NASCAR TRUCK SERIES – Brandon Jones vence disputa intensa em prova amarrada

28 de junho de 2020

j

Francisco Brasil

Neste domingo ocorreu a prova de 150 milhas da Truck Series, adiada por conta da chuva que caiu em Pocono, palco da corrida, no sábado. A primeira de três provas do dia contou com a Pole position de Jhonny Sauter e sua Ford F-150 #13.

Estágio 1 – 15 voltas

Bandeira verde e a briga pela liderança fica entre Austin Hill e Sheldon Creed, mas a bandeira amarela já surge logo na curva 1, quando Austin Self toca Codie Rohrbaugh, fazendo o piloto rodar e atingir Matt Crafton, com ambos abandonando.

Relargada na volta 6, com Creed ainda mantendo a ponta. Só que novamente não concluímos uma volta em ritmo de corrida, pois Raphael Lessard perde o controle de sua Tundra #4 e bate em Austin Self. O choque gera muitos detritos e obriga a direção de prova a acionar a bandeira vermelha.

Volta 10 e temos nova relargada, com Creed e Hill tendo a companhia de Grant Enfinger. Quem também aparece é Ty Majeski que pula para terceiro. Só que duas voltas depois, o próprio Majeski erra no bloqueio em Enfinger na reta principal e acaba rodando, chamando mais uma intervenção da bandeira vermelha.

O amarrado estágio 1 ainda conta com outra relargada para uma volta, terminando com a vitória de Sheldon Creed, seguido de Austin Hill.

Estágio 2 – 15 voltas

Alguns pilotos param nos pits tentando outra estratégia, pois a janela de combustível gira em torno de 28 voltas. A verde surge no giro 20, mantendo Creed na liderança.

Mais atrás, Brennan Poole toca no muro, o suficiente para, na volta seguinte, ter um pneu furado e mais uma vez chamar a amarela, faltando 8 giros para o fim do estágio.

Novamente vemos movimento nos boxes, agora puxado por Ross Chastain. Na relargada, Hill abre mão do segmento e vai para os pits, deixando Creed na liderança da prova.

Faltando 3 voltas, Brandon Jones e Enfinger também deixam o estágio de lado e buscam suas paradas, pensando no fim da prova. Ao mesmo tempo, a bandeira amarela ressurge após um pneu furado levar Jordan Anderson a rodar.

Com isso, Sheldon Creed fatura também o estágio 2, seguido de Christian Eckes e Ben Rhodes que completam o top 3 em amarela.

Estágio Final – 30 voltas

Finalmente Creed procura os pits, assim como os demais pilotos que não haviam parado. Dessa forma, a prime fila era ocupada por Zane Smith e Ross Chastain.

Na relargada Smith avança, trazendo Derek Kraus para segundo. Mas restando 25 voltas, Tanner Gray toca em Tate Fogleman, que roda e novamente paralisa a prova.

Outra relargada, e dessa vez Kraus e Chastain perdem tempo e espaço com os toques, deixando a briga pela ponta para Eckes e Smith. Austin Hill também aparece na briga pela ponta, enquanto Smith perde terreno.

A essa altura, a disputa pela vitória estava concentrada entre Jones, Eckes e Hill. Até que, faltando 12 voltas para o fim, Christian Eckes, o líder, tem um pneu furado e bate no muro dando adeus a corrida.

Oito voltas e temos verde de novo. Hill assume a ponta, seguido de Jones e Creed. Só que a Silverado #83 de Viens roda na pista, causando a nona amarela.

Relargada com cara de Overtime tem Jones e Hill na disputa, mas com uma linda manobra entre os dois na reta oposta, Sheldon Creed pula de terceiro para primeiro.

Só que a Tundra #51 de Brandon Jones estava melhor acertada e assume a liderança na última volta para não mais perder a prova mais longa em tempo realizada em Pocono pela Truck Series. Austin Hill cruza em segundo, com Creed em terceiro.

Opinião Francisco Brasil

Corrida que era para ser curta acabou por durar quase duas horas. O excesso de batidas mostra que uma boa parcela do grid precisa ter mais paciência.

Mas o azar maior realmente foi de Christian Eckes. O jovem piloto tinha uma ótima Truck, estava correndo bem, mas um furo de pneu (que pode ter sido ocasionado por um toque nos pits) acabou com tudo.

Outro azarado do dia foi Crafton, que nem passou da primeira curva. O atual campeão não vem bem e está, nesse momento, fora da final. Tem que reagir agora.

Opinião Alex Leonello

Circuito longo, altas velocidades, juventude e pouca paciência foram os ingredientes encontrados nesta prova cheia de bandeiras amarelas da Truck Series.

De tiro curto e com muito espaço para as ultrapassagens, foi complicado para essa molecada manter o foco dentro do cockpit e partir para cima um dos outros, esquecendo-se que uma prova não se ganha na primeira curva, sendo possível apenas perdê-la.

Mas esta é realmente a época da aprendizagem, dos ajustes e do foco que vai muito além do pé no porão, e só se aprende com os erros.

Com muito dinheiro e patrocínio envolvidos, a maturidade deve vir rapidamente e, nesse quesito, os parabéns pela grande atuação vão para o vencedor Brandon Jones, já experiente e que hoje compete oficialmente pela Xfinity Series.

Em tom de brincadeira, vai também o parabéns ao piloto do safety cara, pelo maior número de voltas lideradas.

Opinião Marcos Amaral

A Truck Series, sempre traz ótimas corridas e em Pocono não poderia ser diferente. Foi uma prova amarrada no início, com várias bandeiras amarelas (um total de 9). O mais impressionante foi que, nas primeira voltas, 5 carros já estavam fora, mas no geral foi uma boa corrida, principalmente no seu final.

Na últimas voltas uma briga caseira da KBM, entre Christian Eckes e Brandon Jones, que protagonizaram um grande disputa, até que Eckes acaba no muro. Uma pena para o menino que vinha muito bem.

Shledon Creed foi o destaque da corrida. Venceu os dois primeiros segmentos e viu a vitória de perto, mas acabou chegando na terceira posição.

Ross Chastain, fez uma corrida muito apagada, sendo que na penúltima relargada até apareceu ali entre os primeiros, mas logo sumiu e acabou na sexta posição.

Já Brandon Jones fez a alegria de Kyle Busch. Durante a corrida sempre esteve ali próximo dos líderes, mas sem atacar, guardando para o final. E a vitória veio.

Ainda teremos Xfinity e Cup Series no domingo em Pocono, mas a Truck Series já tem data e local para retornar: 11 de julho em Kentucky. E o Planeta Velocidade acompanha tudo.

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais