Escute a rádio Planeta Velocidade!

Indy: Pagenaud confirma domínio e vence prova morna em Toronto.

15 de julho de 2019

j

Francisco Brasil

Francês da Penske ressurge na briga pelo título após dominar todo o fim de semana nas ruas canadenses, vencendo de ponta a ponta.

A última etapa da Indy viu mais um domínio, mas não tão grande quanto de Alexander Rossi em Road America, que colocou 30 segundos no oponente mais próximo.

Na largada, Will Power estava inspirado, mas para o lado ruim. Vindo numa fase complicada que pode lhe custar a vaga, tentou ultrapassar Graham Rahal e acabou levando os dois pra barreira de proteção, sobrando ainda para Ryan Hunter-ray e Matheus Leist, que não conseguiram desviar, gerando a primeira amarela da prova.

O brasileiro demorou para colocar o carro de volta e acabou perdendo uma volta, o que na atual situação da equipe já é corriqueiro.

Relargada na quinta volta e Pagenaud mantém a ponta, seguido de Dixon. Logo os protagonistas do campeonato assumem a ponta, com Pagenaud, Dixon, Rossi e Newgarden, nessa ordem.

Tony Kanaan até pulou bem, de 22° para 14°, mas o rendimento da foyt o tornou “boi de piranha” e logo foi engolido pelo pelotão.

O meio do pelotão até foi animado, com disputas nas apertadas ruas de Toronto, com toques mais brutos, como o de Santino Ferrucci pra cima de seu companheiro Bourdais, e dos também parceiros de equipe Jordan King em Spencer Pigot.

Com poucas amarelas, a corrida de desenrolou sem tantas diferenças de estratégia, com Pagenaud não sendo efetivamente ameaçado em momento algum.

Faltando 17 pro fim, o motor de Takuma Sato pega fogo, fim de prova pro japonês, mas ele consegue chegar aos boxes e não chama a amarela.

Já na última volta, enquanto Pagenaud conseguia abrir espaço para Dixon usando os retardatários, mesmo tendo pneus mais desgastados. Enquanto isso Power apronta de novo, batendo forte no mesmo ponto da primeira volta e chama a amarela que encerra a prova.

Com isso, Rossi diminui para 4 pontos a diferença no campeonato e Pagenaud e Dixon conseguem um respiro e voltam pra briga.

Os brasileiros mais uma vez tentaram, mas nada podem fazer com o carro que tem, terminando em 17° (Kanaan) e 19° (Leist).

Vale a lembrança que nesse mesmo dia 14/07, a 23 anos atrás, nessa mesma pista, aconteceu o terrível acidente que tirou a vida de Jeff Krosnoff. E antes da bandeira verde tivemos o momento mais emocionante do dia: ver Robert Wickens voltando a guiar um carro 11 meses após quase perder a vida.

E é isso, semana que vem a Indy nos espera em Iowa.

Até lá!

Fotos Twitter/Indycar

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais