Escute a rádio Planeta Velocidade!

NEXT GEN NASCAR: BUBBA WALLACE REALIZA TESTE COM O NOVO CARRO EM RICHMOND

18 de março de 2021

j

Marcos Amaral

O mau tempo atrapalhou boa parte da terça-feira de testes do Next Gen em Richmond e atrasou a sessão de quarta-feira por algumas horas, mas assim que o carro entrou na pista com Bubba Wallace ao volante, houve progresso em sua estreia programada para 2022.

Para Wallace, foi sua primeira chance de experimentar o carro, e ele disse que não conversou com outros pilotos antes para obter informações privilegiadas porque queria experimentar o carro por si mesmo pela primeira vez.

“É diferente, mas é um carro de corrida”, disse Wallace. “Existem algumas coisas que podemos aprender e vamos descobrir. O carro parece muito legal; por dentro, parece muito cruel”.

Sean Gardner

Richmond foi o local do primeiro teste Next Gen em 8-9 de outubro de 2019 com Austin Dillon pilotando o Prototype 1. Desde então, houve vários testes, incluindo alguns no Daytona International Speedway, Charlotte Motor Speedway e Phoenix Raceway, local de final do campeonato. Wallace estava pilotando o Prototype 3 na quarta-feira com a Goodyear à disposição para ajudar a NASCAR a testar o desgaste dos pneus do veículo enquanto ele fazia voltas ao redor da pista de 0,75 milhas.

“Tivemos o mesmo equilíbrio do meio-dia (quando o teste começou) até o intervalo das 18h”, disse Wallace. “Uma coisa que notei sobre o carro é que o equilíbrio não muda muito a longo prazo. Mas os pneus estão caindo – estamos testando diferentes construções e compostos para descobrir qual pneu funcionaria melhor para uma corrida aqui”.

O teste de quarta-feira foi focado nos pneus, mas sempre que o carro estiver na pista, outras informações podem ser obtidas.

“Além do desenvolvimento do pneu, estamos pesquisando a temperatura da cabine com algumas imagens térmicas para garantir que seja um pouco mais confortável para o piloto, especialmente durante uma longa corrida de verão”, disse Brandon Thomas, diretor administrativo de sistemas de veículos da NASCAR .

Fazer o piloto se sentir confortável em termos de temperatura é uma meta razoável, mas também é tentar manter um equilíbrio entre conforto e garantir que o carro seja desafiador o suficiente, mesmo para os melhores pilotos do mundo.

“Como engenheiro, ainda existem algumas coisas para as quais eu poderia olhar e dizer: ‘Gostaria de fazer x para tornar esta máquina perfeita’, mas essa não é nossa função”, disse Thomas. “Nosso papel é criar um grande carro de corrida que realize grandes corridas. As pessoas querem assistir a uma corrida em que os pilotos precisam se esforçar para serem competitivos, não uma corrida em que todos os carros rodem perfeitamente”.

“No geral, o desempenho do carro está onde queremos que esteja”, finalizou.

Fotos Divulgação/Twitter

Marcos Amaral

Marcos Amaral

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais