Disputa histórica para a Stock Car

13 de dezembro de 2020

j

Keko Gomes

A Stock Car chegou a Interlagos para a final daquela que é uma das temporadas mais disputadas da história da categoria, com nada mais, nada menos de 11 pilotos com chances matemáticas de disputarem o título.

Gabriel Casagrande conquistou quatro pódios em 2020 (Hyset/RF1)

Infelizmente Gabriel Casagrande (R.Mattheis), atual 5° colocado do campeonato, testou positivo para covid-19 e não pode participar da última etapa.

Na classificação quem se deu melhor foi Ricardo Maurício (Eurofarma-RC) que marcou a pole. O líder do campeonato, Thiago Camilo (Ipiranga Racing), teve problemas na classificação e largou apenas na 17° posição, como vemos abaixo:

1º 90 Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze) – 1min40s916
2º 11 Gaetano di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – 1min40s967
3º 30 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 1min41s059
4º 10 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – 1min41s108


5º 33 Nelsinho Piquet (Texaco Full Time/Toyota Corolla) – 1min41s129
6º 29 Daniel Serra (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze) – 1min41s216
7º 85 Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – 1min41s240
8º 28 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 1min41s267
9º 18 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – 1min41s315
10º 111 Rubens Barrichello (Mobil Full Time/Toyota Corolla) – 1min41s363
11º 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – 1min41s544
12º 70 Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – 1min41s562
13º 80 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – 1min41s601
14º 110 Felipe Lapenna (Vogel Motorsport/Chevrolet Cruze) – 1min41s662
15º 44 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – 1min41s722
16º 117 Matías Rossi (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – 1min41s776
17º 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 1min41s846
18º 8 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – 1min41s853
19º 51 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 1min41s858
20º 43 Pedro Cardoso (R.Mattheis/Chevrolet Cruze) – 1min41s923
21º 0 Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – 1min42s124
22º 12 Lucas Foresti (Vogel Motorsports/Chevrolet Cruze) – 1min42s393
23º 4 Julio Campos (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – 1min42s530
24º 54 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) – 1min44s217

A Eurofarma-RC começou um bela recuperação na segunda metade da temporada, chegando em Interlagos com seus dois pilotos na disputa ao titulo. Seguindo os bons resultados das últimas corridas, a equipe deu um show e acabou ficando com a dobradinha no final do campeonato e de quebra título de equipe. Esse é o 4 título seguido de pilotos da equipe de Rosinei Campos, o “Meinha”.

Atualização

facebook.com/stockcaroficial

Após a corrida, a Stock Car anunciou uma punição de 5 segundos para Cesar Ramos, que havia terminado a prova em segundo. Com isso, o piloto caiu para sexto na classificação final da corrida, deixando a segunda posição para Ricardo Zonta, que garantiu o vice campeonato. A nota na íntegra você vê aqui no link.

Ricardo Maurício(Eurofarma-RC) largou muito bem e manteve a liderança, seguido por Gaetano di Mauro (KTF Sports). Uma largada sem problemas para os postulantes ao título.

Na segunda volta alguns problemas surgiram, mas sem gravidade. Cesar Ramos (Ipiranga Racing) fechou de forma mais brusca Ricardo Zonta (RCM Motorsport), que acabou indo para a grama mas retornando logo em seguida.

Rubens Barrichello (Full Time) tocou em Marcos Gomes (Cavaleiro Sports) que rodou. Ambas as manobras ficaram em Investigação pela direção de prova. (No final da prova saiu resultado com punição para Rubens Barrichello).

Thiago Camilo (Duda Bairros/Vicar)

Enquanto Thiago Camilo (Ipiranga Racing) não fazia um boa prova, e até então tinha ganhado apenas 4 posições, vendo assim suas chances de título ficarem cada vez mais distantes, uma vez que Ricardo Maurício se mantinha em primeiro.

No complemento da volta 8, o líder do campeonato Thiago Camilo (Ipiranga Racing) abandonou a prova, dando adeus a chance de título. Felipe Lapena (Vogel Motorsport) seguiu o rumo dos box e abandonou também.

Ricardo Maurício (Duda Bairros/Vicar)

Na abertura da janela obrigatório de pits, Ricardo Maurício e César Ramos já entraram logo na primeira volta. No mesmo momento, Lucas Foresti (Vogel Motorsport) aparentemente ficou sem freio no final da reta oposta e acabou batendo muito forte, mas sem nenhuma gravidade para o piloto.

Dos primeiros colocados ao final da janela de pit, o mais prejudicado foi Gaetano, que de terceiro foi para sexto.

Ricardo Maurício abriu uma vantagem confortável para César Ramos, e assim seguiu tranquilamente para ganhar a corrida de ponta a ponta, com Cesar Ramos em segundo e Ricardo Zonta fechando os três primeiros.

Foi um final de semana perfeito: pole, vitória de ponta a ponta e, de quebra, o título da temporada 2020. Assim foi o final de semana para o Tri Campeão Ricardo Maurício.

Abaixo resultado final da corrida

Resultado final da temporada 2020

Considerações pós temporada.

Keko Gomes:

Foi uma temporada atípica com algumas regras novas, como descarte de pontos e lastro do sucesso. Foi uma medida que não agradou a todos, mas ao final do ano se mostrou muito eficiente, tendo em conta que a última corrida chegou com 11 pilotos na disputa. Mais uma vez Rosinei Campos “MEINHA” mostrou o por que atualmente ele é o chefe de equipe mais vitorioso da Stock Car, única equipe a ter dois pilotos Tri Campeões na categoria, vindo de um início de temporada muito difícil, conseguindo a primeira vitoria da equipe apenas na segunda corrida da 4° etapa. E mesmo assim terminou com o título de pilotos e título de equipes. Diria também que um grande destaque tem que ser dado a Guilherme Salas que fez sua primeira temporada completa e já ficou entre os 10 primeiros da 1ª temporada.

Keko Gomes

Keko Gomes

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais