NASCAR Truck Series – Austin Hill desbanca Sheldon Creed para vencer em Las Vegas e avançar nos playoffs.

26 de setembro de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Twitter/NASCARTruckSeries

Após a notícia que circulou no universo do automobilismo durante a semana de que a Truck Series, terceira principal categoria da NASCAR, voltaria a usar o nome comercial da Camping World, estas picapes super velozes chegaram ao estado de Nevada, mais precisamente em Las Vegas, para a disputa de mais uma etapa da fase final de seu campeonato.

Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Chris Graythen | Getty Images

Com as cartas na mesa e o pecado morando ali ao lado, a prova neste oval de 1,5 milha de extensão prometia ser muito quente.

O motociclista e ex piloto da NASCAT Travis Pastrana, apareceu na picape 45 e, da mesma forma, o piloto da Fórmula Indy Connor Daly ocupou o cockpit da picape 42.

Sem treinos e de acordo com as regras de classificação adotadas pela direção da NASCAR, a posição de honra para o grid de largada desta etapa crucial ficou por conta do campeão Brett Moffitt.

Natalie Decker não conseguiu autorização médica para disputar a etapa e não alinhou no grid de largada, tendo sido creditada à mesma o último lugar da prova.

Com as cartas já na mesa e após o fim das tradicionais cerimônias a banca mais uma vez restou aberta para as apostas para os jogadores, digo, pilotos, nas 134 voltas que se anunciavam.

Brian Lawdermilk | Getty Images

Estágio 1 – 30 voltas

Pouco depois da largada, Sheldon Creed assume a ponta da prova e nem o toque no muro por parte de Raphael Lessard, no giro 5, foi suficiente para provocar uma intervenção na corrida.

A bandeira amarela de competição aconteceu na volta 20, onde alguns pilotos aproveitaram a oportunidade para buscar os boxes para ajustes, reabastecimento e troca de pneus.

Ben Rhodes passa a ter problemas de fumaça no motor de sua picape, arruinando sua prova, ante o receio de explosão do mesmo.

Moffitt e Creed ainda disputam a primeira colocação na oportunidade na relargada, mas o piloto da picape número 2 leva a melhor no final da curva 3. E sem ser superado, Sheldon Creed recebe na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória do primeiro estágio da competição, na volta 30.

Estágio 2 – 30 voltas

Com o pano verde novamente em ação, quem chega para ameaçar a liderança é Christian Eckes, mas este logo é deixado para trás por Creed.

Imbatível até então e sem intercorrências significativas, Sheldon Creed foi o primeiro cruzar a linha de meta, faturando o segundo segmento da prova, na volta 60.

Estágio Final – 74 voltas

Com o reinício de prova foi a vez do campeão Brett Moffitt aparecer, reassumindo a ponta enquanto Creed caía para o terceiro posto. Mas durou pouco, pois Eckes, o atual campeão da ARCA, conclui a ultrapassagem logo depois para se tornar o novo líder.

Brian Lawdermilk | Getty Images

Recuperando o terreno perdido, Creed supera Moffitt no giro 70 e, já no 73, recupera a ponta ao ultrapassar Eckes.

Uma nova bandeira amarela aconteceu na volta 84, depois que Todd Gilliland perde o controle de sua picape na curva 1 e, tentando evitar o acidente, Rhodes, com a prova já comprometida pelos problemas de motor que vinha enfrentando, atinge a mureta de proteção da pista.

A verde é retomada, mas uma falha no motor de Jordan Anderson trouxe consigo nova intervenção, a 44 giros do final.

A relargada se deu a 37 voltas do final e foi péssima para Creed, uma vez que este caiu para a sétima colocação, depois de já ter liderado cerca de ¾ da etapa.

Mas Creed veio escalando novamente o pelotão até ocupar a segunda posição.

Restando cerca de 30 voltas para o final, Creed começa a tirar rapidamente a vantagem que Hill possuía na primeira colocação.

Com muita sede ao pote, Creed chega a raspar na mureta de proteção, jogando por terra todo o trabalho que tinha conquistado.

Brian Lawdermilk | Getty Images

Em novo ciclo de recuperação, Hill se viu novamente ameaçado nas voltas finais, mas não foi suficiente para que o piloto da picape número 2 assumisse a ponta.

Assim, Austin Hill recebeu na frente a bandeira quadriculada que lhe dava a vitória nesta etapa de Las Vegas e, de quebra, o classificava imediatamente para o próximo round dos playoffs.

Na segunda colocação atingiu a meta Sheldon Creed e, fechando o top 3, cruzou a linha de chegada Tanner Gray.

Em entrevista dada após o final da prova, o vencedor disse:

“Não tínhamos a melhor picape esta noite, de forma alguma. Tivemos que lutar contra muitas adversidades nos estágios 1 e 2. Não foi nada bom. Scott (Zipadelli) e os caras continuaram trabalhando nisso e melhoraram. A equipe do box fez um ótimo trabalho no último pit stop me colocando nessa posição”.

Opinião Alex Leonello

Jogos, cassinos e libertinagem fazem de Las Vegas a cidade do pecado.

Mas desta vez os giros dos motores chamou bem mais atenção que os da roleta.

Depois de um grande domínio inicial, tudo indicava que a vitória estava certa nas mãos de Sheldon Creed.

Mas a banca de Vegas e a caixinha de surpresas da NASCAR estavam juntas em um só lugar e Hill, meio que por fora, acabou conquistando a liderança e a mantendo de forma brilhante até o agito da bandeira quadriculada.

Bom para o garoto da picape 16 e para a equipe de Shigeaki Harttori, que se tornam os primeiros a se garantirem no próximo round pela disputa do campeonato.

E não é preciso se assustar, pois vale lembrar que Brett Moffitt, em 2018, foi campeão da categoria a bordo desta mesma Truck.

O sossego da garantia de avanço no campeonato por parte de Hill veio em excelente momento, uma vez que, embora seja muito difícil quebrar a banca de Las Vegas, vencer na loteria de Talladega, onde se realizará a etapa seguinte, já no próximo final de semana, é ainda bem pior.

Emoções a vista!

Opinião Francisco Brasil

Nadou, nadou, e morreu na praia! Assim podemos resumir a prova de Sheldon Creed, que agora percebe que não basta ter a melhor pickup, precisa de um pouco de sorte e muita concentração.

Concentração essa que Austin Hill teve, pois não brilhou durante toda a corrida, mas trabalhou bem para conquistar a vitória. Isso é resultado de um pouco mais de experiência do piloto e equipe.

Agora temos 7 vagas para 9 pilotos disputarem em duas etapas, e com pouquíssima vantagem para a bolha. Ou seja, qualquer vacilo (principalmente em Taladegga) será fatal.

A próxima etapa da NASCAR Truck Series acontecerá no dia 03/10, super oval de 2,66 milhas de Talladega, a terra do big one, situado no estado norte americano do Alabama.

Sweet home Alabama!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais