro seguinte a bandeira amarela aparece novamente, em decorrência de detritos na pista.

O reinício de prova aconteceu na volta 327 e, a partir da volta 346, iniciou-se uma disputa pela primeira colocação entre Elliott e Truex, que culminou com os dois indo para o muro no giro 351.

Mesmo sem causar uma bandeira amarela, ambos perdem rendimento, com a liderança indo para Harvick. Truex é obrigado a buscar os pits.

Em que pese as tentativas de aproximação por parte de Austin Dillon, o dia era mesmo do fechador (The closer) Kevin Harvick que, após herdar a ponta, cruza na frente a linha de chegada para vencer a etapa de Darlington, conquistar seu oitavo triunfo na temporada e carimbar seu passaporte para o round of 12 dos playoffs.

Na segunda colocação recebeu a bandeira quadriculada Austin Dillon e, em terceiro, fechando o top 3, completou a prova Joey Logano.

Chase Elliott conclui esta etapa no 20° lugar e Martin Truex Jr em 22°.

Em entrevista dada após o fim da prova, Harvick disse:

“Sempre que você pode ganhar a Southern 500, é um bom dia. Esta é uma das corridas de maior prestígio em nosso esporte e uma das pistas de corrida de maior prestígio em nosso esporte. Sempre que você pode vencer em Darlington, é um grande negócio”.

Kevin Harvick
Photo by Chris Keane | Getty Images

Quanto ao incidente que deu a Harvick o primeiro posto, Truex falou que:

“Só não há espaço suficiente para nós dois. Achei que tinha corrido o suficiente para eliminá-lo e acho que estava perto, obviamente. Achei que tinha impulso e distância suficiente para ele me deixar entrar. Eu não esperava que ele estivesse no meu lado traseiro direito. Eu estava comprometido e assim que percebi que ele estava lá, não havia nada que eu pudesse fazer”.

Já Elliott declarou que:

“Muito para se orgulhar. Eu odeio isso pela equipe 9. Não foi nada intencional, apenas dois caras lá buscando a vitória. Se foi minha culpa, peço desculpas, realmente senti que tinha a posição de entrar lá”.

Com este resultado, a classificação para o round of 16 dos playoffs se tornou a seguinte:

01 – Kevin Harvick – 2.106 pontos (garantido no round of 12)
02 – Denny Hamlin – 2.087 pontos;
03 – Joey Logano – 2.060 pontos;
04 – Brad Keselowski – 2.055 pontos;
05 – Alex Bowman– 2.052 pontos;
06 – Martin Truex Jr. – 2.049 pontos;
07 – Chase Elliott – 2.045 pontos;
08 – Austin Dillon – 2.043 pontos;
09 – William Byron – 2.042 pontos;
10 – Kyle Busch – 2.040 pontos;
11 – Kurt Busch – 2.037 pontos!
12 – Aric Almirola – 2.033 pontos;
13 – Clint Bowyer – 2.033 pontos;
14 – Cole Custer – 2.030 pontos;
15 – Ryan Blaney – 2.016 pontos;
16 –Matt DiBenedetto – 2.016 pontos.

Opinião Alex Leonello

Por do Sol visto na Curva 1 deDarlington Photo by Chris Keane | Getty Images

O mesmo circuito que finalmente marcou a retomada das atividades da NASCAR após a grave pandemia provocada pelo Covid-19, é também aquele que define o início da fase dos playoffs do campeonato da Cup Series.

Amada por todos, a dama de preto – como também é conhecido este circuito de Darlington – se encaixa perfeitamente com o feriado do dia nacional do trabalho nos Estados Unidos que, neste ano coincidiu com o dia da independência brasileira, em 07/09.

Os esquemas de pintura retrô foram e sempre serão um espetáculo a parte desta prova, onde mais uma vez restam valorizados os heróis e ídolos do passado.

Johnson se mostrou forte no primeiro trecho de prova, ganhando várias posições, enquanto Elliott e Truex ensaiavam um grande domínio.

Harvick corria por fora pela vitória mas, depois de Truex ter vencido ambos os segmentos iniciais, tudo levava a crer que o mesmo seria o vitorioso nesta etapa.

Depois de uma etapa longa, de 500 milhas, uma ultrapassagem mal concluída levou ao muro as chances de ambos os favoritos conquistarem a vitória desta etapa e, o que é ainda pior, os jogou para a 20° e 22° colocações.

E Harvick, com sorte de campeão e fazendo jus ao apelido de finalizador que há muito lhe foi dado, encerra a etapa na primeira colocação, atingindo a marca de nada menos que 8 vitórias nesta temporada.

Assim como na prova da Xfinity Series, realizada no dia anterior, onde Denny Hamlin e Ross Chastain deixaram de bandeja a vitória nas mãos de Brandon Jones, o terceiro colocado até então, a Cup Series, por ironia do destino e repetindo a figurinha de seu álbum, fez do terceiro colocado o vencedor da corrida pela segunda vez no mesmo final de semana.

Austin Dillon, que foi punido partiu do final do pelotão, conseguiu uma brilhante segunda colocação e cruzou a linha de chegada bem próximo de Harvick.

Os playoffs seguirão adiante e, quem quiser permanecer nele, precisa mostrar resultado.

Opinião Francisco Brasil

Joey Logano Photo by Jared C. Tilton | Getty Images

Provas longas podem até ter momentos de monotonia, mas sempre causam um espanto hora ou outra. Dessa vez foi a manobra mal calculada de Truex, que tinha carro de sobra para enfrentar Elliott.

Quem fez o “feijão com arroz” e estava com o regulamento embaixo do braço foi Kevin Harvick. Não brilhou em nenhum momento e, se levarmos em conta o desempenho geral, não merecia a vitória. Mas tem uma tal “sorte de campeão” que faz a diferença.

Por último quero destacar a prova de Joey Logano, que salvou um domingo desastroso da Penske. Primeiro a punição de Blaney, além dos problemas que o mesmo teve, depois Keselowski foi para o muro. Logano ainda levou um toque numa das relargadas, perdeu tempo, e mesmo assim teve tanta sorte quanto Harvick para chegar em terceiro. Como disse no início, provas longas e suas surpresas.

A próxima etapa da NASCAR Cup Series acontecerá no dia 12/09, pequeno circuito oval de 0,76 milha de Richmond, que se situa no estado norte americano da Virgínia.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais