Escute a rádio Planeta Velocidade!

MCLAREN ARTURA: PRIMEIRO HÍBRIDO DE SÉRIE DA MARCA BRITÂNICA

17 de fevereiro de 2021

j

Marcio de Luca

Demorou, mas enfim chegou o momento do mundo conhecer o McLaren Artura, novo e badalado modelo da fabricante de Woking, que inaugura uma nova era em sua linha de produtos, sendo este o primeiro modelo híbrido da fabricante.

Este na verdade não é o primeiro carro do tipo da fabricante, efetivamente o primeiro foi o P1 de 2012, porém este é um carro único e diferente disso, o Artura é um modelo de linha que inclusive não tem nem a produção limitada.

Visualmente falando o carro lembra muito os demais modelos da marca, porém as semelhanças param por ai, uma vez que a concepção do Artura é completamente diferente, já que ao invés de ostentar um motor de 8 cilindros na traseira, possui um V6 a 120 graus biturbo de 3.0 Litros capaz de gerar 584 cavalos.

Além do motor a combustão, há uma unidade elétrica acoplada a caixa de transmissão (de 8 velocidades com dupla embreagem) denominado E-Motor, capaz de gerar mais 95 cavalos, dando uma potência combinada da ordem de 680 cv.

Apenas no modo elétrico o Artura tem autonomia de 30 Km (a mesma do P1), o que parece pouco, mas não é, inclusive pois o foco do modelo não é mobilidade puramente elétrica, mas sim desempenho aliado a redução de emissão gases prejudiciais à atmosfera.

O novo carro inaugura a McLaren Carbon Lightweight Architecture (MCLA), que é uma plataforma destina aos modelos híbridos da marca e é composta por um monocoque em fibra de carbono, aliado ao uso de alumínio no restante da “armação” do carro, o que garante uma estrutura com alta rigidez e resistência, mas com um peso bastante reduzido.

Falando em peso, o novo modelo pesa 1.394 Kg (seco), sendo destes 130 Kg dos componentes híbridos (baterias e E-Motor) e 160 Kg do motor a combustão.

Segundo a McLaren, o Artura faz de 0 a 100 Km/h em apenas 3 segundos e é capaz de chegar aos 330 Km/h. Apenas como efeito de comparação, o McLaren Senna, que é de uma outra classe de carro, ainda que ambos sejam superesportivos, faz de 0 a 100 Km/h apenas 0,2 segundo mais rápido e atinge a máxima de 335 Km/h.

No mais, o carro é um daqueles modelos de tirar o fôlego, com desempenho, beleza e conforto comuns aos demais modelos da McLaren, que ao longo dos anos, tem se tornado referência em super esportivos de alto luxo.

Foto: McLaren Cars Limited

Marcio de Luca

Marcio de Luca

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais