Escute a rádio Planeta Velocidade!

Grande Prêmio de Abu Dhabi no PC teve emoção em todas as categorias

8 de junho de 2020

j

Daniel Mendes

As categorias da Fórmula 1 no PC chegaram a quarta etapa do campeonato. A corrida da vez foi o Grande Prêmio de Abu Dhabi. Como era previsto, novamente tivemos muitas emoções na pista. Confira como foram as corridas da semana.

Categoria F4- PC

Vencedor da última etapa no GP de Montreal, Ruan Marka, fez o melhor tempo no treino de qualificação, seguido de perto pelo piloto da WW, Gustavo Oliveira.

Rhuan Marka fez uma largada segura e manteve a liderança. Já Gustavo Oliveira perdeu a segunda posição para seu companheiro de equipe Gelson Neto, mas recuperou logo em seguida. As primeiras voltas do Grande Prêmio foram de pura emoção na disputa pelo terceiro lugar. Três pilotos estavam na disputa. Gelson Neto da WW e Eduardo Augusto e Pedrovisk ambos da equipe Rush.

Após as paradas para troca de pneus os pilotos da Rush, Eduardo e Pedrovisk, continuaram na disputa pela terceira posição. E nessa batalha, melhor para Eduardo Augusto que manteve a posição e foi abrindo durante a corrida.

Como a pista desgasta muito os pneus os pilotos optaram por fazer duas paradas, porém Gelson Neto fez apenas uma parada, pois optou pelos pneus brancos, que são mais lentos, entretanto são mais resistentes. Com isso o piloto recuperou várias posições, quando os demais entram no box.

No final da corrida, Ruan Marka levou a melhor e venceu a segunda seguida no campeonato, seguido por WW Gustavo Oliveira e WW Gelson Neto. Os lideres do campeonato, Rush Leko e Rush Kako Oliveira terminaram na 9ª e 11ª colocação respectivamente, boas posições porque estavam com carros ruins.

Categoria F2 – PC

A F2 foi marcada por estratégias diferentes, pilotos que arriscaram para conseguir mais posições durante a corrida. Fast Lap E-Esports (FLE) Guilherme Irmão largou na primeira posição, seguido pelos lideres do campeonato até o momento, Lucas Almeida e King of Asphalt (KOA) Alexandre Albon.

Logo na largada Lucas Almeida pulou para a primeira posição e deixou Guilherme Irmão ser pressionado por Alexandre Albon. A pressão durou até a volta 5, porque Irmão abriu mais de 1 segundo sobre Albon. Duas voltas depois, o piloto da FLE entrou no box para fazer sua troca de pneus. Uma volta depois entra o safety car, favorecendo os pilotos que não tinham parado ainda.

Os lideres aproveitam e fazem as suas paradas. Após as paradas Guilherme Irmão voltou em quarto, atrás de Albon, Lucas Almeida, e João Belli que não havia parado ainda. Isso fez muita diferença pois na relargada o piloto perdeu duas posições bem rápido.

Volta 18, Lucas Almeida entra no pit para fazer sua ultima parada e Alexandre Albon permanece na pista, assumindo a liderança. Guilherme Irmão já tinha feito a sua parada na volta anterior, então somente Albon dos ponteiros viria para uma estratégia diferente.

O Grande Prêmio estava chegando ao fim e Lucas Almeida estava se aproximando de Albon rapidamente. E na volta 27 o piloto conseguiu fazer a ultrapassagem, pois os pneus de Albon estavam bem desgastados, vencendo mais uma corrida da F2 de PC. Alex Albon terminou em segunda numa bela estratégia e Guilherme Irmão fechou o pódio em terceiro.

Categoria F6 – PC

Na categoria iniciante, a F6, WW Maverick fez a pole, seguindo por André Alves. O destaque da largada vai para MRT Vovô Jorge, porque ele subiu de terceiro para segundo, e Andre Alves que acabou se envolvendo em um incidente e ficou la atrás no pelotão.

E na volta 4 o safety car entrou na pista e ai foi a hora dos pilotos fazerem as suas estratégias. Os lideres WW Maverick e MRT Vovô Jorge optaram por não parar. Cinco voltas depois os dois pilotos aproveitaram o virtual safety car e fizeram a sua parada, pois entenderam que perderiam menos tempo.

A liderança passou a ser disputada por WW Geres e MRT Shyteeke. O piloto da MRT acabou errando e danificou o bico, sendo obrigado a fazer a parada para reparos no carro. Enquanto isso WW Maverick vinha fazendo uma corrida de recuperação e estava na 5ª posição.

Na décima quinta volta, Maverick assumiu a ponta do Grande Prêmio e não largou mais, vencendo a etapa de Abu Dhabi. WW Geres terminou em segundo e Kelvin Junior fechou o pódio.

Categoria F1 PC

O grid para corrida de Abu Dhabi teve como primeiro lugar na qualificação MRA Flávio, seguido por MRT Marques. Ambos os pilotos fizeram uma largada segura e mantiveram suas posições.

Flávio estava tranquilo na liderança e parou na volta 7, enquanto seus adversários Rabaça22 e MRT Marques continuaram na pista, mesmo com os compostos macios que perdem rendimento rápido. O piloto da MRT parou na volta seguinte, mas Rabaça22 continuou na pista e parou somente na volta 10, buscando uma estratégia diferente.

Agora a liderança estava nas mãos de RBL Rudi, pois o piloto largou com os pneus amarelos que duram um pouco mais que os vermelho. Na volta 11 o piloto da RBL parou e colocou os brancos deixando claro que iria apenas para uma parada. Já Rabaça, que viria para uma estratégia também de uma parada, acabou tendo o bico danificado, o que comprometeria sua estratégia.

Volta 19, o líder MRA Flávio fez seu último pitstop. E Marques e Rabaça continuaram na pista. Mas eles foram perdendo rendimento, o que fez MRT Marques parar, porém Rabaça foi até o final e acabou chegando em terceiro.

O vencedor foi o piloto da Machadin Racing Academy, Flávio, seguido por Marques também da Machadin Racing.

Categoria F5 PC

Na categoria F5, Rush Henrique Back e SOS Rodolfo Kitshian foram os destaques da corrida. Henrique Back porque fez uma corrida segura, largou na pole e venceu, Rodolfo largou de último e conseguiu um lugar no pódio.

Na volta 10, Rush Henrique Back liderava após fazer sua parada no box e SOS Rodolfo já estava em terceiro, mas ainda tinha que fazer seu pitstop. O piloto da SOS ficou na pista até a volta 19 com os pneus médios e iria fechar a corrida com os pneus macios.

Quando o piloto da SOS parou, ele voltou na 7ª posição e ai começou a sua batalha pelo pódio. Lá na frente, Rush Henrique Back liderava a corrida com folga, igual a etapa passada, mas dessa vez ele iria fazer diferente.

Volta final, Rush Henrique Back veio tranquilo para cruzar a linha e primeiro, e sim, teve balançadinha antes de ver a bandeira quadriculada. SOS Rodolfo terminou em segundo e SSR Amauri fechou o pódio em terceiro.

Categoria Classics PC

A categoria mais charmosa do grid chegou a Abu Dhabi e teve como o piloto mais rápido na qualificação William Dams, seguido por Fábio Neris. Dams escolheu a Red Bull de 2010, carro que Vettel foi campeão enquanto Neris escolheu a Brawn, carro que Jenson Button foi campeão em 2009.

Neris pulou na frente e assumiu a liderança da corrida, Dams ficou em segundo, até a parada de Neris na volta 13. Duas voltas depois Dams parou e voltou atrás de Neris, mas ficou próximo e a briga pela vitória iria esquentar.

Uma disputa interessante que estava acontecendo era pelo terceiro lugar. KOA Alexandre Albon e FLE Felipe Malheiros ambos de Red Bull 2010 lutavam por esse lugar no pódio.

Na volta 20 a disputa pela liderança continuava a todo vapor, já a pela terceira posição esfriou pois Albon abriu 3 segundos de diferença para Malheiros. Entretanto na volta 27, faltando uma volta para acabar o Grande Prêmio de Abu Dhabi, Albon acabou rodando e Malheiros pegou a terceira posição.

Fábio Neris foi o primeiro piloto a ver a bandeira quadriculada, William Dams terminou em segundo e FLE Felipe Malheiros fechou o pódio.

Categoria F3 PC

A corrida da F3 começou movimentada. A largada foi limpa com os pilotos se respeitando. Mas na volta 3 um incidente fez com que o safety car entrasse na pista, mudando a estratégia de vários pilotos, principalmente aqueles que largaram com os pneus macios.

Na volta 10, os pilotos que estavam de macio e ainda não tinham parado, fizeram o pitstop. E aqueles que pararam no safety car, agora estavam na parte da frente do pelotão. O piloto WW Leo Soares passou a ser o lider, seguido por MRA Edynardo e por WW Bruno Vieira. Detalhe é que Edynardo ainda precisava parar. MRT Aguimito que largou na pole e era o líder, voltou na 6ª posição.

O piloto da MRT vinha ganhando varias posições, porém na volta 12 acabou dando um toque no carro de Bruno Vieira, quebrando o bico e fez o piloto da WW rodar e perder várias posições. Com isso, a corrida ficava boa para Rolnei Kamikaze que optou por fazer apenas uma parada.

Faltando 10 voltas para o fim do Grande Prêmio de Abu Dhabi, Rolnei liderava, seguido por WW Eduardo Reis. MRT Aguimito parou para trocar o bico e voltou na sexta posição. Entretanto na volta 20, Rolnei entrou no box e colocou os pneus macios, deixando a liderança para Eduardo Reis, que pararia uma volta depois devolvendo a ponta da corrida para Rolnei.

No fim, Rolnei Kamikaze venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi, seguido por MRT Aguimito e WW Eduardo Reis, esses foram os três primeiros.

Categoria Extreme PC

Chegamos a categoria mais desafiante, a Extreme PC. A expectativa era que UDI Lucas Yan fosse mais uma vez o vencedor, porque ele está sendo dominante na categoria. O piloto cravou a pole position, um indicativo de que poderia novamente vencer mais uma etapa.

A largada foi limpa, sem incidentes. Lucas Yan se manteve na liderança, FLE Felipe Giro continuou na segunda posição, e FLE Geovane ficou na terceira posição. Os pilotos largaram com os pneus vermelhos e fizeram suas paradas na volta 6. UDI Lucas Yan, voltou em segundo, já que MRT Bernado permaneceu na pista porque estava buscando uma estratégia diferente.

Na volta 8, o safety car entrou na pista. Bom para o piloto da MRT, Bernado, que ainda não havia feito a sua parada e aproveitou para entrar no pit. UDI Lucas Yan voltou a ser o líder da prova, e em segundo FLE Felipe Nunes, mas a corrida poderia ficar boa para o piloto da FLE.

A punição foi paga e Lucas Yan voltou na oitava posição. Mas lá na frente a briga estava entre os pilotos da FLE, Giro, Geovane e Felipe Nunes. Na volta 17 os pilotos fizeram as suas últimas paradas e colocaram os pneus amarelos, porque o pneu vermelho tem um desgaste muito grande na pista de Abu Dhabi.

Drama

Na volta 20 Lucas Yan já estava em quarto, mas a 8 segundos de Felipe Giro. O desempenho do piloto da UDI tinha que ser espetacular para conseguir alcançar Giro e brigar pela vitória, porque os dois lideres da corrida, FLE Lucas Alves e MRT Thiago, fariam mais uma parada. Entretanto, os pilotos preferiam seguir até o fim com esses pneus no Grande Prêmio de Abu Dhabi.

A vitória ficou com FLE Felipe Giro, com uma diferença de 17 segundos sobre o segundo colocado, Lucas Yan, que levou 9 segundos de penalidade. E fechando o pódio ficou o piloto da FLE Felipe Nunes.

A próxima etapa será na semana do dia 16, porque tem feriado e o calendário da Warm Up já previa essa pausa. Mas continue acompanhando os detalhes da competição aqui no nosso site Planeta Velocidade.

Daniel Mendes

Daniel Mendes

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais