Indy: Josef Newgarden vence em ST. Pete, mas Scott Dixon é hexacampeão

26 de outubro de 2020

j

Editores Planeta Velocidade

Newgarden venceu a última etapa da Indy St. Petersburg no último domingo, em meio a um confronto direto com Scott Dixon pelo campeonato da série.

Dixon terminou em terceiro para selar seu sexto campeonato, por apenas 16 pontos sobre Newgarden, campeão da Indy em 2019, após liderar a temporada pela Chip Ganassi Racing Honda. Além de ser campeão, Dixon também ajudou a Honda a vencer o Campeonato de Fabricantes de 2020.

Revisão Brenda Faller
Fotos Indycar

“Nunca é apenas uma coisa ou uma pessoa”, disse Dixon. “Para mim, é o esforço da equipe. Tivemos muitas mudanças na temporada. Crédito Newgarden e a Equipe Penske. Eles pilotaram a última parte da temporada perfeitamente e com muitos pontos, então foi muito bom correr com eles novamente. E sabemos que no próximo ano será o mesmo, mas muito obrigado novamente a todos da equipe.”

Dixon, que venceu quatro vezes nesta temporada, incluindo as três primeiras corridas da temporada, agora está apenas um título atrás do recorde de todos os tempos, o de sete campeonatos, estabelecido pelo lendário AJ Foyt. É o 13° campeonato para a Chip Ganassi Racing e seu segundo nos últimos três anos. Dixon, que conquistou seu título pela última vez em 2018, se tornou o primeiro campeão com 40 anos desde Nigel Mansell, em 1993.

“Bem, seis é bom. Sete é melhor!”, disse Dixon. “Esse vai ser o objetivo, mas é difícil. Como você pode ver na competição, mesmo que você tenha bagunçado um pouco na qualificação, tivemos alguns problemas, neste fim de semana, e simplesmente não conseguimos resolver. Crédito novamente para a equipe e sermos capazes de nos tirar daquele buraco e permanecer consistentes e ter uma corrida tranquila. E foi isso que fizemos.”

Newgarden fez uma corrida impressionante. Largou na oitava posição e na relargada na volta 80, assumiu a ponta, tentando de tudo para vencer seu segundo campeonato consecutivo, mas, infelizmente, o esforço foi em vão, pois Dixon vinha na terceira posição o que lhe garantiu o título.

Alexander Rossi

Clique aqui: Firestone Grand Prix of St. Petersburg resultados

Colton Herta tinha tudo para ganhar a prova, chegou fazendo uma ótima corrida. Sempre próximo de Alexander Rossi, assumiu a ponta, cometeu 2 erros que o colocaram trás do grid, terminando a corrida na 11ª colocação.

Na relargada, Alex Palou assumiu a liderança de Herta, mas Newgarden fez uma manobra ousada e assumiu a liderança na Curva 2, sabendo que ele tinha que fazer tudo ao seu alcance para tentar tirar o título de Dixon.

O piloto da Penske resistiu a mais uma relargada e à imensa pressão de Pato O’Ward, restando 20 voltas garantir sua quarta vitória da temporada. O’Ward terminou em segundo, 4,1409 segundos atrás.

Com a vitória, Newgarden deu continuidade à tendência de vencedores consecutivos nas ruas de São Petersburgo. Desde 2015, a corrida foi vencida consecutivamente por três pilotos. Juan Pablo Montoya venceu a corrida em 2015-16, Sebastien Bourdais venceu em 2017-18 e Newgarden venceu a corrida em 2019-20.

O que Newgarden disse sobre a corrida: “Tínhamos o fluxo da corrida de que precisávamos, mas não foi nada que eles nos deram. Tivemos um dia sólido. Precisávamos ser bastante rápidos. Acho que tínhamos um carro bastante rápido e apenas precisávamos fazer alguns movimentos. Isso é tudo que podíamos fazer para tentar chegar à frente. Nós sobrevivemos a todo mundo e fizemos o que precisávamos fazer. Sabíamos que, chegando a esse ponto, o destino não estava em nossas próprias mãos. Não seríamos capazes de decidir as coisas. Então, nós apenas fizemos o que podíamos e esperamos pelo melhor.”

“Em primeiro lugar, parabéns a Scott e todos os seus mecânicos e a sua equipe. É um grande momento para ganhar seis campeonatos. Tenho certeza que eles estão emocionados. Ele é um grande competidor. Por um lado, não sei realmente o que poderia fazer de diferente este ano. Eu não sei o que eu poderia pedir aos meus mecânicos para fazerem de diferente. Eles eram perfeitos. O mais rápido nos pits durante todo o ano. Estou extremamente orgulhoso de pilotar pela minha equipe.” , respondeu o piloto.

O segundo lugar de O’Ward, mostrou uma forte primeira temporada completa na Indy. O piloto mexicano terminou em quarto lugar na classificação do campeonato, atrás de Dixon, Newgarden e Herta.

Sebastien Bourdais cruzou a linha de chegada em quarto lugar, fazendo apenas sua terceira corrida com a equipe e Ryan Hunter-Reay fechou o TOP 5.

Enquanto isso, Rinus VeeKay, de 20 anos, ganhou facilmente o prêmio de Estreante do Ano. 

O holandês VeeKay não teve um bom dia. Na volta 47, ele colidiu com o novato Scott McLaughlin. O piloto australiano acabou se tocando Marco Andretti e acabou rodando e acertou VeeKay, batendo na frente do carro de McLaughlin.

McLaughlin, que foi apresentado sexta-feira como piloto da Penske, para a temporada 2021, acabou abandonando a prova.  VeeKay perdeu duas voltas e terminou em 15º. VeeKay que anunciou que retornará à Ed Carpenter Racing em 2021.

O único percurso de rua na temporada 2020, resultado da pandemia COVID-19, foi uma corrida dramática do início ao fim, que não foi generosa com os carros mais fortes do mercado.

O australiano Will Power liderou as cinco primeiras voltas, mas um problema de redução de marcha permitiu que Alexander Rossi assumisse a liderança, enquanto desacelerava na volta 6.

Na volta 36, ​​Power, escapou e atingiu a parede, fim de prova para o australiano, que mostrou sua fúria ao sair do carro, arremessando o Hans e suas luvas longe.

Rossi vinha dominando a corrida, liderando quando na volta 70, quando n curva 4, perdeu o controle e bateu na parede interna com a frente e a traseira do carro.

“Acabei de perdê-lo na Curva 3, cara,” disse Rossi, que queria terminar a temporada com quatro pódios consecutivos. “Foi difícil durante todo o fim de semana. Apenas erro humano, extremamente infeliz! Acho que os mecânicos da Andretti foram fenomenais.  Andretti Autosport foi fenomenal durante todo o fim de semana. É a primeira vez que acontece comigo, cair da liderança, não sei o que dizer além de desculpas ao pessoa e voltaremos no próximo ano.”

Problemas também atingiram os companheiros de equipe da Andretti Autosport de Rossi, no final da corrida. Além de Herta, James Hinchcliffe, que estava entre os 5 primeiros perdeu o controle de seu carro na Curva 14 sob bandeira amarela, restando menos de 25 voltas para o fim. 

A Indy retorna em 2021, com o GP de St. Petersburg em 7 de março de 2021.

Editores Planeta Velocidade

Editores Planeta Velocidade

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais