Indy – Aeroscreen: tudo o que você precisa saber.

26 de outubro de 2019

j

Editores Planeta Velocidade

O projeto Aeroscreen da INDYCAR, desenvolvido para melhorar a proteção do cockpit, passou por sua fase mais recente de testes no início desta semana no oval curto Richmond Raceway, onde a IndyCar Series competirá em junho/2020. Josef Newgarden, da Team Penske, e Scott Dixon, da Chip Ganassi Racing, completaram 823 voltas no primeiro teste de carro da Indy na oval de 0,5 milha, onde corre desde 2009.

Edição e Revisão Francisco Brasil e Marcos Amaral

O próximo evento programado para o Aeroscreen é um teste em 5 de novembro no Sebring International Raceway com os pilotos Sebastien Bourdais e James Hinchcliffe – o circuito simula as condições do percurso de rua. Espera-se que o Aeroscreen seja entregue a todas as equipes antes do Natal, e usado por todos os carros da IndyCar Series na temporada 2020.

Foto twitter.com/IndyCar

Para manter os fãs informados sobre os desenvolvimentos, a INDYCAR forneceu respostas para nove perguntas comuns.

O Aeroscreen afeta o arrasto e as velocidades máximas?

Will Power e Scott Dixon fizeram voltas acima de 225 mph durante o teste inicial no Indianapolis Motor Speedway em 2 de outubro e não notaram grandes diferenças. Ambos disseram que era quase neutro.

Foto twitter.com/IndyCar

O Aeroscreen será usado exclusivamente em ovais?

Não. Ele será usado em todas as etapas a partir da temporada 2020 da IndyCar Series.

Pergunta: A visibilidade do piloto é afetada? E durante as voltas nos Ovais?

Power e Dixon não relataram problemas de visibilidade em Indianápolis, enquanto Dixon e Josef Newgarden não relataram nada durante o teste de 15 de outubro em Richmond. Todos os pilotos ficaram extremamente satisfeitos do ponto de vista da visibilidade.

Foto twitter.com/IndyCar

As temperaturas são mais quentes no cockpit?

Não. Apesar dos testes no IMS em temperaturas de 90 graus fahrenheit (32° celsius), os pilotos não relataram problemas. O design do Aeroscreen também possui um sistema de resfriamento a ar.

E se o Aeroscreen ficar sujo?

O Aeroscreen vem com películas destacáveis, como você vê no capacete do piloto. Basta remover o plástico para obter uma linha de visão limpa.

Foto Divulgação/Internet

E se chover?

A chuva atinge o aeroscreen de maneira semelhante à que ela se projeta atualmente na viseira do piloto. No entanto, o Aeroscreen não apenas ajudará a proteger a viseira do piloto da chuva, mas também poderá adicionar um produto de revestimento para ajudar a repelir a água. Também será equipado com um dispositivo anti-embaçamento, que deve ser útil para os pilotos em condições de chuva. Durante o teste de 7 de outubro no circuito de Barber em Birmingham, Alabama, Simon Pagenaud e Ryan Hunter-Reay suportaram as condições artificiais de chuva durante uma parte do dia. Ambos os pilotos ficaram impressionados com o desempenho do Aeroscreen na chuva.

O Aeroscreen será refinado no futuro?

À medida que o projeto avança, haverá vários aprimoramentos no design, conforme aprimorado pelos engenheiros e feedback dos pilotos e das equipes. Além disso, a estética será aprimorada à medida que as equipes puderem incorporar o Aeroscreen em seus designs de pintura.

Foto twitter.com/IndyCar

O Aeroscreen aumenta o tempo de extração do piloto em caso de capotagem ou um incidente grave?

A equipe de segurança e médica da INDYCAR está envolvida com o projeto Aeroscreen desde que estava nos estágios conceituais. Eles tiveram participação e praticaram extrações no protótipo e agora no carro real. Não deve afetar o tempo de extração do piloto e também existe um processo rápido para remover a peça Aeroscreen, se necessário para uma extração.

Foto twitter.com/IndyCar

Qual é o próximo passo no teste da Aeroscreen?

Scott Dixon e Josef Newgarden acabaram de realizar um teste no dia 15 de outubro na oval de Richmond. O Aeroscreen já foi testado em um superspeedway (Indianápolis), em um circuito misto (Barber Motorsports Park em Birmingham, Alabama) e em um oval curto.

Foto twitter.com/IndyCar

O próximo teste é no dia 5 de novembro no Autódromo Internacional de Sebring (Flórida), com James Hinchcliffe e Sebastien Bourdais. Esse layout ajudará a simular um percurso de rua. Os engenheiros continuarão a coletar dados sobre o desempenho do Aeroscreen, juntamente com o feedback dos pilotos e equipes para fazer refinamentos, quando necessário, no design ou nos acessórios.

Fonte indycar.com/News

Foto destaque twitter.com/IndyCar

Editores Planeta Velocidade

Editores Planeta Velocidade

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais