Escute a rádio Planeta Velocidade!

Fórmula 1 – Toto Wolff quer Hamilton na Mercedes em 2022

9 de abril de 2021

j

Marcio de Luca

Lewis Hamilton é considerado o melhor piloto da atualidade e a Mercedes, de igual modo, a melhor equipe e juntos a dupla vem pulverizando todos os recordes da categoria, porém a dúvida da continuidade do piloto no grande circo da Fórmula 1 passa pelas mãos de Toto Wolff, e os fãs da F1 aguardam ansiosos o desfecho desta novela.

Para alguns é Hamilton quem deseja sair após o término desta temporada, mas para outros é a Mercedes quem não deseja mais os préstimos do britânico e tudo isso acabou sendo exposto – não exatamente desta forma – pela demora na qual o britânico e a equipe demoraram em fechar o contrato para esta temporada: em fevereiro deste ano às portas da sessão de testes de pré-temporada.

A palavra de Toto Wolff

Toto Wolff e Hamilton em coletiva – Foto: Mercedes

Mas, em entrevista ao site da Fórmula 1, o austríaco Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes, afirmou que deseja manter o vínculo do britânico com o time e quando foi perguntado se deseja Hamilton na equipe no próximo ano, foi enfático ao dizer que sim.

“Espero muito que sim, a jornada que fizemos juntos foi muito bem-sucedida. Ele é um piloto Mercedes – um garoto da Mercedes desde seus anos de kart. Ele nunca correu um único fim de semana na Fórmula 1 sem um motor da Mercedes, então é a continuação lógica da história”, iniciou Wolff.

A demora pela assinatura do contrato entre as partes para esta temporada gerou um certo desgaste para ambos e Wolff disse que quer evitar isto, desejando ter um acordo fechado já na pausa de verão. “Não queremos esperar até janeiro para confirmar os dois pilotos. Valtteri [Bottas] era bastante regular durante o verão e é quando isso deveria acontecer. Além disso, o fechamento do acordo antes dá tranquilidade ao piloto para poder se concentrar no trabalho.”

Russel é um dilema?

Russel em sua corrida pela Mercedes em 2020 – Foto: Mercedes

Só que, diferente desta temporada onde haviam de certa forma poucas opções no mercado, Toto Wolff tem o dilema de promover a jovem promessa George Russell da Williams para a Mercedes, pois ele está em final de contrato com o time de Grove e isso pode gerar um efeito Hamilton-Rosberg, como ocorreu no período que Nico Rosberg fazia parte do time e a atmosfera não era das melhores.

Pela forma como o dirigente fala e sabendo que ele não deseja uma repetição deste tipo de clima, é quase provável que o assento de Bottas seja mantido e Russell fique na “geladeira” por mais este ano, mas isso admitindo que Hamilton ficará apenas mais uma temporada na categoria, porém o britânico de 36 anos parece está longe de sua descendente.

“Obviamente, para o próximo ano há muitas opções no ar e sempre tentaremos fazer o melhor para a equipe a longo prazo, ao mesmo tempo dando total fidelidade à nossa atual formação de pilotos”, concluiu.

Opinião

Verdade seja dita, a Mercedes e Toto Wolff desfrutam de uma situação plenamente favorável para o time, pois mesmo que Bottas não seja um piloto com perfil de campeão, é alguém que traz bons pontos para a equipe e, por outro lado, há duas opções para a cadeira de postulante ao título, já que ao que parece, Russell dará continuidade ao legado de Hamilton dentro da equipe, sobretudo pela forma apresentada na ocasião em que substituiu o britânico no GP de Sakhir, quando Hamilton contraiu a Covid-19.

Sendo assim, a Mercedes demonstra que manterá seu alto nível de pilotos na próxima temporada, seja qual for a opção utilizada e, o melhor de tudo isso, são soluções que não demandará ir ao mercado.

Marcio de Luca

Marcio de Luca

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais