Escute a rádio Planeta Velocidade!

Guiga Spinelli e Youssef Haddad ganham posições no Dakar após boa especial em meio a dunas

4 de janeiro de 2021

j

Assessorias de Imprensa

Dupla brasileira faz boa passagem por longo trecho de dunas na Arábia Saudita e projeta seguir subindo na classificação geral dos carros no Dakar

Guiga e Youssef no Dakar 2021 (Magnus Torquato/Fotop/RF1)

Mais de 300 veículos e competidores de 48 países diferentes aceleraram hoje na segunda etapa do Dakar 2021, considerado o mais importante e desafiador do mundo. Nesta segunda-feira (4), na Arábia Saudita, o piloto Guiga Spinelli e o navegador Youssef Haddad, que representam o Brasil na categoria carros, conseguiram um bom desempenho em um longo dia de 450 quilômetros de trechos cronometrados. Competindo com o Mini All4 Racing, da equipe alemã X-raid, a dupla destacou o bom ritmo nesta prova marcada por paisagens típicas de deserto e muitas dunas.

“Hoje foi um dia melhor do que ontem e ficamos satisfeitos com a passagem nas dunas sem problemas. No geral, nós tivemos um ritmo melhor que na abertura, mas novamente tivemos dois pneus furados, como no primeiro dia. A parte boa é que amanhã nós vamos largar um pouco mais à frente. Ainda fora de uma posição de largada confortável, mas melhor do que a de hoje e com isso temos chance de imprimir um ritmo ainda mais forte amanhã no terceiro dia”, diz Guiga, que é patrocinado por BR Distribuidora com a marca Lubrax, iCarros, XP Investimentos, Fairfax Seguradora, Protune, W. Truffi Blindados e Dacar Motorsports.

Guiga e Youssef no Dakar 2021 (Duda Bairros/Fotop/RF1)

O segundo dia de competições do Dakar saiu de Bisha para Wadi Ad-Dawasir, no centro-sul da Arábia Saudita. A dupla brasileira ficou com a 23ª colocação entre os 52 carros após cumprirem 4 horas, 48 minutos e 5 segundos de prova. Guiga e Youssef ficaram 44min51seg atrás do líder na etapa e ocupam o 28º lugar na classificação geral.

“Foi uma especial bem longa e de muita areia mesmo, totalizando 450 quilômetros só de trechos cronometrados com características típicas de deserto no Dakar. Como a gente não largou em uma posição boa, atrás de caminhões e carros mais lentos, tivemos que fazer muitas ultrapassagens no começo da especial. No trecho final da prova, tivemos dois pneus furados e isso nos custou alguns minutos para fazer a troca, mas o saldo foi positivo”, disse Youssef.

A competição seguirá até o dia 15 de janeiro, quando os participantes voltam para a capital Jeddah, justamente a cidade que recebeu a largada do Dakar. Ao todo são 7.646 km de percurso que pilotos e navegadores enfrentam no maior rali do mundo. O Fox Sports 2 exibe um resumo diário do Dakar, sendo o desta segunda-feira programado para 21h30.

Foto destaque Magnus Torquato/Fotop/RF1

Assessorias de Imprensa

Assessorias de Imprensa

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais