Nasr faz maratona para chegar ao EUA e liderar teste de IndyCar na segunda-feira

3 de março de 2020

j

Editores Planeta Velocidade

Segundo o site racer.com, Felipe Nasr, que testou pela Equipe Carlin Racing no mês passado durante o IndyCar Spring Training, fez uma viagem de última hora para Sebring na segunda-feira para pilotar o Chevy nº 31, e fez a melhor volta dentre os 15 pilotos presentes. 

Revisão Francisco Brasil

Nasr recebeu a ligação no final do domingo, para participar dos testes em Sebring, mas quando ele chegou, toda a sessão da manhã havia sido perdida.

 “Vinte e quatro horas atrás, eu estava com minha família no Brasil fazendo um churrasco”, disse ele à RACER. “Então Trevor Carlin ligou e disse que queria que eu estivesse no carro, aí procurei um voo, mas não havia voos diretos. Eu tentei usar todas as minhas milhas aéreas para conseguir algo que fosse bom, mas não havia nada, então voei da (classe) econômica do Brasil para Miami, não dormi, aterrissei, peguei um Uber para minha casa para pegar as chaves do meu carro, fizemos um café expresso e fomos direto para Sebring, mas ainda perdemos todas as voltas da manhã.

 Cheguei lá às 12:30, comi um sanduíche com os mecânicos e, em seguida, estávamos em 1° e fizemos a volta mais rápida. Dias como hoje me fazem feliz, e está criando um bom momento. Mas estou completamente exausto.

 Todo o esforço do brasileiro valeu a pena, com o tempo de 52.1361s superou Scott Dixon (+ 0,0381s) da Chip Ganassi Racing Honda # 9. Outra surpresa da pré-temporada estava logo atrás: Sebastien Bourdais com a A.J. Foyt Racing, registrou uma volta (+ 0,1198s) a uma curta distância de Nasr no Chevy N° 14.

 A Andretti Autosport Honda ficou com seus carros a partir do quarto lugar, com Ryan Hunter Reay (+ 0.1367s), Zach Veach (+ 0.1383s), Alexander Rossi (+ 0.1664s) e Jack Harvey, afiliado da Andretti, na entrada da Meyer Shank Racing (+ 0.1995s) todos juntos.

 Felix Rosenqvist, da Ganassi, foi o oitavo (+ 0,2626s), com o novo companheiro de equipe Marcus Ericsson em nono (+ 0,2846s) e Colton Herta de Andretti (+ 0,3333s) em 10º.

 Charlie Kimball, de Foyt, ficou em 11º, com Marco Andretti, de Andretti, logo atrás. A dupla Santino Ferrucci e Alex Palou da Dale Coyne Racing em décimo terceiro e décimo quarto e Ben Hanley, da Dragon Speed, completou o grid.

 O piloto suíço da F2 Ralph Boschung, que deveria estar a bordo do 31 da Carlin, não foi para a pista na segunda-feira. Não está claro se ele vai andar hoje, e Nasr não tem certeza se estará a bordo no carro, mas espera que suas recentes performances nos testes levem a um convite para fazer sua estreia em corrida nas próximas semanas.

 “Adoro correr e, quando posso estar aqui nesta categoria, com os melhores pilotos e ter um dia inteiro no carro, eu posso mostrar o que posso fazer”, disse Nasr. “Eles não estão me prometendo nada, e eu não estou esperando nada. Só estou fazendo isso porque adoro pilotar e quero ajudar a equipe Carlin da maneira que puder. Estou aqui para ver o que o futuro reserva. Do meu lado, eu amo onde estamos.”, completou Nasr.

Foto destaque IndyCar

Editores Planeta Velocidade

Editores Planeta Velocidade

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais