Escute a rádio Planeta Velocidade!

FÓRMULA 1: MAX VERSTAPPEN FECHA O TERCEIRO E ÚLTIMO DIA DE TESTES NA FRENTE

14 de março de 2021

j

Marcos Amaral

A Red Bull definiu o ritmo no último dia de testes de pré-temporada com Verstappen, logo à frente do estreante da Alpha Tauri Yuki Tsunoda, que garantiu uma dobradinha do motor Honda no topo da tabela de tempos no Bahrein.

Tsunoda fez uma série de voltas no final da sessão com os pneus C5 mais macios enquanto Verstappen trabalhava nos C4. Os dois se engajaram em um contra-ataque cintilante sob as luzes. Mas foi Verstappen quem saiu na frente com o tempo de 1m28.960s, com Tsunoda à apenas 0,093s. O companheiro de equipe de Verstappen, Sergio Perez, liderou a sessão da manhã com pneus C4 e terminou em sexto na geral, completando um teste encorajador para a Red Bull.

O terceiro mais rápido foi Carlos Sainz, que sofreu uma breve pausa no treino devido a um problema hidráulico, mas teve um total de 79 voltas depois de sair no final da sessão. Seu companheiro de equipe na Ferrari, Charles Leclerc, terminou em segundo na manhã e em 10º geral de compostos médios.

No final da sessão, Sainz se envolveu em uma luta dramática, mas peculiar na pista com Kimi Raikkonen da Alfa Romeo, com os dois se tocando brevemente e saindo da pista nos momentos finais.

O Campeão Mundial Lewis Hamilton perdeu um tempo valioso por ter ficado confinado na garagem durante a primeira hora da tarde, saindo apenas quando o sol começou a se pôr. O britânico usou o composto mais macio no final para melhorar seu tempo e fechar com o quinto lugar da geral, atrás de Raikkonen – que completou quase 165 voltas, liderando as paradas de quilômetros. Hamilton, no entanto, achou difícil juntar setores rápidos em suas voltas em ritmo de qualificação, mesmo andando em suas últimas voltas no que parecia ser um W12 instável.

Valtteri Bottas, companheiro de equipe de Hamilton, terminou em sétimo mais rápido na manhã, 16º no geral, com mais de 80 voltas completadas – embora ele tenha sofrido com escapadas de traseira ao longo de seu treino. Ele reclamou de uma traseira “áspera” e “implacável” em seu carro no Dia 2, mas disse que os problemas pareciam ter melhorado na hora do almoço no Dia 3 . Ainda assim, não tem sido o desempenho tipicamente implacável e eficiente que esperamos dos campeões.

George Russell da Williams conseguiu um bom desempenho com pneus C5 para chegar em sexto ao fazer sua estréia nos testes de 2021 neste domingo, depois que Roy Nissany e Nicholas Latifi assumiram as funções nos outros dois dias. Russell conseguiu 160 voltas no terceiro dia para sua equipe, tendo tido o domingo para si.

Lando Norris foi o terceiro mais rápido da manhã – 11º da geral – mas Daniel Ricciardo eclipsou o seu tempo no finalzinho da tarde, terminando em sétimo com pneus C4. A dupla completou mais de 110 voltas ao longo do dia, em uma exibição sólida para a McLaren.

Fernando Alonso da Alpine, deu a entender que a equipe não completaria as simulações de qualificação no domingo, e terminou como o nono mais rápido com pneus C4 – enquanto Esteban Ocon terminou em 13º geral com médios. Ambos os pilotos conseguiram mais de 60 voltas cada, garantindo um total saudável para a Alpine.

E embora Tsunoda fosse o segundo na planilha de tempos quando o dia terminou, seu companheiro de equipe Pierre Gasly terminou em 12º mais rápido depois de trabalhar pela manhã pela equipe. A melhor volta de Gasly foi definida com os pneus C3 mais lentos, no entanto.

Nikita Mazepin, de Haas, rodou mais de 60 voltas à noite e terminou em 14º com pneus C4, meio segundo mais rápido que seu companheiro de equipe Mick Schumacher – que exalava confiança após terminar seus testes na hora do almoço e disse que estava ansioso para partir para a primeira corrida.

Por fim, a Aston Martin encontrou mais problemas hoje, pois viram Sebastian Vettel perder a parte noturna dos testes. Ele completou 56 voltas decentes, mas o problema – revelado ser uma perda de pressão do turbo – impediu Vettel de participar nos últimos 90 minutos da sessão. Ele terminou em 17º na tabela de tempos e seu companheiro de equipe Lance Stroll no último lugar em 18º (80 voltas) com ambos utilizando pneus médios para as voltas mais rápidas.

O ritmo da Red Bull criou muita intriga antes da abertura da temporada, e até mesmo Hamilton admitiu que a Mercedes tem uma luta em suas mãos dada a forte demonstração de Verstappen e Perez nos testes. Mas quem é realmente mais rápido? Tudo será revelado no dia 28 de março com o primeiro Grande Prêmio da temporada – também sendo realizado aqui no Bahrein.

Fotos twitter.com/F1

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais