NASCAR Cup Series – Após se recuperar de uma punição, Truex supera com folga trio da Penske e vence em Martinsville

11 de junho de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Buscando recuperar o tempo perdido no campeonato, em função da grave pandemia que nos assola, a principal categoria do automobilismo norte americano. No dia 10/06, em plena quarta-feira, chega ao pequeno oval de Martinsville, também conhecido como o clip de papel, no estado da Virgínia. Para a disputa de sua décima primeira etapa da fase regular.

Revisão Francisco Brasil
Foto destaque Jared C. Tilton | Getty Images

A disputa pelo campeonato vem começando a se acirrar e pilotos de renome, como Kyle Busch e Martin Truex Jr, ainda não venceram nesta temporada.

Mas quem conquistou chance de partir na posição de honra no grid de largada foi o piloto do Ford Mustang n° 12 da equipe Penske, Ryan Blaney.

NASCAR Cup Series – Estágio 1 – 130 voltas

Logo que a bandeira verde foi acionada, Aric Almirola assume a primeira colocação. Mas volta 3 já surge a primeira bandeira amarela, por conta de um estouro de pneu do Chevy Camaro de Austin Dillon.

Joey Logano, na volta 21, ultrapassa Almirola para se tornar o novo líder. Ao mesmo tempo em que os demais pilotos se enfrentavam pelas posições intermediárias.

O ritmo de prova era tão forte que pilotos que andaram na frente chegaram a perder uma volta com relação ao líder. Como foi o caso de Aric Almirola, Kyle Busch e Denny Hamlin.

Como vem sendo de costume, na volta 60 aconteceu uma bandeira amarela de competição. Após a retomada da corrida, na volta 113 uma nova bandeira amarela foi acionada, em função de problemas no carro de Timmy Hill (66), no interior dos pits.

Com as paradas nos boxes, Corey Lajoie passa a ser o novo líder, mas logo é superado por Logano na relargada.

Com isso, Joey Logano, soberano até então, cruza na frente a linha de chegada para vencer o primeiro segmento da prova.

NASCAR Cup Series – Estágio 2 – 130 voltas

Enquanto as paradas acontecem, Martin Truex Jr é punido na entrada dos boxes, ao entrar por cima da área designada como cone.

A relargada surge e Logano reassume a ponta, mas na volta 202 foi a vez do heptacampeão Jimmie Johnson assumir a ponta. E, sem perdê-la, receber na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória do segundo estágio bem tranquilo da competição.

Truex consegue o free pass e retorna a briga.

NASCAR Cup Series – Estágio Final – 240 voltas

Já na relargada para o trecho final de prova, mas depois de uma intensa disputa, Ryan Blaney assume a liderança.

Na volta 327, David Star roda na pista, depois de um bump de Erik Jones, e provoca mais uma bandeira amarela.

Joey Logano relarga na primeira posição, mas depois de uma intensa disputa interna da equipe Penske. Brad Keselowski supera Logano e se torna líder, na volta 364. Mas não dura muito, uma vez que Martin Truex Jr o ultrapassa na volta 370 e se torna o novo líder.

Na volta 397, Quin Houff roda na pista e provoca mais uma neutralização da prova, onde os pilotos aproveitaram a oportunidade para a irem aos boxes.

Apesar das movimentações, Truex se mantém na ponta e segura bem sua condição de líder na relargada.

Abrindo grande diferença para os demais, Martin Truex Jr. cruza na frente a linha de meta para vencer a etapa de Martinsville e conquistar sua primeira vitória na temporada.

No segundo posto concluiu a etapa Ryan Blaney e, em terceiro, fechando o top 3, tivemos Brad Keselowski.

Como tradição desde o ano de 1964, o vencedor levou para casa o grande e belíssimo relógio carrilhão (grandfather clock) que serve como troféu da etapa.

Com a palavra, o vencedor

Em entrevista dada após o final da corrida, Truex disse o seguinte:

“Trabalhamos por muito tempo para conseguir a vitória nessa pista, com muito empenho”.

“Nos últimos dois anos fomos fortes; 2018 foi de partir o coração. Ano passado e esse ano partimos para vitória. Tiro o chapéu para esses caras”.

Opinião Alex Leonello

Em que pese ser tão curta como o Coliseu de Bristol, no Tennessee, Martinsville possui características de pista completamente diferentes e mais se assemelha a um clip de papel, como já mencionado acima.

Embora diferente, a emoção que ele nos traz é tão vibrante quanto Bristol e só se poderia esperar uma grande prova.

Enfim, depois de um grande período de espera, Martin Truex Jr. finalmente conquista sua primeira vitória na temporada, se garantindo nos playoffs e deixando o problema para os demais.

Pode-se dizer que foi um trabalho incrível, em uma prova onde tudo indicava que seria conquistada por um dos 3 pilotos da Penske, com destaque para Joey Logano.

Como se tudo não bastasse, todos os companheiros de Truex na equipe de Joe Gibbs tiveram atuações medianas, o que valoriza ainda mais o trabalho do piloto campeão do ano de 2017.

Mas a emoção da NASCAR, em ritmo de recuperação do tempo perdido, não se demora a acelerar nas pistas e, desta vez, em Miami, o oval de Homestead que, até o ano passado sediava as finais da categoria, será o próximo palco da disputa deste campeonato ainda tão indefinido.

Opinião Francisco Brasil

Martinsville geralmente é marcada por excesso de toques e bandeiras amarelas, mas os pilotos estavam estranhamente calmos nessa quarta.

De qualquer forma, a recuperação de Truex foi exemplar, mesmo ele sendo o piloto da Gibbs que menos sofreu. Falando nisso, alguém sabe se Hamlin já terminou a prova?

Vale destacar a atuação de Bubba Wallace. Independentemente das questões fora da pista, o piloto do #43 teve uma atuação sólida e só não terminou no top 10 (foi 11°) devido a disputa ser com, nada mais, nada menos, que Jimmie Johnson.

Falando no heptacampeão, o seu retorno ao Victory Lane está bem próximo. Apesar da desclassificação em Charlotte e o erro em Darlington, JJ novamente mostrou serviço, assim como as equipes Hendrick e Penske, que colocaram todos os seus carros no top 10, incluindo o “Penske B” de Matt DiBenedetto.

Opinião Marcos Amaral

Ontem tivemos a etapa de Martinsville. Uma prova morna, mas divertida, pois tivemos vários pilotos lutando por vitórias.

A Penske parecia imbatível, com Logano vencendo o primeiro estágio. Depois, nas voltas finais os três pilotos juntos: Ryan Blaney; Brad Keselowski e Joey Logano, mas não tiveram carro para alcançar a vitória.

Jimmie Johnson foi outro candidato à vitória ao vencer o segundo estágio, mas seu carro acabou perdendo performance e acabou na décima posição.

Para a Gibbs, parecia que seria mais uma corrida desastrosa, já que Kyle Busch, Danny Hamlin e Erik Jones, mal apareceram na corrida.

Martin Truex foi punido, teve uma pedaço da frente de seu carro cortado, mas com a calma de sempre foi e buscou posição por posição. Até que no último estágio assumiu a ponta e foi até a linha de chegada, salvando a Gibbs e garantindo uma vaga para os Playoffs.

Agora vamos para Homestead – Miami, uma pista que traz ótimas lembranças, pois até ano passado, era o palco das finais, que neste ano foi alterado para Phoenix.

A próxima etapa da NASCAR Cup Series ocorrerá no dia 14/06, no circuito oval de 1,5 milha de Homestead Miami, no estado norte americano da Flórida.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais