NASCAR Cup Series – Denny Hamlin domina e vence em Homestead.

15 de junho de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Em ritmo de recuperação do tempo perdido por conta da Pandemia que nos atingiu, a principal categoria do automobilismo norte americano chegou em Miami, no estado da Flórida, para a disputa da 12° etapa de sua fase regular no circuito oval de 1,5 milha de Homestead.

twitter.com/JimmieJohnson

Texto Alex Leonello Teixeira
Revisão Francisco Brasil
Fotos Chris Graythen – Michael Reaves | Getty Images

Até o final da temporada passada, este circuito era o palco da grande final das três principais categorias da NASCAR, sendo fato que, a partir deste ano de 2020, os mesmos serão decididos em Phoenix, no Arizona.

Sendo um circuito extremamente veloz e que permite a utilização de vários traçados diferentes, a prova prometia muitas surpresas e disputas acirradas.

Mas quem conquistou o direito de partir da posição de honra no grid de largada foi Denny Hamlin, com seu Toyota Camry n° 11 da equipe de Joe Gibbs que já lhe rendeu 2 vitórias nesta temporada.

Diferentemente das provas anteriores, ocorridas após o início da Pandemia, para esta etapa, cerca de 1.000 militares foram convidados para assistí-la.

Como tem acontecido ultimamente, as chances de chuva para esta etapa eram reais, o que movimentaria os pilotos ainda mais para o pelotão da frente, ante o risco de encerramento prematuro da disputa.

Vale dizer, a título de curiosidade, que Austin Dillon, no dia 13/06, se tornou pai e, ainda assim, estava na pista.

Estágio 1 – 80 voltas

Cumpridas as devidas formalidades preparatórias, os carros sequer chegaram a se movimentar, uma vez que a chuva antecipou-se e a pista foi perdida, obrigando a organização da NASCAR atrasar a largada para a secagem da mesma.

Depois de mais de uma hora de espera, e ainda sob o risco de chuva, o pano verde foi finalmente agitado na pista e Joey Logano assume a primeira colocação já na largada.

Mas a bandeira amarela é agitada logo na volta 4, em função dos raios que ocorriam nas proximidades do circuito.

Esta bandeira transformou-se em vermelha na volta 6, por precaução e com previsão de pelo menos 30 minutos de espera, conforme os procedimentos da categoria.

Depois de nova espera longa, os pilotos voltaram aos carros, mas a incidência de raios voltou a acontecer, abortando a relargada.

Com mais de 3 horas de atraso com relação ao horário inicial previsto para a largada, os carros foram colocados novamente em movimento e a relargada se deu finalmente na volta 9, recheada de disputas pelas mais diversas posições.

Raios voltam a paralisar a prova

Na volta 21, Ryan Newman, com um furo no pneu traseiros direito, roda na pista e provoca a primeira bandeira amarela da prova que, por sua vez, substituição a de competição que estava prevista para a volta 25.

Com isso, os pilotos buscaram os boxes para ajustes, avaliações, reabastecimento e troca de pneus. Na volta 30, Chase Elliott completa a ultrapassagem sobre Logano para se tornar o novo líder da prova.

A esta altura, o jovem Tyler Reddick, bicampeão da Xfinity Series que largou na 24° posição, já aparecia firme no segundo posto.

Outra bandeira amarela foi acionada na volta 32 e, para o desespero geral, mais uma vez por conta dos raios próximos à pista.

A bandeira vermelha foi deflagrada novamente na volta 34, interrompendo uma prova que até então havia sido eletrizante.

Passado o período de segurança, os carros voltam a se movimentar e vários pilotos buscam os pits, onde vários toques ocorreram entre Kevin Harvick, Matt DiBenedetto, Joey Logano e Quin Houff.

Pouco depois da retomada da prova, que se deu na volta 37, Ryan Blaney supera Elliott em uma intensa disputa, para se tornar o ponteiro.

As disputas na pista eram muitas, e Hamlin se aproxima de Blaney para concluir a ultrapassagem e recuperar a liderança na volta 76.

Sem ser novamente superado, Denny Hamlin recebe na frente a Bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória no primeiro segmento da prova.

Estágio 2 – 80 voltas

Na relargada, Chase Elliott assume a ponta, mas logo é superado por Ryan Blaney.

Ryan Newman inicia o ciclo de paradas sob bandeira verde na volta 119, onde, ao final dela, o líder voltou a ser Denny Hamlin.

Abrindo grande vantagem para os demais e deixando as disputas para as demais posições, Hamlin atinge na frente a linha de meta e fatura o segundo estágio da competição.

Estágio Final – 87 voltas

Na volta 171 a bandeira amarela foi novamente acionada, pois, que Joey Logano e Ryan Newman se tocaram na pista.

Hamlin e Blaney iniciam um belo duelo pela primeira posição na volta 194 e, com isso, quem chega para a briga é Chase Elliott.

Com um pneu furado, Kevin Harvick é obrigado a entrar nos pits na volta 209, sendo que o mesmo aconteceu com Chris Buescher, duas voltas depois.

Após o final do ciclo de paradas, o ponteiro era Chase Elliott, mas Hamlin o ultrapassa novamente a 29 voltas do fim.

Sem sem superado pelos demais, Denny Hamlin recebe na frente a bandeira quadriculada para vencer a etapa de Homestead e conquistar seu terceiro triunfo na temporada. Na segunda colocação, conclui a prova Chase Elliott e, em terceiro, completando o top 3, atingiu a linha de meta Ryan Blaney.

Palavra do vencedor

Em entrevista dada após a corrida, Hamlin declarou que:

“Aprontamos o nosso carro muito bem. Tínhamos um carro forte o dia todo e fomos capazes de contornar Chase (Elliott) no final. Este Camry é realmente especial”.

E continuou: “Eu sabia que se fosse paciente, usasse o ritmo que desejava e me sentisse confortável, seria difícil me vencer nos long runs”.

Opinião Alex Leonello

Depois de várias finais disputadas em Atlanta, a NASCAR, em 2001 o fez em New Hempshire e, a partir de 2002, escolheu este oval de Homestead Miami como palco de suas principais decisões.

Esta formatação durou até o final da temporada de 2019, quando Kyle Busch conquistou seu segundo título.

Embora saibamos que a partir deste ano de 2020 as finais das 3 principais categorias da NASCAR ocorrerão em Phoenix, como já mencionado, não poderíamos afastar a beleza e a emoção que Homestead sempre proporciona.

E não foi diferente, uma vez que a prova foi bem movimentado durante todo o tempo, em que pese a insistência dos fenômenos meteorológicos que sempre insistiam em atrasar o seu início efetivo.

Note-se que, embora muito disputada, está foi uma prova de poucas bandeiras amarelas. Mas o dia era mesmo de Denny Hamlin, que dominou a etapa, conquistou ambos os segmentos e, ao fim, levou para casa a sua terceira vitória na temporada.

Chamo a atenção pelo brilhante trabalho que fez mais uma vez Tyler Reddick, mostrando que tem preparo, maturidade e experiência bastante superiores àquelas esperadas para a sua idade, conquistando, ao final, a quarta posição, seu melhor resultado nas suas singelas 14 aparições na Cup Series.

Prova boa, em que pese o aguardo de cerca de 7 horas totais, por conta das condições climáticas adversas.

Opinião Francisco Brasil

Hamlin tinha o melhor carro e soube aproveitar isso, ao contrário dos seus companheiros. Truex que sempre é favorito nesse tipo de pista, simplesmente sumiu. Kyle Busch ainda arrancou um top 10, mas protocolar, diferente de sua aparição na Truck Series.

O destaque mesmo foram os jovens pilotos. Reddick mais uma vez deu show, como nas duas finais da Xfinity Series vencidas por ele. Blaney também foi extremamente combativo, assim como Bubba Wallace, que novamente encostou no top 10, finalizando em 13°.

Agora que corrida pífia de Joey Logano e Jimmie Johnson. Os toques recebidos nos boxes tiraram todo o rendimento do #22, enquanto JJ parecia nem promessa de carro bom teve, ainda mais comparado com seus parceiros que figuravam no top 10.

Kevin Harvick é outro que precisa abrir o olho, pois já é a segunda corrida seguida que o piloto do #4 termina fora dos 10 primeiros, sendo sua regularidade o principal motivo para ainda ser líder da tabela.

Opinião Marcos Amaral

Realmente Homestead é o palco de grandes disputas. Teve carros na pista, aí para por causa de raios, volta para pista, volta para os Pits, vai de novo e volta para os Pits. E nós amantes desta categoria ali, firmes e fortes, acompanhando tudo. Até que um arco-íris se forma e traz a calmaria, e como diz o ditado: “Depois da tempestade, vem a bonança”, e no lugar da “bonança”, veio uma “prova fantástica”.

Hoje vou fazer diferente, vamos analisar alguns pilotos:

Denny Hamlin

Fez uma prova extremamente regular, algo que não víamos desde o retorno das corridas. Faturou tudo que podia na corrida – os dois segmentos e a prova – e ainda protagonizou uma grande batalha com Ryan Blaney.

Kyle Busch

E por falar em Joe Gibbs, nosso tão aclamado Kyle Busch não está com muita sorte nessa temporada, ainda não conseguiu nenhuma vitória. E conversando entre nossa equipe, o Francisco mencionou que “seus companheiros já venceram, sendo Hamlin 3 vezes, Martin Truex 2 vezes e Jones 1 vez no Duels”, já o Alex complementou que “o Jones é o mais novo dentre eles e o Buschinho é o atual campeão”.

Então amigos, conhecendo a fera do Toyota #18, deve estar muito bravo debaixo do capacete.

Ryan Blaney

Fez uma prova muito boa também. E não foi somente nesta prova que ele veio bem, em Martinsville deu trabalho para seus companheiros de equipe.

Joey Logano

Falando em Penske, Joey Logano não achou um bom acerto para seu carro e foi muito mal. No início veio até bem, mas devido a todas aquelas paradas por causa da chuva, pode ser que seu carro não um tipo de acerto apropriado, pois estava sol e calor quando tivemos a prova da Xfinity, e o tempo mudou bruscamente. E todos sabemos que o clima influi muito nos acertos dos carros, e desta vez Logano foi a vítima.

Tyler Reddick

O jovem piloto Tyler Reddick fez a melhor prova nesta temporada, chegando na quarta posição. É algo muito importante para sua carreira, já que acabou de subir da Xfinity e está juntos aos pilotos de ponta, cometendo poucos erros, fazendo seus pits certinhos, mostrando que vai dar trabalho mais a frente. Muito bom garoto, tem que se arriscar e ir para as cabeças se quer ser um grande piloto!

Acho que é isso meus amigos. Na minha opinião, os pilotos que se destacaram – positivamente e não digo negativamente, mas que não tiveram boa performance – foram esses que citei.

Até uma próxima oportunidade

A próxima etapa da NASCAR Cup Series ocorrerá no dia 21/06, no amado e mítico superspeedway de 2,66 milhas de Talladega, no estado do Alabama.

twitter/TalladegaSuperS

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais