Escute a rádio Planeta Velocidade!

FÓRMULA1: BOTTAS É O MAIS RÁPIDO NO SEGUNDO DIA DE TESTES

13 de março de 2021

j

Marcos Amaral

Mercedes conseguiu resolver os problemas de câmbio da sexta e  marca o melhor tempo com Bottas. Hamilton acabou rodando ainda pela manhã.

Valtteri Bottas chegou ao topo da tabela de tempos com uma volta de 1m30.289s. Embora ele tenha feito usando o composto mais macio (C5) e com apenas 20 minutos restantes para o fim da sessão, quando a pista estava no seu melhor momento. Mesmo assim, as “flechas de prata” ainda tem trabalho a fazer depois que um problema na caixa de câmbio os fez perder quase toda o treino da manhã de sexta-feira.

Inicialmente as coisas não evoluíram muito para os atuais campeões, com Hamilton terminando em 15º depois de sua aparição matinal, por conta de uma rodada na curva 13 que trouxe uma bandeira vermelha de 15 minutos.

Depois que as simulações de qualificação começaram a uma hora do fim do dia sob os holofotes, Pierre Gasly liderou brevemente mas acabou 0,124s atrás de Bottas com o mesmo tipo de pneu. O piloto da AlphaTauri dividiu o carro com Yuki Tsunoda, que terminou em 11º depois de testar pela manhã.

Na sequência temos Lando Norris, que também teve uma passagem pelo topo da tabela de tempos, mas acabou terminando em quarto com pneus C4 macios. Seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo liderou a sessão da manhã e terminou em nono geral usando médios.

As atividades do dia foram interrompidas por duas bandeiras vermelhas, sendo a primeira desencadeada pelo giro de Hamilton, e a segunda vindo quando a tampa do motor da Red Bull RB16B de Sergio Perez se desmontou espetacularmente quando ele saiu de trás da Williams de Nicholas Latifi. Perez usou pneus duros para sua volta mais rápida e fechou o dia em 8°.

Lance Stroll da Aston Martin terminou em terceiro, com uma volta rápida muito tardia, enquanto que seu companheiro de equipe Sebastian Vettel foi o mais lento de todos, com apenas 10 voltas concluídas graças a um problema na caixa de câmbio pela manhã, que foi corrigido a tempo para Stroll.

A Alfa Romeo deu o dia inteiro a Antonio Giovinazzi, depois que Kimi Raikkonen guiou na sexta-feira. O italiano completou 124 voltas para terminar em quinto usando o composto C5.

Charles Leclerc não conseguiu bater o Alfa Romeo com o seu esforço no final da tarde e terminou na P6 com o mesmo pneu de Giovinazzi, tendo substituído o companheiro de equipa Carlos Sainz (P13) à tarde. Sainz também rodou pela manhã, mas conseguiu 56 voltas no total, ao passo que Leclerc completou 73.

O bicampeão Fernando Alonso fez sua primeira aparição desde que se recuperou de uma fratura na mandíbula sofrida em um acidente de bicicleta no mês passado e fez 127 voltas ao longo do dia, com Esteban Ocon assistindo. Alonso trocou tempos com Ricciardo pela manhã, mas o australiano se saiu melhor por um décimo naquela sessão. Alonso conseguiu terminar em 10º lugar geral no final do dia.

Nicholas Latifi, da Williams, completou 132 voltas, rodando solidamente, mas dando uma volta à noite enquanto tentava passar um Charles Leclerc lento na Curva 1. O canadense terminou à frente do Perez da Red Bull com pneus macios, com George Russell pronto para assumir para Williams no domingo.

A Haas fez Nikita Mazepin começar o segundo dia de testes, terminando em 14º, com Mick Schumacher conseguindo o 12º tempo depois de correr à noite.

O último dia de testes já está aí, pois começa no domingo às 10:00 horas locais, com Russell assumindo o dia para Williams, enquanto a Mercedes tenta compensar o tempo perdido na sexta e sábado de manhã.

Fotos twitter.com/F1

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais