Fórmula 1 – Mercedes domina com direito a pole de Valtteri Bottas e quebra de recorde

4 de julho de 2020

j

Colaboradores Planeta Velocidade

Enfim as equipes vão mostrar as suas cartas, pois este sábado, 04/07, foi dia de classificação no circuito de Spielberg na Áustria. Com grande expectativa depois de muitas corridas canceladas e adiadas, muitas perguntas ficaram no ar: será o momento da Red Bull? Ferrari está escondendo o jogo? A Mercedes ainda soberana? Racing Point vai surpreender? As respostas você encontra no texto.

Foto twitter.com/F1

Texto de Denis Leite
Revisão Francisco Brasil
Foto destaque LAT Images

Q1

Todas as equipes entraram na pista utilizando pneus macios (Vermelhos). Hamilton em sua primeira tentativa errou e foi somente o décimo quarto, enquanto seu companheiro de equipe Bottas foi o quarto, já Verstappen mostrou a força da Red Bull fazendo o melhor tempo, seguido por Sainz, Perez e Bottas.

Chegando ao fim do Q3 todos voltaram á pista para a segunda tentativa. O destaque vai para George Russell, que chegou a flertar com o Q2 ao marcar o décimo quarto tempo, mas foi superado e terminou fora dos quinze primeiros colocados.

Foto twitter.com/WilliamsRacing

Na frente do grid Verstappen melhorou sua volta e fechou como primeiro, com um tempo de 1’04,024, tendo Bottas e Hamilton na sequência e Stroll num ótimo quarto lugar, mostrando a força da Racing Point, tendo a Ferrari um desempenho discreto até o momento. Os eliminados foram Magnussen, Russell, Giovinazzi (que escapou na última tentativa), Raikkonen e o estreante Latifi.

Q2

Vamos ao Q2, com 10 minutos para definir os dez primeiros que passariam para o Q3. A Mercedes começa a mostrar sua força quando Hamilton fecha a primeira tentativa em primeiro, seguido de Bottas e tendo em terceiro Lando Norris a 0.6 décimos do líder. Todos os tempos foram conquistados com pneus macios, exceto Verstappen que optou por usar os pneus médios (amarelos).

Como todos sabem, os pneus utilizados na melhor volta do Q2 serão utilizados pelos 10 primeiros na largada, por isso a Red Bull resolveu arriscar na estratégia com Verstappen, já que Albon já entrou na pista com pneus macios.

Foto twitter.com/redbullracing

Segunda tentativa das equipes e Bottas supera Hamilton, com Albon fechando em terceiro seguido por Norris. Na sequência tivemos Perez, Stroll, Verstappen e Ricciardo – com uma bela volta – empurrando a Ferrari de Leclerc para décimo lugar e eliminando Vettel, que ficou em décimo primeiro, mostrando que a Ferrari encontra muitas dificuldades com o SF1000, uma pena para os Tifosis. Os eliminados no Q2 foram Vettel, Gasly, Kvyat, Ocon em sua reestreia na Renault, e Grosjean.

Q3

Agora vamos ao tão esperado Q3. Expectativa no ar, mas a Mercedes já vai mostrando todo seu potencial com Valteri Bottas quebrandi o recorde da pista – que era de Leclerc, obtido em 2019 – com um tempo de 1’02,939. Novamente o seis vezes campeão Hamilton aparecia em segundo, a 0,120s.

2020 Austrian Grand Prix, Saturday – LAT Images

Vertappen faz o terceiro tempo a 0,6s, seguido por Albon, Perez, Sainz e Leclerc que ficou a 1,6 segundo atrás do líder, o que gerou reclamação pelo radio para a equipe sobre algum dano do lado direito do seu carro. Norris abortou a sua primeira tentativa, já Stroll e Ricciardo nem saíram por ter apenas 1 jogo de pneus novos.

Vamos ao final do treino, com todos os classificados no Q3 na pista para sua última tentativa. Bottas escapa na curva 4, gerando bandeira amarela no local, e Hamilton – que vinha logo atrás – fecha sua volta melhorando seu tempo, ficando a 0s012 atrás do companheiro de equipe, porém gerando uma investigação dos comissários.

Em terceiro ficou Max Verstappen, que largará com pneus médios numa estratégia diferente de todos os dez primeiros colocados, tendo a companhia de Lando Norris com sua Mclaren num ótimo quarto lugar surpreendendo a todos.

Alex Albon foi o quinto com Sergio Perez em sexto, mostrando que a Racing Point evoluiu muito em 2020. Charles Leclerc ainda conseguiu o sétimo lugar com a pior velocidade de reta entre todos os competidores, mostrando que a restrição da FIA imposta no motor da Ferrari em 2020, após um acordo secreto em 2019, prejudicou o desempenho da equipe italiana. O grid ainda terá Carlos Sainz em oitavo, Lance Stroll em nono e Daniel Ricciardo em décimo lugar, pois em sua volta rápida foi obrigado a diminuir a velocidade, devido a bandeira amarela causada pela saída da pista de Valteri Bottas.

Foto twitter.com/F1

E no domingo teremos a primeira prova de 2020 da Fórmula 1, com todos os detalhes aqui, no Planeta Velocidade.

Foto destaque LAT Images

Colaboradores Planeta Velocidade

Colaboradores Planeta Velocidade

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais