NASCAR Truck Series – Chuva e raios encurtam prova no Kentucky. Melhor para Sheldon Creed

11 de julho de 2020

j

Alex Leonello Teixeira

Neste final de semana recheado de velocidade pela NASCAR, no circuito oval de 1,5 milhas do Kentucky, a terceira prova do final de semana foi a sétima etapa da fase regular do campeonato da Truck Series.

Revisão Francisco Brasil

Retornando a um circuito muito rápido e que guarda  as características tradicionais da NASCAR, esta prova das picapes, que quase nunca decepcionam, prometia muitas emoções em suas 150 voltas.

A posição de honra no grid de largada para esta etapa, que não contou com a presença de pilotos da Cup, foi do campeão de 2018 Brett Moffitt, piloto da picape Chevrolet Silverado número 23.

Estágio 1 – 35 voltas

Mas mal a bandeira verde foi agitada e o motor da picape número 20 de Spencer Boyd explodiu, acionando a primeira bandeira bandeira amarela da prova. As atividades foram retomadas na volta 8 e a prova efetivamente se iniciou com muitas disputas em todo o pelotão.

Para evitar o toque em um adversário, Codie Rohrbaugh perde o controle na volta 14, vai forte para o muro e provoca nova intervenção.

Com o pano verde agitado na volta 19, contudo, duas voltas depois uma rodada de Ryan Truex ativa a terceira bandeira amarela, em um início de prova amarrado. Vários pilotos, pensando em estratégia, vão para os pits para reabastecimento e troca de pneus.

A relargada se deu no giro 26 e Zane Smith assume a primeira colocação, iniciando uma bela disputa com Moffitt.

Que pese as tentativas do campeão, Smith cruza na frente a linha de meta e vence o primeiro segmento da prova.

Estágio 2 – 35 voltas

Vários pilotos vão para os pits e a liderança passa para as mãos de Parker Kligerman.

A possibilidade de chuva no circuito passa a ser ventilada, trazendo para a prova um senso de urgência, e na volta 41 houve o reinício de prova mas, dois giros depois, Bryant Barnhill roda na pista e provoca mais uma intervenção.

Os carros voltam a acelerar na volta 47 e, já na largada, Jennifer Jo Cobb e Korbin Forrister se envolvem em um acidente, trazendo mais uma vez a neutralização da corrida.

Mas mesmo com este pouco tempo sob bandeira verde, Ben Rhodes consegue assumir a ponta, relargando em tal condição na volta 52.

Na retomada de prova foi a vez de Sheldon Creed aparecer na ponta, mantendo-se firme nesta posição até receber na frente a bandeira quadriculada verde e branca que lhe dava a vitória no segundo estágio da competição.

Estágio final cancelado

Nesta ocasião, o céu já dava sinal de que a chuva se aproximava de forma ameaçadora e, por conta dos raios, uma bandeira vermelha foi deflagrada na volta 71.

Com chuva e diante da realidade de que a prova já havia superado a marca de 50% das voltas programadas, a direção de prova deu por encerrada a corrida.

Assim, a vitória desta etapa foi dada para Sheldon Creed, que se classifica automaticamente para os playoffs.

Na segunda colocação concluiu Ben Rhodes e, fechando o top 3, apareceu o tricampeão da categoria, Matt Crafton.

Opinião Alex Leonello

O velho mantra de que as provas da Truck não costumam decepcionar não valeu para esta etapa.

Uma prova muita amarrada com bandeiras amarelas longas e excessivas, não houve tempo para a competição raiz que estamos acostumados a ver, proporcionada por estes jovens que ainda procuram o seu lugar ao sol no automobilismo norte americano.

É fato que nas poucas oportunidades em que tivemos voltas consecutivas sob bandeira verde os ataques por posições eram intensos, mas sempre interrompidos pela frustração das amarelas que insistiam em aparecer.

Contudo, pior que bandeira amarela é bandeira vermelha que, sem qualquer culpa da categoria, se deu por conta dos raios que caíam próximos ao circuito e, por fim, do temporal que os sucedeu.

Com uma prova pela metade, Creed foi declarado o vencedor, colhendo ainda os dividendos de estar automaticamente classificado para disputar os playoffs.

Sorte?

Sim, claro, mas quem disse que automobilismo também não depende de sorte, além do arrojo que todos nós já sabíamos.

Opinião Francisco Brasil

O senso de urgência pode ter sido um chamariz de amarelas. Mas as provas da Xfinity também foram interrompidas, mas não de forma tão acintosa.

Melhor para Sheldon Creed que, quando não faz bobagem, é um piloto rápido. Hoje esteve na hora certa e no lugar correto, basta colocar a cabeça no lugar.

A próxima etapa da NASCAR Truck Series ocorrerá no dia 18/07, no oval de 1,5 milhas do Texas, que se situa no estado que lhe deu o nome.

Até lá!

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Alex Leonello Teixeira

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais