F-E: Di Grassi faz nova corrida de recuperação em Berlim

14 de agosto de 2020

j

Assessorias de Imprensa

Sexto na classificação final, Lucas foi o piloto que mais fez ultrapassagens em 2020, de acordo com a equipe Audi

Lucas Di Grassi novamente fez uma corrida de recuperação na etapa de encerramento do Mundial de Fórmula E, em Berlim, nesta quinta-feira (13). O brasileiro largou da décima colocação e aos poucos foi subindo na classificação até terminar na sexta posição, resultado que lhe conferiu também o sexto lugar na pontuação final do torneio. Segundo a equipe Audi Sport, na soma das onze corridas Di Grassi foi o piloto que mais fez ultrapassagens durante a temporada 2020.

“Até 2019 terminei sempre entre os três melhores da temporada, incluindo um título de campeão e dois de vice-campeão. Foi uma pena termos uma queda de rendimento em 2021, mas é preciso dizer também que a Fórmula E não é fácil. Tivemos oito vencedores em onze etapas neste ano, uma índice que é rotina na categoria. Há muitos pilotos e equipes de alto nível. Mas nossa equipe sai motivada para voltar ao nosso padrão anterior. Já começamos a trabalhar no carro para 2021”, resumiu Di Grassi, que permanece como o piloto que mais conquistou troféus na Fórmula E, com os recordes de 32 pódios e 796 pontos nas seis temporadas realizadas. 

A vitória na prova desta quinta-feira foi do belga Stoffel Vandoorne (Mercedes-Benz EQ), seguido por seu companheiro de equipe Nyck De Vries (França). Com o resultado Vandoorne termina o ano como vice-campeão, com o francês Jean-Éric Vergne (DS Techeetah) no terceiro posto. O primeiro lugar na classificação final foi garantido pelo companheiro de Vergne, o português António Félix da Costa. A DS Techeetah também faturou o título do campeonato de equipes. Confira os resultados:

11ª etapa da Fórmula E, em Berlim:

1) Stoffel Vandoorne (Bélgica, Mercedes-Benz EQ), 36 voltas em 47min22s107:

2) Nyck De Vries (França, Mercedes-Benz), a 1s340;

3) Sébastien Buemi (Suíça, Nissan E.DAMS), a 2s041;

4) René Rast (Alemanha, Audi Sports Abt Schaeffler), a 3s580;

5) Sam Bird (Inglaterra, Envision Virgin Racint), a 8s710;

6) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport Abt Schaeffler), a 11s593;

7) Jean Eric Vergne (França, DS Techeetah), a 12s895;

8) Alex Lynn (Inglaterra, Mahindra Racing), a 14s710;

9) António Félix da Costa (Portugal, DS Techeetah), a 15s304;

10) Edoardo Mortara (Suíça, Venturi Racing), a 16s154

Classificação do Mundial após 11 etapas:

1) António Félix da Costa (Portugal, DS Techeetah), 158 pontos;

2) Stoffel Vandoorne (Bélgica, Mercedes-Benz EQ), 87;

3) Jean Eric Vergne  (França, DS Techeetah), 86;

4) Sébastien Buemi (Suíça, Nissan E.DAMS), 84;

5) Oliver Rowland (Inglaterra, Nissan E.DAMS), 83;

6) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport Abt Schaeffler), 77;

7) Mitch Evans (Nova Zelândia, Panasonic Jaguar), 71;

8) André Lotterer (Alemanha, Porsche), 71;

9) Maximilian Guenther (Alemanha, BMW Andretti), 69;

10) Sam Bird (Inglaterra, Envision Virgin Racint), 63.

Fotos Audi Motorsport

Assessorias de Imprensa

Assessorias de Imprensa

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais