NASCAR Cup Series – Kevin Harvick conquista sua nona vitória do ano no Coliseu de Bristol.

20 de setembro de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

A 29° etapa da temporada 2020 da NASCAR Cup Series, principal categoria do automobilismo norte americano, que era também a terceira e última do round of 16 dos playoffs, aconteceu no pequeno oval de ½ milha de Bristol, no estado do Tennessee.

Foto Jared C. Tilton | Getty Images

Conhecido como o último grande Coliseu e a meia milha mais rápida do mundo, Bristol é desafiador por natureza e, sendo assim, se o carro de algum piloto chega intacto ao final de uma batalha prova, isso é sinal de que ele não andou bem.

Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Jared C. Tilton | Getty Images

Ao final desta etapa, 4 dos 16 aspirantes ao título seriam eliminados, enquanto os 12 demais seguiriam para o round of 12.

Kevin Harvick e Brad Keselowski, por vitórias, assim como Denny Hamlin por pontos, já tinham seus passaportes carimbados para a próxima fase, enquanto para Matt DiBenedetto e Ryan Blaney apenas a vitória interessava.

De acordo com o novo regramento de formação de Grid formulado pela NASCAR, o pole position para esta etapa era Brad Keselowski, com o Ford Mustang número 2 da equipe Penske.

Com irregularidades constatadas em seus carros durante a inspeção, Denny Hamlin, Kyle Busch e Erik Jones partem do final do pelotão.

Estágio 1 – 125 voltas

Após as cerimônias tradicionais e a ordem de ligar os motores, a bandeira verde foi finalmente acionada dando início a primeira das 500 voltas.

Sean Gardner | Getty Images

Keselowski se manteve na frente, mas é superado por Kevin Harvick na volta 18.

A bandeira amarela de competição, esperada para a volta 30, foi antecipada após Rick Stenhouse Jr bater forte na mureta interna de proteção, em decorrência de um toque com o heptacampeão Jimmie Johnson.

Vários competidores aproveitaram a oportunidade para buscar os boxes para ajustes, reabastecimento e troca de pneus e a ação foi retomada na volta 41, com Matt DiBenedetto na ponta.

Keselowski reassume a liderança lógo após a relargada e segue assim até ser superado por Chase Elliott na volta 108, enquanto Kyle Busch já aparecia na segunda colocação.

Sem ser superado, Elliott recebe na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória do primeiro estágio da competição, na volta 125.

Estágio 2 – 125 voltas

William Byron eliminado!!
Foto Jared C. Tilton | Getty Images

Kyle Busch volta dos boxes na frente e relarga como ponteiro na volta 137.

Hamlin acerta em cheio a traseira do carro de Truex na volta 217, mas não provoca a necessidade de uma intervenção. Já a amarela, enfim, aconteceu na volta 233, quando William Byron bate forte na traseira do carro de Christopher Bell, após ambos terem sido atrapalhados por Joey Gase, que era retardatário.

Os pilotos voltam aos boxes e o pano verde reaparece na volta 242. Porém no giro 250, Ryan Newman roda na pista e causa nova bandeira amarela, encerrando assim o segundo segmento da prova, com vitória de Kyle Busch.

Estágio Final – 250 voltas

A verde acontece na volta 261, com os mesmos posicionamentos, mas Harvick se aproxima e supera Busch para se tornar novamente o ponteiro.

Com a perda da direção hidráulica de seu carro, Keselowski fica lento, perde várias posições e, ao fim, é obrigado a ir para a garagem na volta 315.

Foto Jared C. Tilton | Getty Images

As paradas começaram a ocorrer sob bandeira verde na volta 374. Nesse momento, quando Harvick freou para entrar nos boxes, Austin Dillon desviou e levou ao muro James Davison, provocando nova intervenção na volta 407.

Os ponteiros voltam aos boxes e a prova é retomada no giro 419, com apenas 6 carros na volta do líder. Inicia-se então um belo duelo entre Harvick e Kyle Busch, com direito a inversão de posições nas voltas 459 e 469.

Resistindo bravamente a pressão do atual campeão, Kevin Harvick cruza na frente a linha de chegada para vencer a etapa de Bristol e faturar nada menos que a sua nona vitória na temporada.

No segundo posto atingiu a meta Kyle Busch, ainda sem vitórias neste ano e, no terceiro posto, fechando o top 3, concluiu a prova Erik Jones.

Foto Jared C. Tilton | Getty Images

O novato Tyler Reddick completou a prova na quarta colocação.

Em entrevista dada ao fim da prova, agradecendo ao público que restou presente nesta etapa, Harvick afirmou que:

“Cara, só quero agradecer a todos os fãs. Eu estava tão empolgado quando começamos esta corrida por causa de vocês e do Bristol Motor Speedway.”

“Para vencer Kyle Busch em Bristol, eu meio que me arrisquei. Eu bati em um carro e fiz um buraco no lado direito, mas continuei lutando. Não temos mais nada a perder. Estávamos aqui para tentar ganhar uma corrida. Eu sei o quanto Rodney (Childers) realmente gosta de vir aqui e, inferno, como você pode não gostar de vir aqui com todo esse entusiasmo? Todo mundo está cansado de ficar em casa.”

Da mesma forma, Kyle Busch declarou que:

“Eu simplesmente não tive o suficiente lá no final. Os carros rodados foram definitivamente um problema. Simplesmente não havia espaço para eu fazer o que eu precisava fazer para ultrapassá-lo. O que posso dizer?”

Com este resultado, a classificação para do round of 12 dos playoffs se estabeleceu da seguinte forma:

01 – Kevin Harvick – 3.067 pontos;
02 – Denny Hamlin – 3.048 pontos;
03 – Brad Keselowski – 3.035 pontos;
04 – Joey Logano – 3.022 pontos;
05 – Chase Elliott – 3.021 pontos;
06 – Martin Truex Jr. – 3.016 pontos;
07 – Alex Bowman  – 3.009 pontos;
08 – Austin Dillon – 3.005 pontos;
09 – Aric Almirola – 3005 pontos;
10 – Kyle Busch – 3.004 pontos;
11 – Clint Bowyer – 3.004 pontos;
12 – Kurt Busch – 3.001 pontos.

Opinião Alex Leonello

Como não amar o pequeno oval de Bristol que, neste ano, apareceu em 3 oportunidades distintas, inclusive para a inédita realização da prova comemorativa da All Star Race, comumente realizada em Charlotte.

O clima de definição e eliminação do round of 16 dos playoffs tornou este Coliseu um campo de batalhas ainda bem mais interessante, visto que para alguns aspirantes ao título, como DiBenedetto e Blaney, vencer era questão de obrigação para avançar na disputa.

Mas a vitória não veio e a eliminação dos playoffs por parte de ambos foi inevitável, levando com eles também o novato Cole Custer e, ainda, William Byron.

Quanto a prova em si, é fato que a expectativa superou em muito a realidade.

O clima de decisão fez com que boa parte dos pilotos se comportassem mais que o de costume, exceto Harvick e Kyle Busch, que apostaram tudo até o final.

Os poucos acidentes proporcionaram trechos longos de prova que, com o início das paradas sob bandeira verde, fizeram vários competidores perder voltas com relação ao líder.

Com a vinda da última amarela, apenas 6 carros permaneceram firmes na disputa, sendo que os demais com 2 ou mais giros de atraso, não conseguiram recuperar o espaço perdido com a realização do wave around.

Elliott e Logano que prometiam aparecer no final foram também prejudicados.

Quanto ao vencedor, Kevin Harvick, em que pese o fato da categoria não permitir conclusões precipitadas, este se mostra cada vez mais candidato ao título da temporada, com um excelente desempenho que o levou a nada menos que 9 triunfos apenas neste ano.

Foi-se o round of 16 e uma nova fase dos playoffs, com mais 3 provas acaba de ser aberta com apenas 12 finalistas no páreo.

Se é para apostar em um vencedor que seja em grande estilo e no local certo.

Assim, a próxima etapa acontece justamente Las Vegas, a cidade dos jogos e do pecado.

Caso mesmo é deixar de acompanhar quem vai quebrar a banca e avançar para o round of 8?

Opinião Francisco Brasil

Já foram 4, faltam 12. Uma pena para Byron que estava sólido na prova e acabou perdendo a chance de avançar nos playoffs por conta de um acidente.

Já Matt DiBenedetto e Cole Custer fizeram um bom trabalho, tendo em vista que o primeiro faz uma ótima temporada com a mediana Wood Brothers. Custer tem bom equipamento, mas temos que lembrar que é novato e, chegar aos playoffs e por vitória, já foi um feito.

Agora a decepção foi Ryan Blaney, que viu seus companheiros já entrarem em campo classificados, Keselowski com vitória e Logano em pontos. Blaney fez um playoff ruim e tem que se recuperar, pois Austin Cindric está aí, de olho nessa vaga.

Opinião Lorenzo Francez

Ah, o que dizer da última etapa da primeira fase dos Playoffs? Simplesmente fantástica, ainda mais num cenário icônico como o oval de Bristol.

Kevin Harvick e Kyle Busch nos apresentaram uma grande performance, de pilotos campeões que são. Kevin Harvick em busca de sua 9ª vitória na temporada e Kyle Busch em busca de sua 1º vitória na temporada e 9ª vitória em Bristol.
Mas prevaleceu quem está numa temporada impecável, Harvick conseguiu segurar a pressão de Kyle Busch e vencer mais uma na temporada.

Agora vamos entrar na segunda fase dos playoffs, 12 pilotos que vão começar a disputar em Las Vegas, cidade que é famosa pelos seus shows e esperamos que os pilotos na pista deem show em mais uma grande corrida.

A próxima etapa da NASCAR Cup Series acontecerá no dia 27/09, no oval de 1,5 milha de Las Vegas, que se situa no estado de Nevada.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais