Escute a rádio Planeta Velocidade!

NASCAR – Kyle Larson é punido por falar palavra proibida

13 de abril de 2020

j

Francisco Brasil

 O assunto que toma conta do universo da NASCAR nesse início de semana tem como protagonista o piloto do Camaro #42 da Chip Ganassi Kyle Larson.

Revisão Alex Leonello

DAYTONA BEACH, FL – FEBRUARY 10: Kyle Larson, driver of the #42 Credit One Bank Chevrolet, practices for the Monster Energy NASCAR Cup Series Daytona 500 at Daytona International Speedway on February 10, 2018 in Daytona Beach, Florida. (Photo by Jared C. Tilton/Getty Images)

 Durante uma partida virtual de NASCAR feita no circuito de Monza, Larson soltou a palavra  “nigga” que, nos EUA, seria de extremo preconceito e ofensiva vindo de alguém fora da comunidade afrodescendente, tanto que a mídia trata o assunto como “N word“.

 Isso se dá pois, na época da escravidão na América do Norte, era com essa palavra que os escravos eram tratados pelos então “donos” (nota: esse editor não conseguiu outra palavra publicável para definir quem acha que tem poder sobre outra vida). Hoje, essa expressão só é aceita entre os próprios negros.

 Por esse motivo, que inclusive está previsto no regulamento de ética da NASCAR, Larson foi suspenso por tempo indeterminado pela NASCAR e sem pagamento por sua equipe, além de todo os ataques que vem sofrendo pela internet.

 Esse é o segundo caso de problemas de piloto em ambiente virtual. Há alguns dias, Bubba Wallace se irritou durante uma partida, saiu do jogo menosprezando o mesmo e perdeu um patrocinador.

 Nós do Planeta Velocidade não estamos julgando o piloto, até porque a acusação recaída sobre ele tem um cunho cultural nos Estados Unidos.

 Contudo, a grande questão é a que as redes de TV encarregadas das emissoras ainda têm a possibilidade de editar ou não divulgar os áudios captados dos rádios existentes entre os pilotos e as equipes, o que não acontece no automobilismo virtual.

 Bom senso e princípios são elementos básicos a serem exigidos de pilotos, equipes e patrocinadores, uma vez que a NASCAR sempre foi e se mostrou como um evento festivo e destinado às famílias, como ratificado no comunicado da categoria a seguir:

 O piloto da Chip Ganassi Racing, Kyle Larson, foi suspenso indefinidamente da NASCAR após o uso de uma injúria racial em uma transmissão ao vivo durante um evento do iRacing na noite de domingo.

 A penalidade comportamental emitida pela NASCAR na segunda-feira citou as Seções 12.1 (Procedimentos Gerais) e 12.8 (Diretrizes de Conduta dos Membros da NASCAR) do Livro de Regras oficial. Larson também deve participar de um treinamento de sensibilidade, conforme indicado pela NASCAR.

https://twitter.com/NASCAR

 “A NASCAR fez da diversidade e da inclusão uma prioridade e não tolerará o tipo de idioma usado por Kyle Larson durante o evento iRacing de domingo”, dizia uma declaração da NASCAR. “Nossas diretrizes de conduta dos membros são claras a esse respeito, e as aplicaremos para manter um ambiente inclusivo para toda a nossa indústria e base de fãs.”

 Na segunda-feira, oficiais da Chip Ganassi Racing disseram em comunicado que Larson havia sido suspenso sem pagamento.

https://twitter.com/CGRTeams

 “Estamos extremamente desapontados com o que Kyle disse na noite passada durante um evento de corrida”, dizia uma declaração da Chip Ganassi Racing. “As palavras que ele escolheu usar são ofensivas e inaceitáveis. A partir deste momento, suspenderemos Kyle sem remuneração, enquanto trabalhamos nessa situação com todas as partes apropriadas. ”

 A seção 12.8.1.e no livro de regras da NASCAR declara:

 “Ações dos membros que podem resultar em suspensão ou rescisão multa e / ou indefinida:

 Declaração pública e / ou comunicação que critique, ridicularize ou deprecie outra pessoa com base na raça, cor, credo, origem nacional, sexo, orientação sexual, estado civil, religião, idade ou condição de deficiência dessa pessoa.”

Que fique claro que o PLANETA VELOCIDADE repudia e abomina qualquer espécie de preconceito, seja ele qual for.

Atualização: o piloto fez um vídeo em suas redes sociais se desculpando, conforme abaixo:

Foto destaque Brian Lawdermilk/Getty Images

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais