Escute a rádio Planeta Velocidade!

NASCAR: PRIMEIROS PASSOS DADOS PARA USO DE PNEUS DE CHUVA EM OVAIS

2 de abril de 2021

j

Marcos Amaral

Ontem em Martinsville, Chris Buescher e Kyle Larson realizaram os testes com pneus de chuva para, quem sabe futuramente, serem usados em ovais curtos.

Colaboração Francisco Brasil

Como foi dito no texto anterior, esse teste é apenas para pista úmidas, e não com chuva intensa, ou seja, os carros poderam ir para a pista após os Air titans, já terem tirado o excesso de água, e não precisaremos mais esperar a pista secar totalmente para termos corridas, mas só bserá adotado – se aprovado – apenas em ovais curtos. 

Palavras como “positivo” e “promissor” foram usadas ​​pelo vice-presidente sênior de inovação em corridas da NASCAR, John Probst, quando a sessão chegou ao fim. O teste, disse ele, não foi um ponto de definição para um verdadeiro sim ou não em avançar com pneus para chuva em pistas ovais mais curtas em certas condições, mas foi fundamental para reunir dados e feedback para uma avaliação posterior.

“Estamos em avaliação agora”, disse Probst na tarde de quinta, 01/04. “Eu diria que poderíamos ter vindo aqui e ter sofrido um desastre completo e saído dizendo, ‘não, isso não pode ser feito.’ Acho que o que aprendemos foi positivo, com certeza. Acho que só precisamos de um pouco de tempo para analisar todos os dados e descobrir quais são as próximas etapas [de desenvolvimento]. Eu diria que continuamos a jornada, e isso parece positivo por enquanto. Eu sinto que todos os envolvidos sentiram que foi um teste muito positivo, mas ainda é recente e certamente um primeiro passo muito, muito bom.”

O teste culminou em uma semana agitada na pista que se transformou em um fim de semana ocioso no calendário de corridas. A NASCAR Cup Series e a Camping World Truck Series realizaram corridas na segunda-feira no layout de terra de Bristol após um fim de semana de condições chuvosas, e os oficiais chegaram na terça-feira a Martinsville para dois dias de testes com o carro Next Gen da Cup Series para 2022.

O teste de ontem, anunciado pela NASCAR, reuniu a equipe Roush, de Chris Buescher no carro #17 e a equipe Hendrick Motorsports, de Larson do carro #5, para experimentar uma série de ajustes de pneus diferentes em pavimento úmido. Steve O’Donnell, vice-presidente executivo e diretor de desenvolvimento de corridas da NASCAR,  disse quarta-feira (31/03) que o objetivo do teste era explorar maneiras de voltar às corridas mais cedo e acelerar o processo de secagem.

Depois de um shakedown inicial dos dois carros no seco, um caminhão de água encharcou a pista de 0,526 milhas enquanto as equipes trocavam entre slicks e pneus para chuva, que são usados para os mistos e diferentes compostos específicos da Goodyear que eram riscados.

“Tínhamos alguns compostos de Sonoma e, na verdade, alguns compostos para  Martinsville que foram esculpidos no perfil da banda de rodagem que prevíamos que o pneu de 18 polegadas (para o carro Next Gen) seria moldado”, disse Probst. “Portanto, testamos diferentes compostos e diferentes layouts de piso. Como eu disse, ainda temos muitos dados para analisar, mas a única coisa que está bem clara é que qualquer um dos passos ou uma mancha parece secar a pista muito mais rápido.

“Precisamos analisar o feedback do piloto e alguns dados de fricção para tirar conclusões concretas com respeito às bandas de rodagem e compostos, mas eu diria que, em geral, os pneus de chuva que temos hoje funcionaram muito bem. Se decidirmos que esta opção é viável para nós este ano, esse é o candidato mais provável apenas porque os temos e são aqueles que existem hoje. Por enquanto, parece muito positivo, mas eu reclamo tudo, pois temos muitos dados para analisar.”

Além dos dados e observações, Probst disse que os oficiais da competição também vão pesar as contribuições dos pilotos e das equipes antes de decidir os próximos passos.

“Eu realmente não tenho muita experiência em tempo úmido, então foi legal descobrir isso”, disse Larson. “Honestamente, não pilotei de maneira diferente. Você ainda pode desacelerar bem, virar bem. O drive-off era fácil para girar os pneus, mas fora isso, era meio divertido achar a aderência ao longo das partes onde começaria a secar. Então foi muito divertido e sim, acho que eles têm um produto muito bom com o qual poderíamos, honestamente, começar a correr imediatamente se precisássemos nessas pistas curtas.”

Probst disse: “Em primeiro lugar, obrigado a esses pilotos por terem arranjado tempo para fazer o teste. Estamos entrando em um fim de semana de folga, então certamente os pilotos da Hendrick Motorsports e Roush Fenway Racing e suas equipes, esta é uma semana em que muitos pilotos estão ansiosos para passar algum tempo longe, e eles foram legais o suficiente para trabalhar conosco através deste projeto. Feedback muito positivo e muito semelhante de ambos os pilotos. Definitivamente poderia sentir as diferenças no que colocamos no carro para eles. Acho que, em geral, eles – como todo mundo lá – ficaram agradavelmente surpresos com o que pode ser feito em uma pista molhada.”

Probst mencionou, porém, o tempo necessário para a Goodyear fabricar pneus de chuva suficientes para todas as equipes, além do período de avaliação dos comissários de competição. Como os pneus de chuva se encaixam nos procedimentos de corrida – se os oficiais ordenaram largadas em chuva ou deixariam as opções de pneus para as equipes – também precisaria ser determinado.

“É certamente ambicioso”, disse Probst. “…Não vou dizer que é impossível, mas há muitos dados que precisamos analisar. Precisamos não apenas ver se isso pode ser feito, mas quais trilhas estão à frente, e há um monte de variáveis ​​diferentes que são trazidas para a mistura, incluindo o clima… Eu não diria não, mas certamente não nos inscreveria para isso – ainda.”

Vamos aguardar os próximos testes, mas sabemos que tudo que é feito pela NASCAR, tende a dar certo. E seria um atrativo sensacional para os Fãs.

E o Planeta Velocidade estará acompanhando tudo para trazer as melhores informações para vocês.

Fotos NASCAR.com

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais