Escute a rádio Planeta Velocidade!

Indy: Na chuva, Newgarden “passa o rodo” e vence corrida 1 em Detroit.

3 de junho de 2019

j

Francisco Brasil

Piloto da Penske deu sorte ao parar logo antes de bandeira amarela.

Após um atraso de quase uma hora devido as condições da pista, a prova já começou antes da bandeira verde. Zack Veach rodou na volta de apresentação e já foi pra último.

A largada foi em amarela e já com a prova reduzida de 75 voltas para 75 minutos. A verde foi dada com os carros em fila indiana já aos 3 minutos do tempo decorrido.

Rossi, o pole, logo abre de Dixon, mas não dura muito tempo, já que aos 5 minutos Matheus Leist bate no muro e chama a amarela.

Relargada com 12 minutos e vemos Power e Pagenaud, que largaram do meio do pelotão, agressivos e vindo pra frente, com a pista melhorando a cada volta. Os estrangeiros da Penske arriscam bastante nas ultrapassagens, dando um verdadeiro show na pista.

Enquanto isso, Ryan Hunter-ray roda e cai de 8° para 15°, enquanto Rossi puxa os 5 primeiros, que se destacam do restante.

Aos 25 minutos, Marco Andretti arrisca e coloca os pneus slick, sofrendo bastante pra se manter longe dos muros, mas a chuva já havia parado e a pista começaria a secar.

Dos ponteiros, Newgarden foi o primeiro a arriscar os pneus de pista seca, logo após Ferrucci, Hunter-Ray e Pitot.

Aí foi o golpe de sorte do americano do carro #2. Ao sair do Pit, Ed Jones bate e chama outra vez a bandeira amarela faltando 42 minutos pro fim, levando quase todo ao pelotão para suas paradas.

Enquanto a sorte sorri pra Newgarden, o Penske de Power que vinha bem teve um revés: a porca da roda dianteira direita não foi fixada e o piloto perde o pneu ainda na pista de saída dos boxes! Baita prejuízo.

Verde novamente a 33 minutos da quadriculada, Newgarden já está na ponta e trás Rossi junto. Logo atrás acontece algo inusitado: Scott Dixon erra e bate no muro quando vinha pela quinta posição. Outra amarela e o primeiro abandono do neozelandês no ano. E com um gosto bem amargo.

A verde volta a ser agitada com 21 minutos pro fim com os mesmos dois primeiros se isolando na luta pela vitória.

A última amarela veio com 15 minutos pro final e, novamente, protagonizada por Leist ( que veio de uma corrida fantástica sob chuva em Indianápolis) que abandonou após isso.

A verde vem em seguida com Newgarden e Rossi na disputa, enquanto o restante do pelotão é capitaneado por Takuma Sato, que fez mais uma ótima corrida.

Completaram o top 5 Félix Rosenqvist, que anda bem apagado, e Hunter-Ray mesmo com todos os contratempos.

E os brasileiros? Bom, vocês devem imaginar… O carro, a equipe e a estratégia não ajudam. Ao tentar tirar “leite de pedra” Leist bateu duas vezes. Tony por sua vez fez o “arroz com feijão” e chegou numa 15° posição que não tem motivos pra ser comemorada. Ambos precisam se mexer, urgente!

E pensa que acabou? Já, já voltamos com o resumo da segunda corrida em Detroit! Fique ligado no Planeta Velocidade.

Fotos indycar.com

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais