Fórmula 1 – Relação entre Ferrari e Vettel chegou ao fim?

11 de maio de 2020

j

Francisco Brasil

Aproveitando a parada por conta da pandemia do Coronavirus, as equipes estão quebrando a cabeça para minimizar o prejuízo e manter a competitividade.

Foto Internet/Divulgação

Um dos casos mais comentados é sobre a permanência de Sebastian Vettel na Ferrari, sendo que o vínculo termina ao fim desse ano.

O alemão teria recusado a primeira oferta de renovação, que consistia em um ano de contrato e redução do salário pela metade. Segundo fontes, houve uma contraproposta da equipe oferecendo dois anos, mas ainda com a redução salarial no mesmo patamar.

Agora o conceituado portal alemão Auto Motor und Sports crava que Vettel não aceitou as condições e se despede da Scuderia Italiana, e mais, não continuaria na F1.

Segundo o site, as questões contratuais, além da do crescimento de Charles Leclerc na equipe não favorecem a continuidade de Sebastian na Ferrari. E a falta de um assento competitivo seria um empecilho para o tetracampeão se manter na categoria, uma vez que uma possível ida para a Mercedes depende do posicionamento de Lewis Hamilton (os dois na mesma equipe é improvável).

Poderia voltar à Red Bull? Talvez, mas com a equipe trabalhando para Max Verstappen seria trocar “seis por meia dúzia”. E a ida para a Mclaren como muitos afirmam é ameaçada pelo pedido de Zak Brown de limitar o orçamento em US$100 milhões, o que não pagaria o salário de Vettel.

Nesse cenário, estaríamos vendo a despedida de Sebastian após 5 anos de Ferrari, onde conquistou 14 vitórias em 101 corridas (até agora).

E quem ocupa a vaga?

2019 Brazilian Grand Prix, Friday – Steve Etherington

Os nomes cotados são: Lewis Hamilton, caso não renove com a Mercedes (algo que parece improvável no momento); Daniel Ricciardo que anda descontente na Renault, mas é um piloto caro; e Carlos Sainz Jr, que foi o “melhor do resto” da F1 em 2019 pela Mclaren e pode ser mais fácil ser “encaixado” como segundo piloto de Leclerc.

Além destes, a Ferrari conta com sua academia de pilotos. Porém, o único próximo de um assento seria Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo, mas que ainda não convenceu. Mick Schumacher (filho de Michael), Robert Schwartzman e até os brasileiros Enzo Fittipaldi e Gianluca Petecof ainda estão longe da super licença exigida.

O Planeta Velocidade vai acompanhar toda essa movimentação, que deve se consolidar mesmo em junho, junto com o possível retorno da temporada 2020 de Fórmula 1.

Foto Destaque Ferrari.com

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais